PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Piloto teria se perdido ao mudar de rota e batido no Paquistão; 152 morreram


Airblue, with great sadness, announces the loss of flight ED 202 inbound from Karachi to Islamabad. The flight crashed during poor weather and thick fog.

We regret the loss of life and are investigating the exact circumstances of this tragedy.
This will be presented as soon as possible.

Our hearts go out to the families and loved ones of the passengers and crew.
All information regarding the passengers on the flight may be obtained at
the following dedicated number: 111 247 258



A companhia aérea paquistanesa AirBlue afirmou que está investigando as causas da queda de seu avião Airbus A-321 que deixou todos os 152 a bordo mortos. Segundo as primeiras informações, o piloto teria se perdido após ser forçado a mudar de rota pelo mau tempo. Desorientado, ele desceu demais e atingiu as colinas no Paquistão.

Até o momento, 90 corpos foram resgatados.




O tempo nublado e chuvoso teria forçado o piloto do Airbus a mudar sua rota prevista de Karachi rumo à capital Islamabad. a torre de controle do aeroporto da capital pediu que ele desviasse das colinas e seguisse um caminho paralelo.

T. Mughal/Efe
Região fica em cinzas após queda de Airbus paquistanes na colina de Margala; 152 morreram
Região fica em cinzas após queda de Airbus paquistanes na colina de Margala; 152 morreram

No caminho, contudo, o piloto teria perdido contato com a torre de controle e ficado sem orientação. Segundo a agência de Aviação Civil, ele chegou a liberar os trens de pouso e iria aterrissar no local, mas acabou batendo na colina.

A Aviação Civil diz que o avião teve uma "inexplicável" queda de altura. O piloto baixou para 2.600 pés quando recebeu ordens de desviar de rota, mas logo depois voltou a elevar-se para 3.000 pés.

Testemunhas citadas por diferentes veículos de imprensa paquistaneses dizem ter visto o avião voar muito baixo e de ter ouvido uma explosão após a colisão com a colina.

Mais cedo, após informações desencontradas sobre o número de vítimas da queda do Airbus, uma autoridade local confirmou que não há sobreviventes entre os 146 passageiros e seis tripulantes a bordo.

"Não há sobreviventes. Nós acreditamos que estão todos mortos. Nós estamos recuperando os restos dos corpos mortos da fuselagem", disse Imtiaz Elahi, chefe da Autoridade de Desenvolvimento Capital de Islamabad.

"A situação no local do acidente é de cortar o coração", disse Elahi. "É uma grande tragédia".
Membros da equipe de resgate afirmaram à agência de notícias France Presse que só há corpos despedaçados no local. "Apenas encontramos pedaços de corpos. Não se vê cadáveres ou feridos", disse Aitbar Khattak.

"Só vemos mãos e pés carbonizados", disse Arshad Javed. "Não encontramos nenhum sobrevivente".

QUEDA

O avião da companhia Air Blue, a segunda maior do Paquistão, decolou às 7h50 (23h50 de terça-feira em Brasília) da cidade de Karachi, no sul do país, com destino a Islamabad. A aeronave levava 146 passageiros e seis tripulantes a bordo e caiu nas Colinas de Margala, a norte da capital.

Cerca de 25 guardas florestais que trabalham no local, um parque nacional frequentado pela população da capital, chegaram ao local para iniciar o resgate. Os trabalhos são prejudicados pela chuva e por um denso nevoeiro.

Reuters
Equipes de resgate recuperam restos de vítimas de um dos piores acidentes aéreos do Paquistão
Equipes de resgate recuperam restos de vítimas de um dos piores acidentes aéreos do Paquistão

"É difícil o acesso ao lugar, entre dois e três quilômetros no interior de uma zona de floresta", explicou o porta-voz da Autoridade Municipal de Islamabad (CDA, sigla em inglês), Ramzan Sajid Sajid, acrescentando que os corpos estão sendo levados a um instituto legista em helicópteros do Exército.

Em comunicado, o escritório de imprensa do primeiro-ministro, Yousef Raza Guilani, anunciou que ele já sobrevoou a zona do acidente junto a vários chefes de governos provinciais. Ele decretou dia de luto nacional e expressou "dor pelo trágico acidente".

No aeroporto, os familiares que aguardavam a chegada da aeronave choravam angustiados. "Não podemos explicar a dor que sentimos. Não sabemos se está vivo", disse Bilal Haider, que esperava seu irmão menor Abas, que foi a Karachi para uma entrevista de emprego.

A Airblue começou a operar em 2004, com uma frota de aviões Airbus A320 e A321, segundo o seu site (www.airblue.com). Ela faz principalmente rotas domésticas, mas voa também para Emirados Árabes, Omã e Manchester, na Grã-Bretanha.

O porta-voz Raheel Ahmed disse que foi o primeiro acidente na história da empresa, e que uma investigação será realizada.
ocabaredofimdomundo

TAM mais Airbus!


PARIS (Reuters) - A companhia aérea TAM finalizou nesta quarta-feira uma encomenda de mais 25 aviões da Airbus anunciada inicialmente via memorando de entendimentos no início de junho.
A encomenda envolve 20 aviões da família A320 e cinco jatos A350-900. A preços de tabela, o pedido tem um valor total de 2,8 bilhões de dólares.

Com a nova encomenda, o total de jatos da Airbus comprados pela TAM chega a 176. A empresa brasileira é a maior cliente da fabricante europeia no hemisfério Sul.
contato radar

Denúncias dos aeronautas demonstram grave crise nas empresas aéreas


As empresas aéreas brasileiras, principalmente as duas maiores, TAM e GOL, estão com problemas em relação ao número insuficiente de pilotos e comissários necessários para atender às programações sempre crescentes das mesmas. Outro problema notável é a falta de respeito minimamente humano a esses trabalhadores. Os setores de escalas de voos de todas as empresas transformaram-se em feitores, predominando a pressão contínua e o desrespeito até mesmo ao repouso necessário para que possam bem executar suas funções. Os tripulantes têm sido "alcançados" por controladores de escala despreparados (ou mal-intencionados?) e são pressionados a aceitar programações que poderão culminar em incidentes ou acidentes de gravíssimas proporções, caso algo não seja feito imediatamente. A Secretaria de Segurança de Vôo do SNA tem recebido denúncias e lamentos desesperados dos aeronautas, demonstrando que algo muito sério pode estar se aproximando. O número de denúncias já ultrapassou o ‘Número da Besta’: 666. E antes mesmo do final setembro certamente a casa do milhar será ultrapassada. Já nos deparamos com aeronautas enviando o email do ‘safety’ do Sindicato para suas listas de emails, por isso a denúncia número 1.000 não deverá demorar para dar entrada. Os aeronautas encontraram todo o respaldo do Sindicato para recepcionar e encaminhar suas denúncias, suas angústias e seus desesperos a quem for de direito. E a melhor forma de comunicação, o boca-a-boca, tem sido utilizado exponencialmente. Se algo muito sério ocorrer, um incidente ou acidente, muitas autoridades nacionais terão que se explicar perante a sociedade e a mídia. E por certo o culpado será, como sempre, o piloto, que de vítima será transformado em vilão. Isso se não reagirmos agora a essa farra-do-boi promovida pelos 'empresários e feitores de plantão'. O crescimento de nosso transporte aéreo nos parece artificial. Não é possível que tenham tantos passageiros para tantas empresas aéreas, com tantos aviões e, pior, com o discurso do baixo preço ou de financiamentos facilitados. E até quando poderão sustentar isso? Não nos parece que isso possa sustentar-se por tanto tempo! O baixo custo, esse sim é real, pois a cada dia o trabalhador custa menos para as empresas aéreas. Os empresários do setor não estão comprometidos com a sustentabilidade de sua própria mão-de-obra. Estão praticamente matando as galinhas dos ovos de ouro: seus trabalhadores. Por isso aeronautas, aeroviários, aeroportuários e outras categorias profissionais: reajam! Reportem! Escrevam! Denunciem! Utilizem o email do Sindicato para denunciar ( safety@aeronautas.org.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ). Isso, ou a escravidão sem direitos, mas com cada vez mais deveres. A sorte está lançada. O email safety@aeronautas.org.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. aceita sua denúncia ou sua declaração de indignação. A identificação não é necessária, se assim o desejar. sna

Sindicatos dos Aeronautas e Aeroviários se reúnem com a GOL



A Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou, no dia 23 de junho, mudanças na Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986, o Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA). O texto aprovado altera diversos dispositivos do atual código com proposições apresentadas nos últimos 15 anos por parlamentares, além de sugestões recebidas de diversas entidades da sociedade civil e dos órgãos competentes do Poder Executivo.

O principal deles se refere à ampliação da participação do capital estrangeiro no capital das empresas aéreas autorizadas a prestar serviços regulares de transporte público aéreo, que passaria de 20% para 49%. Também foi aprovado o reconhecimento da prevalência do Código de Defesa do Consumidor na regulação da relação entre passageiros e empresas, ampliando assim os direitos dos passageiros nos casos de atrasos, desistência da viagem, e cancelamentos de voos e overbooking.

As modificações do CBA apresentadas precisam ainda ser aprovadas pelo plenário da Câmara antes de seguir para o Senado, visto que foram inseridos no projeto original do Senado artigos e assuntos que não faziam parte do projeto original. Mas a votação na Câmara dos Deputados só deve ocorrer depois das eleições de outubro.

Outro ponto alterado foi o Art.158, de autoria do relator Deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB/PR), segundo o qual, será admitida a contratação de mão de obra estrangeira para exercerem suas funções no Brasil, como tripulantes ou instrutores, em caráter provisório, na falta de tripulantes ou instrutores brasileiros. O prazo do contrato de instrutores estrangeiros não poderá exceder a seis meses e, para tripulantes, sessenta meses. A proposta é extremamente maléfica aos aeronautas brasileiros e temos de combatê-la de forma veemente!

O SNA, ao ser convocado para a audiência pública sobre o CBA, manifestou sua posição radicalmente contrária ao projeto de libertação do capital estrangeiro. Em nenhum momento da audiência foi mencionada qualquer alteração no Art.158. O Sindicato deixa claro que jamais aprovaria ou permitiria essas modificações no Código Brasileiro Aeronáutico.

Convocamos todos os aeronautas brasileiros a mostrarem sua indignação através de emails, cartas e fax aos Deputados da Câmara Federal, Anac (acessando o link http://www.anac.gov.br/arus/focus/faleconosco/validarUsuario.asp), Secretaria de Aviação Civil, Conac e Ministério da Defesa (pelo email faleconosco@defesa.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou no site https://www.defesa.gov.br/index.php?page=fale_conosco).
sna

EDA grava cenas para o novo vídeo institucional no Rio de Janeiro

O Esquadrão de Demonstração Aérea aproveitou a sua ida ao Estado do Rio de Janeiro, para realizar a demonstração em comemoração ao aniversário da cidade de Macaé/RJ, e gravou cenas inéditas para o seu novo vídeo institucional.

O vídeo “Viajando com a Esquadrilha da Fumaça” tem uma nova linguagem que pretende mostrar mais de do que o voo realizado pelo Esquadrão, mas os bastidores e as viagens realizadas pela equipe.

No Sábado, 24 de julho, cenas das aeronaves T-27 Tucano sobrevoando os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro, cidade onde nasceu a Esquadrilha da Fumaça, foram captadas a partir de uma aeronave C-130 Hércules.

Diversas microcâmeras foram instaladas nas aeronaves para deleite visual do expectador. Confira algumas fotos captadas pelo fotógrafo do EDA, SO Waldemar Prieto Júnior.

As imagens captadas pela produtora do vídeo, a Farol Filmes, serão divulgadas quando do seu lançamento, em outubro de 2010. Aguarde mais novidades e acompanhe o blog dessa superprodução em www.esquadrilhadafumaca.com.br/video_2010.

FOTOS: SO Waldemar Prieto Júnior

poder aéreo

SpiceJet pede 30 Boeing 737-800s



A SpiceJet informou a Bombay Stock Exchange o seu pedido de compra de 30 Boeing 737-800s, segundo um comunicado publicado no site da Bolsa.

Os 30 aviões têm um preço total de US $ 2,3 bilhões.

Os aviões estão programados para serem entregues no início de 2014.

A SpiceJet já comprou 25 737-800s e 737-900s 5 em três pedidos entre 2005-2007, segundo o site da Boeing.
seattletimes

Easy jet vê falhas



O chefe da companhia aérea de baixo custo Easyjet, Thomas Haagensen, se defende das críticas dos atrasos e cancelamentos recentes.
No entanto, Haagensen reconheceu problemas com o serviço de atendimento ao cliente.

QANTAS quer Criar Base na China




QANTAS enfatizou seu interesse em criar uma base na China como parte de uma rampa de lançamento para voos para a Europa, independentemente de sua história no país.
The Sydney Morning Herald

Só o juiz resolve


A U.S Airways, pediu a um juiz federal para intervir e resolver uma "disputa de antiguidade" com seus pilotos.

A companhia aérea considera que as negociações já se arrastam por muito tempo e estão a interferir com a negociação de um novo acordo comum para os 4.000 pilotos que se juntaram depois da fusão Airways E.U. / America West, em 2005.

Honda shows off its first private jet - Honda mostra seu primeiro jato privado


A Honda mostra a sua primeira aeronave na AirVenture Oshkosh, dizendo que o jato deverá voar até o final do ano.

O HondaJet é a primeira empresa no setor da aviação para a Honda, mais conhecida por seus carros e motocicletas, com a marca dizendo que incorpora muitos avanços tecnológicos em design da aviação.

Entre eles estão os motores que são montados sobre a asa, que conforme a Honda , reduz significativamente o arrasto (melhoria da eficiência energética).

the independent

India: novo T3 no Delhi International Airport


Todos os voos internacionais de e para Lisboa irão começar a usar o novo Terminal 3 ostentoso nesta quarta-feira ,hoje, que foi inaugurada pelo primeiro-ministro Manmohan Singh, há duas semanas.

O Delhi International Airport Limited (DIAL) enviou voluntários para orientar os passageiros.

Nesta quarta-feira, cerca de 90 vôos são esperados para operar a partir de T3, das quais cerca de 50 serão companhias aéreas estrangeiras.
ibtimes

Vueling vai incluir seis aviões e ganhar 7,1 milhões até junho


A Vueling encerrou o período de fusão com a Clickair e retomou com seus planos de crescimento.

Exemplo é o anúncio da adição de seis aeronaves em 2011, um aumento de 16% da atual frota de 37 aeronaves.
Além disso, planeja abrir duas novas bases no próximo ano.
A empresa apresentou ontem os resultados do primeiro semestre do ano em curso, que terminou com um lucro de 7,1 milhões de euros, comparado com uma perda de 5 milhões registrados nos primeiros seis meses de 2009.
cincodias

Alitalia apresenta o seu novo Airbus 330

A Alitalia apresentou na semana passada em Milão o Airbus A330 “Raffaello Sanzio”, o primeiro novo avião de longo alcance da companhia, que será utilizado durante o verão europeu para os voos de longa distância que partem de Milão-Malpensa.

Com o novo A330, a Alitalia também apresentou a business class “Magnifica”, com 28 assentos e completamente remodelada em seu interior e poltronas, a nova classe premium economy, “Classica Plus”, com 21 assentos, uma novidade no mercado italiano, e a economy class, também renovada e agora denominada “Classica”, com 175 assentos. No total, a aeronave pode transportar 224 passageiros e 11 funcionários de bordo.

Os novos A330 são dotados de motores de última geração que permitem níveis significativos de economia de combustível e de redução de emissões de CO2.

Além do ingresso dos novos Airbus A330-200 é previsto um programa de reconfiguração da frota Boeing B777 que levará à uma homogeneização da oferta intercontinental sobre toda a frota Alitalia.

Também já entraram em serviço os dois novos Airbus A320 “Elsa Morante” e “Città di Fiumicino”. Com o ingresso dessas aeronaves prossegue a renovação da frota da companhia, são agora 44 os Airbus A320 de nova geração de um total de 160 aeronaves.

Com todos os outros 46 Airbus de medio alcance da Alitalia, o plano de renovação das cabines se completa. Graças à um investimento de cerca de 20 milhões de euros, toda a frota Airbus de curto e médio alcance da Alitalia é agora equipada com poltronas slim em couro com de telas individuais.

A nova classe executiva “Magnifica” da Alitalia foi totalmente redesenhada nas poltronas, no catering e no serviço, se posicionando no topo da categoria em nível global:

• Novas poltronas de couro full flat, com posição leito completamente horizontal, função massagem e tela individual de 15,4 polegadas e dispositivo “privacy” que permite a visão só para o passageiro que ocupa a poltrona.
• Disposição das poltronas “honey moon” em 1-2-1, para quem viaja individualmente ou em casal.
• 12 canais de áudio e também 40 filmes, disponíveis em 8 línguas diferentes, além da possibilidade de carregar o próprio conteúdo multimidia do passageiro, via dispositivo Usb.
• Ampla seleção de documentários, sit-coms e vídeo-games, além de desenhos animados e séries de TV para os passageiros mais jovens.
• Sistema de iluminação de cabine ajustável, com variação de intensidade e cores das luzes de acordo com o horário e a fase da viagem, ideal para oferecer um ambiente relaxante e auxiliar o momento de repouso.
• “Landscape camera” que permite ver indiretamente a vista externa da aeronave.
• Fones de ouvido “noise reduction” para uma audição otimizada do áudio, garantindo um isolamento acústico de ruídos.
• Kit noite com edredon e fronha da marca Frette. Talheres e copos assinados por Richard Ginori.
• Necessàrie de bordo assinadas pela Culti, com produtos exclusivos para cuidados pessoais.
• Menu com especialidades da tradicional culinária regional italiana, preparadas com produtos frescos e por chefes italianos de fama internacioanal, acompanhados de vinhos escolhidos pela Associação Italiana de Sommeliers.

A “Classica Plus” é o nome da nova classe de viagem introduzida pela primeira vez no mercado italiano pela Alitalia para os voos de longa distância. É direcionada aos passageiros que compram um bilhete econômico, mas não querem renunciar aos privilégios de uma classe exclusiva, com um conforto superior e um preço vantajoso.

• Cabine reservada, com 21 poltronas dispostas em três filas, reclináveis até 120° e 20% mais largas se comparadas às poltronas da classe econômica.
• 96,5 cm de espaço entre as poltronas, cerca de mais 25%, se comparado com a classe econômica.
• Apoio para pernas, pés e cabeça em couro com altura e inclinação reguláveis.
• Telas individuais de 10,6 polegadas com sistema de entretenimento “on demand”.
• Fones de ouvido “Noise Reduction”.
• As poltronas possuem entrada Usb para visualizar o próprio conteúdo digital ou carregar a bateria do próprio PC ou dispositivo eletrônico.
• Necessàrie de bordo assinadas pela Culti, com produtos exclusivos para cuidados pessoais.

Aos passageiros da Classica Plus serão oferecidos check-in e embarque prioritários nos aeroportos, o dobro de milhas da classe econômica, drink de boas vindas e toalha quente a bordo antes do serviço principal e uma maior franquia de bagagem para a América do Norte.

A renovação das classes de serviço compreende uma nova classe econômica, denominada “Classica”, que proporciona comforto e atenção aos detalhes.

• Poltonas ergonômicas reclináveis até 110°, com telas de 9 polegadas e telas de entretenimento “on demand” individuais.
• Coberta assinada pela Frette.
• Oferta de uma ou mais refeições quentes e snack doce ou salgado de acordo com o destino.
• Bebidas quentes e frias, além da oferta de vinhos selecionados das melhores cantinas italianas.

Todas as poltronas das três classes de viagem dispõem de telefone individual com o mesmo teclado.

aviação brasil

Ciências Aeronáuticas deve decolar



Na semana passada, o curso de Ciências Aeronáuticas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) foi procurado por duas companhias aéreas brasileiras. De olho na contratação de mais pilotos de linha aérea, estão consultando a universidade para uma eventual parceria. Quais foram essas empresas? O coordenador do curso, Hildebrando Hoffmann, faz mistério neste momento do processo.

– Foi uma primeira consulta, não podemos sair revelando nomes. Mas é um sinal muito bom. Uma dessas companhias quer comprar cerca de 50 aviões nos próximos anos. No mínimo, cada aeronave precisa de 10 a 12 pilotos. Não há tanta gente disponível no mercado – conta Hoffmann.

É o sinal de um voo de brigadeiro para a carreira de piloto civil. Os destinos são a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Brasil, que exigirão uma malha aérea consistente para atender a delegações, torcedores e imprensa. As companhias precisam se preparar para dar conta dessa demanda, assim como os aeroportos e toda a infraestrutura.

Nos 16 anos do curso na PUCRS, pelo menos um momento foi de muita dificuldade. Houve a quebra de empresas aéreas tradicionais, o que deixou o mercado cheio de incertezas no final da década de 90 e começo dos anos 2000. Varig, Vasp, Transbrasil, entre outras, desapareceram. Hoje, esse espaço já é bem ocupado, com novas empresas lançando novas rotas e serviços.

Com 35 anos de serviços prestados exclusivos à Varig, o comandante aposentado Enio Dexheimer é professor e instrutor dos alunos de Ciências Aeronáuticas da PUCRS. Segundo ele, as companhias miram na expansão dos serviços e começam a exigir formação superior para pilotar.

– A tendência é que seja necessário cada vez mais estudo por parte dos pilotos. Até porque, hoje, é possível chegar a comandante em cerca de seis anos de atuação. Acredita-se que um curso superior dá mais maturidade – afirma Dexheimer.

O professor viveu uma transição inquietante, que pode servir de exemplo de como é preciso se adaptar a situações novas na carreira: do voo visual para aquele com o uso de instrumentos e, talvez a mais difícil, dos sistemas analógicos para os digitais.
zero hora

TAM deve indenizar casal pela perda de voo


Companhia aérea deverá pagar R$ 5 mil em danos morais, além do valor de R$ 877,24, a título de danos materiais.

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) manteve, por unanimidade, a sentença que condena a TAM Linhas Aéreas S/A a pagar indenização por danos morais e materiais a um casal que perdeu um voo de São Paulo para Maceió. O incidente ocorreu devido a informações desencontradas apresentadas pelos funcionários da companhia aérea. A decisão da Turma foi publicada na última semana no Diário Eletrônico da JF da 4ª Região.

Após ser condenada na Justiça Federal de Curitiba, a TAM apelou ao TRF4 sustentando que a perda do voo ocorreu por culpa exclusiva do passageiro, ao ignorar o aviso sonoro e as informações do cartão de embarque. No entanto, a relatora do recurso, desembargadora federal Maria Lúcia Luz Leiria, entendeu que a alegação de culpa exclusiva da vítima não encontra o mínimo respaldo probatório, já que inexiste comprovação de que a companhia aérea tenha repassado qualquer informação aos passageiros pelo sistema de alto-falantes do aeroporto. Dessa forma, ela negou o apelo da empresa.

De acordo com informações anexadas ao processo, na noite do embarque constava, sobre o voo JJ3282, no painel do aeroporto a informação "a confirmar". Ao ser solicitada a informação, os funcionários da empresa repassaram ao passageiro que aeronave já havia partido 30 minutos antes, o que fez com que o casal, em viagem de lua de mel, adquirisse outros bilhetes, perdendo o voo que ainda estava em solo, mas em um portão de embarque trocado.

A sentença considerou que deve ser aplicado o Código de Defesa do Consumidor: "as rés podem ser conceituadas como fornecedores, pois propiciam a oferta de serviços no mercado (transporte aéreo no caso da primeira e exploração comercial da infra-estrutura aeroportuária e de navegação aérea pela segunda - Infraero), enquadrando-se, assim, no conceito estabelecido pelo artigo 3º do CDC".

A TAM deverá pagar R$ 5 mil em danos morais, além do valor de R$ 877,24, a título de danos materiais, equivalente ao custo dos novos bilhetes que o casal adquiriu após perder o voo. A Infraero, segunda ré no processo, não foi condenada.
bem paraná

TJ decide que VRG Linhas Aéreas deve pagar indenização por problemas técnicos em voo


Por unanimidade, a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu, na manhã desta terça-feira (27) dar provimento à Apelação Cível nº 001.2006.000743-0/001, nos autos da Ação de Indenização por Danos Morais contra a VRG Linhas Aéreas S/A. Por meio da decisão, o apelante Alexandre Nogueira Bonfim terá direito à indenização no valor de R$ 3 mil, em razão de danos morais causados por problemas técnicos durante voo. A relatoria foi da desembargadora Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti.

O apelante alega que durante o voo 1729, sentido Campina Grande (PB)/ Guarulhos (SP), com escala em Recife, ocorrido no dia 11 de dezembro de 2005, houve despressurização rápida dentro da aeronave da qual era passageiro, advinda de falta de manutenção da mesma. Sustenta, ainda, que o evento ocasionou desconfortos físicos e psicológicos graves, intensificados com o não funcionamento dos equipamentos de proteção (máscaras de oxigênio).

De acordo com a relatora, a falha na aeronave não pode ser classificada como fortuito externo, pois o defeito mecânico não é causa totalmente imprevisível à empresa aérea. “É dever da recorrida a manutenção preventiva de suas aeronaves. Havendo problemas técnicos durante a execução do serviço, ainda que não desejada, permanece o dever de indenizar da companhia aérea”, afirmou.

A desembargadora entendeu que o fato causou um grave mal-estar ao promovente, tanto pelo desconforto físico acentuado, como pelo abalo psicológico sofrido, “ultrapassando a seara do mero dissabor”. Por este motivo, deu provimento ao recurso, calculando a indenização no valor de R$ 3 mil, contados os juros de mora a partir da citação e a correção monetária, da data da fixação do pagamento.
click pb

Colômbia terá três novas empresas aéreas


Entre este segundo semestre de 2010 e até o do ano que vem, a Colômbia deverá contar com mais três empresas aéreas, uma com capital exterior.

O vice-ministro de Turismo, Oscar Rueda, informou que as solicitações foram recebidas pela Aerocivil, entre elas uma com destaque para o ingresso do grupo LAN.

A AerOasis em aliança com o grupo chileno deverá iniciar operações até fevereiro de 2011, iniciando com a participação de assessoria técnica para depois converter-se, definitivamente, em LAN Colômbia, como acontece na Argentina e Peru.

Outra empresa será a Air San Andrés, que deverá formalizar em setembro o seu pedido societário. Sua base principal deverá ser Barranquilla, com proposta de 11 rotas nacionais e 10 internacionais. A terceira será a Fast, com previsão para fevereiro e março. Deverá operar rotas entre a capital Bogotá e algumas das principais cidades do interior colombiano como Medellin, Cartagena e Santa Marta.


bga

Amadeus ajuda resultado da Air France-KLM no 2T


A Air France-KLM divulgou hoje, em Paris, que recuperou o lucro no segundo trimestre do ano. A principal razão para o resultado azul foi o ganho de 1,03 bilhão de euros com a venda de parte de sua participação no Amadeus. A empresa aérea divulgou lucro líquido de 736 milhões de euros no trimestre, enquanto o mesmo período de 2009 foi marcado por prejuízo de 426 milhões.

A receita cresceu 10,7%, chegando a 5,72 bilhões de euros, depois de “forte recuperação tanto no tráfego de passageiros quanto de cargas”. Sem o ganho obtido pela venda de parte do Amadeus, no entanto, a empresa aérea teria resultado negativo no trimestre, uma vez que registrou prejuízo operacional de 132 milhões de euros. Segundo o comunicado divulgado pela aérea, as contas poderiam ter ficado equilibradas – mesmo sem a venda de partes do Amadeus – se o espaço aéreo europeu não tivesse permanecido fechado por quase uma semana em abril, por causa das cinzas do vulcão islandês. A Air France-KLM estima em 158 milhões de euros as perdas com o fechamento aéreo em abril.
panrotas

Acidente aéreo no Paquistão é um dos mais graves do ano

Bombeiro trabalha entre chamas e fumaça nos destroços do avião, nas montanhas Margalla Foto: AFP

Resgate cerca destroços do avião Airbus A321, da Airblue, que caiu com 152 pessoas no Paquistão
Foto: AFP

O acidente de um avião com 152 pessoas a bordo ocorrido nesta quarta-feira em uma região montanhosa perto de Islamabad, capital do Paquistão, é um dos mais graves neste ano. Após intensas horas de trabalho, as equipes de resgate confirmaram que não houve sobreviventes no acidente.

Os acidentes mais graves de 2010 foram:

- 25 de janeiro: Cai um Boeing 737-800 da companhia aérea Ethiopian Airlines próximo ao litoral do Líbano com 90 pessoas a bordo - 83 passageiros e sete tripulantes.

- 10 de abril: Morre o chefe de Estado da Polônia, Lech Kaczynski, e outras 95 pessoas, entre elas mais de 20 funcionários de alto escalão e militares, na queda do Tupolev-154, quando iam para uma homenagem em Katyn (Rússia). O acidente aconteceu a 1 km do aeroporto militar russo de Smolensk, em meio a um denso nevoeiro.

- 11 de maio: Morrem em um acidente aéreo 103 pessoas, quando caiu um Airbus A330 da companhia líbia Afriqiyah Airways, procedente de Johanesburgo, pouco antes de pousar no aeroporto de Trípoli. Apenas uma criança holandesa sobreviveu.

- 17 de maio: Cai um avião da companhia aérea Pamir Airways, que tinha saído de Kunduz com destino a Cabul, com 43 pessoas a bordo (38 passageiros e cinco tripulantes), ao sul da região montanhosa de Salang, no norte do Afeganistão. Não houve sobreviventes.

- 22 maio: Morrem 158 pessoas ao cair um Boeing-737 da companhia Air India Express, procedente de Dubai e no qual viajavam 160 passageiros e seis tripulantes, no aeroporto de Mangalore, ao sudoeste da Índia.

terra

Guarulhos



A Infraero anunciou que as obras do TPS-3 (Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo) começam em seis meses!!! Mas como é possível, se há duas semanas a estatal assinou contrato de projeto executivo do TPS-3 com prazo de entrega de 22 meses?
Ancelmo Góis

Paquistão: Acidente aéreo sem sobreviventes


O acidente aéreo hoje ocorrido no Paquistão não deixou sobreviventes, tendo sido encontrados os corpos de todas as pessoas que se encontravam a bordo do Airbus 321 da companhia paquistanesa Airblue, que caiu antes de pousar perto de Islamabad, anunciaram o ministro do Interior e o chefe da polícia da cidade.

«Ninguém sobreviveu. Todos os que estavam a bordo morreram», confirmou o ministro Rehman Malik ao canal local Express TV.

«Foram encontrados todos os corpos. Segundo as nossas informações, havia 149 pessoas a bordo. Mas é difícil dar um número exacto porque a maioria dos corpos ficou mutilada», declarou a polícia.

A aviação civil afirma que havia 152 pessoas a bordo do avião.
diário digital

Boeing perde 21% dos lucros com redução das entregas de aviões

A segunda maior construtora de aparelhos aéreos do mundo registou uma quebra de 9% nas entregas de aviões no segundo semestre de 2010.

Os lucros da empresa americana Boeing caíram para os 787 milhões de dólares (605,478 milhões de euros) no segundo trimestre de 2010, quando no mesmo período do ano passado tinham conseguido 998 milhões (767,81 milhões de euros), número que representa uma queda de 21%.

O valor por acção do resultado líquido é 1,06 dólares (0,815 cêntimos), mesmo assim excedendo as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg que apontavam esse valor para 1,01 dólares (0,777 cêntimos).

O segmento das vendas também não foi positivo visto ter caído 9,2% para os 15,6 mil milhões de dólares (12 mil milhões de euros), escreve a Bloomberg.

O período foi negativo tendo em conta a construção de menos 8,8% de aparelhos, devido a um intervalo na produção do modelo de um avião e ainda graças a assentos defeituosos vindos do fornecedor, o que obrigou a adiamentos de prazos.

Além disso, a Boeing tinha também cortado na produção do modelo 777 aquando da quebra das encomendas no ano passado.

Para fazer face a estes dados, a empresa irá aumentar as entregas durante o ano para concluir 465 aviões e ainda duplicar os lucros, segundo a Bloomberg.

A Boeing fechou ontem a descer na bolsa americana 0,33% para os 68,62 cêntimos.
jornal de negócios

SMILES NA GOL E VARIG


O SMILES programa de milhagem da GOL Linhas Aéreas vai facilitar ainda mais a emissão de bilhetes-prêmio, desta vez para o período pós-férias de julho. É que até o dia 30 de setembro os participantes do programa poderão voar nos trechos domésticos da GOL e nos internacionais da GOL e da VARIG utilizando 4.000 e 6.000 milhas, respectivamente. O benefício faz parte das ações "SMILES & Money" e "Milhas Reduzidas".Maiores informações no www.smiles.com.br.
aerobussiness

fonte: Aerobusiness

Anac autoriza Pantanal a operar rota entre Uberaba e São Paulo


A empresa aérea Pantanal já tem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar voos no aeroporto local. O superintendente da Infraero em Uberaba, João Itacir Freitas, afirma que a proposta inicial era o lançamento do destino a partir de agosto, mas a confirmação ainda depende de conversa final com a companhia.

Itacir conta que a Pantanal tem autorização da Anac para operar em três horários. Entretanto, ele pondera que isso não significa que a empresa já começará ofertando três saídas de Uberaba. De acordo com o superintendente, a companhia pode ter planejado uma ampliação progressiva.

Sem citar datas para o lançamento da rota, o superintendente declara que está aguardando visita de representante da Pantanal para assinatura do contrato operacional. Só a partir daí será marcado o dia para retorno dos voos Uberaba-SP. Itacir lembra que a Pantanal foi comprada pela TAM, o que traz boas perspectivas sobre as operações no trecho. “A Pantanal é agora uma empresa sólida”, avalia.
jm online

Encontro com Anac acaba sem solução e define fim dos pousos em Congonhas




Contudo, TAM altera data da mudança para 23 de agosto por falta de documento


Reunião da comitiva de empresários de Marília com a presidente da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), Solange Vieira, ontem em Brasília, terminou sem novidades. A entidade nada pode fazer para interferir nos planos comerciais da TAM, proprietária da Pantanal,

Contudo, ainda sem a documentação definitiva que a permite fazer a alteração, a TAM não poderá modificar o destino da rota no prazo anunciado – 1º de agosto – e acabou tendo que prorrogar o início da mudança para o dia 23.

Flávio Peres, diretor regional do Ciesp e integrante da comitiva local, lamentou o desfecho das negociações e reiterou os prejuízos ao município. “Fizemos o que foi possível, junto a TAM, ao Daesp e a ANAC, mas infelizmente não foi possível reverter a decisão e teremos que arcar com as perdas que virão”.

A companhia alega que a mudança é em respeito ao critério adotado de reservar as cotas de Congonhas para voos operados com aeronaves para mais de 100 passageiros, passando os demais para Guarulhos.

Para o assistente técnico Wilson Hadlich, que mora em São Paulo e viaja frequentemente a Marília, a dimensão do prejuízo para a cidade só será realmente calculada após a efetivação da mudança.

“Enquanto uma empresa operava em Congonhas e a outra em Guarulhos estava perfeito. A cidade já é distante da capital e agora, sem essa opção, muitos investidores devem recorrer a municípios mais acessíveis."
jornal de marília

ITA abre inscrições a partir de domingo


A partir deste domingo, estão abertas as inscrições para o vestibular de uma das instituições mais cobiçadas do Brasil.

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) é, historicamente, reconhecido pela excelência de seu ensino, formando profissionais disputados à tapa no mercado de trabalho.

As inscrições ficarão abertas até 15 de setembro. Os interessados garantirão lugar no concurso exclusivamente pelo site da instituição, onde já podem conferir informações como número de inscritos nas edições anteriores e como foram as provas. O link estará ativo somente a partir de domingo.

As provas são realizadas em cidades de todo o Brasil, incluindo Porto Alegre. O ITA ressalta aos candidatos que, para efetivar a inscrição, será exigido o número do CPF do próprio vestibulando. Logo, quem não tem o documento precisa providenciá-lo o quanto antes em qualquer agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

Criado em 1950, o ITA é especializado no saber aeroespacial, sob a jurisdição do Comando da Aeronáutica (Comaer). Para os cursos de graduação, com a duração de cinco anos, o ITA oferece um total de 130 vagas, distribuídas entre as seguintes modalidades de engenharia: Aeronáutica, Eletrônica, Mecânica-Aeronáutica, Civil-Aeronáutica, Computação e Aeroespacial.
zero hora

Monumento aos Pracinhas faz 50 anos


RIO - Prestes a completar 50 anos dia 5 de agosto, o Monumento aos Pracinhas, em homenagem aos soldados mortos durante a Segunda Guerra, no Parque do Flamengo, vai ganhar uma programação comemorativa que começa no sábado.

O primeiro evento será às 8h, com uma gincana de pintura que vai premiar as três melhores reproduções do monumento, cujo projeto foi feito pelos arquitetos Hélio Ribas Marinha e Marcos Konder Netto. A inauguração foi em 1960. Os quadros serão pintados entre 9h e 15h. Os vencedores receberão um prêmio em dinheiro e terão suas pinturas expostas no local até o dia 29. No domingo às 10h, será a vez da cerimônia mensal da troca de guarda do comando da Aeronáutica para o do Exército. No dia 3, a partir das 9h, acontece o seminário "50 anos do MNSGM (Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra) - O porquê da sua existência". No dia 5, a partir das 10h, uma solenidade militar celebrará o cinquentenário.

Regina Aché, que visitava, nesta terça-feira, pela primeira vez o local, disse que a comemoração é bem-vinda pela importância da homenagem aos pracinhas brasileiros mortos em combate. Ela elogiou o bom estado de conservação do monumento:

- Circulo pela cidade e o que vejo são praças e monumentos sujos. A limpeza daqui espanta e deve ser comemorada.

Segundo o tenente Sérgio Henrique Freire, diretor do monumento, a limpeza é feita diariamente por oito pessoas do Exército.

o globo

Criado o canal PORTALFAB no YouTube

A Força Aérea Brasileira (FAB) deu mais um passo importante para agilizar a transmissão de informações sobre a instituição na rede mundial de computadores. Foi criado hoje (27/07) o canal PORTALFAB no YouTube, no endereço, http://www.youtube.com/user/portalfab. O primeiro vídeo disponibilizado no YouTube apresenta as diversas carreiras existentes na Força Aérea com depoimentos de militares de várias especialidades.

A proposta da criação do Canal PORTALFAB no YouTube é atender a demanda cada vez maior por parte do público em relação às mídias sociais. De acordo com pesquisas, 63% dos usuários considerados como “internautas ativos” têm perfil em alguma rede social, o que representa cerca de 395 milhões de pessoas, número esse que cresce exponencialmente. No PORTALFAB serão postados vídeos de operações militares envolvendo as aeronaves, missões de ajuda humanitária, documentários, institucionais, hinos, etc.

Com sua interface de fácil uso, o YouTube tornou possível a qualquer usuário de computador postar na Internet um vídeo que milhões de pessoas podem ver em poucos minutos. A grande variedade de tópicos cobertos pelo YouTube tornou o compartilhamento de vídeo uma das mais importantes atividades da cultura da Internet. As vantagens do Canal YouTube são várias: facilidade de pesquisa,visualização rápida e de boa qualidade, além de proporcionar o compartilhamento dos vídeos de uma maneira mais eficiente.

RSS

O Portal da FAB também inovou recentemente com a disponibilização do canal de notícias em formato RSS (Really Simple Syndication). Com a nova ferramenta, os internautas têm condições de se manter sempre atualizados sobre as notícias veiculadas no site.

O RSS é um jeito novo e prático de ficar informado. Com ele é possível reunir informações dos sites preferidos em uma única tela, e, como num programa de e-mail, ser avisado das novidades assim que elas são publicadas na Internet. Para ter acesso ao novo serviço é preciso se inscrever no RSS da FAB. No Portal, basta clicar no botão RSS e depois no link “assinar esse feed”.

No arquivo RSS são incluídas informações como título, página (endereço exato de onde há algo novo), descrição da alteração, data, autor, etc, de todas as últimas atualizações do site ao qual ele está agregado. Sempre que uma nova notícia for ao ar, o RSS será automaticamente atualizado.

O RSS é amplamente utilizado pela comunidade dos blogs para compartilhar as suas últimas novidades, textos completos e até mesmo arquivos multimidia. O RSS difundiu-se para as maiores empresas de notícias do mundo, permitindo que outros websites incorporassem suas notícias e resumos por meio de acordos de uso.

poder aéreo

Jato executivo acidenta-se em Oshkosh


Um jato executivo modelo Raytheon 390 Premier IA, matrícula N6JR, acidentou-se hoje pela manhã em Oshkosh, nos EUA, onde está ocorrendo a EAA AirVenture 2010, um dos maiores eventos aeronáuticos do mundo. Segundo fontes da AirVenture, o avião realizou um hard-landing e saiu da pista, partindo-se ao meio. Os dois ocupantes foram hospitalizados e não há informações sobre o estado deles. Abaixo, uma imagem da aeronave em questão. No link a seguir, uma foto da aeronave após o acidente:


rmcaviação

CargoBis a novata das cargueiras


A primeira aeronave da CargoBis, a nova empresa cargueira do Brasil, será um Boeing 757, ex-VarigLog, matrícula PR-LGI. A nova matrícula dele será PP-BIY.

eaglesky

Acidente em Oshkosh foi presenciado pelo blogueiro Lito

N6JR Raytheon 390 Premier


O avião era de propriedade de Jack Roush, 68 anos, que estava pilotando, ele é dono de um time da NASCAR. Quem estava perto disse que após o estol da asa o nariz bateu no chão primeiro e a fuselagem girou 180 graus rompendo a parte traseira da fuselagem.

Um acidente ocorrido ontem em Oshkosh, foi presenciado por um companheiro blogueiro, o Lito, que publica o blog ´´Aviões e Músicas´´. Leia o relato dele, veja fotos e vídeo mostrando o jato Raytheon 390,danifcado, na pista e praticamente partido ao meio.
Acompanhe as notícias
bga

TAM tentou me comprar para evitar audiência sobre acidente, diz candidato ao governo de SP


O candidato ao governo de São Paulo pelo PP, Celso Russomanno, disse, na manhã desta terça-feira (27), em sabatina promovida pelo UOL e pela Folha de S.Paulo, que a companhia aérea TAM tentou comprá-lo para que uma audiência pública sobre o acidente com o voo 3054 no Aeroporto de Congonhas não acontecesse. “A TAM tentou me comprar. O lobista tentou me induzir para que a audiência pública não acontecesse”, disse.

Em seguida, o candidato completou: “Eles não chegam a fazer oferta porque eu não deixo fazer oferta”. O acidente matou 199 pessoas em 17 de julho de 2007 quando um Airbus da TAM não conseguiu parar na pista do aeroporto, atravessou uma avenida de São Paulo e se chocou contra um prédio e um posto de gasolina.

Em seguida, o candidato completou: “Eles não chegam a fazer oferta porque eu não deixo fazer oferta”. O acidente matou 199 pessoas em 17 de julho de 2007 quando um Airbus da TAM não conseguiu parar na pista do aeroporto, atravessou uma avenida de São Paulo e se chocou contra um prédio e um posto de gasolina.

O evento promovido por UOL e Folha sabatina os candidatos ao governo de São Paulo que atingiram índices de intenção de votos igual ou superior a 10%. Na quarta (28), o entrevistado será o senador Aloizio Mercadante (PT), e na quinta (29) o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB).

A TAM afirma que as acusações de Russomanno não são verdadeiras. "A companhia segue todas as normas e legislações vigentes e não autoriza nem orienta qualquer pessoa a cometer ilegalidades. A TAM acrescenta que compareceu a todas as audiências públicas legal e regimentalmente convocadas à época mencionada pelo entrevistado, como as CPIs da Câmara e do Senado Federal que trataram da questão aérea e as audiências da Comissão Especial — Código Brasileiro de Aeronáutica", diz a empresa, por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa.

Russomanno foi sabatinado pelos jornalistas Irineu Machado, editor-executivo do UOL Notícias, Fernando Canzian, repórter especial da Folha, Mônica Bergamo, colunista da Folha e Denise Chiarato, editora de Cotidiano do jornal.

Fonte: UOL Eleições - Foto: Leandro Moraes/UOL

Nota do Autor do desástres aéreos

O candidato demorou três anos para fazer a denúncia. Talvez o tenha feito agora em razão de ser candidato. De qualquer forma, o fato deve ser apurado.

desástres aéreos

Estrangeiros na aviação


Proposta de novo CBA permite a contratação de tripulantes estrangeiros

A comissão especial criada na Câmara dos Deputados para modificar o CBA (Código Brasileiro de Aeronáutica) já aprovou o texto final que deve ir a voto no plenário. Entre as mudanças propostas, está a contratação temporária de tripulantes estrangeiros em contrato de até cinco anos. Para representantes dos pilotos brasileiros, o texto está muito genérico e aberto a muitas interpretações.

Veja abaixo o artigo citado:

“Art. 158. Será admitida a contratação de mão de obra estrangeira como tripulantes e instrutores, em caráter provisório, na falta de tripulantes brasileiros.

§ 1º. O prazo do contrato de instrutores estrangeiros, de que trata este

artigo, não poderá exceder a 6 (seis) meses.”

§ 2º. O prazo do contrato de tripulantes estrangeiros, de que trata este

artigo, não poderá exceder a 60 (sessenta) meses.”

aeromagazine

Exposição estática


Ontem, no começo da tarde, um P3 Orion, da polícia de fronteira americana, aterrissou no Wittman Field e já foi para a exibição estática. O Brasil comprou dos EUA modelos semelhantes, que vão fazer o trabalho de patrulha marítima. O P 3 é a versão militar de um velho conhecido nosso, o Electra, que voou na ponte-aérea Rio-São Paulo.

Esta edição da AirVenture esteve por um fio. Motivo: chuva, muita chuva. Numa conversa informal, gente do staff de imprensa da EAA contou que choveu forte por aqui nos últimos 30 dias. A chuva parou somente na sexta-feira, 23/06. Se continuasse até o dia seguinte, sábado, o evento corria sério risco de ser cancelado. Com efeito, o entorno do Wittman Field ainda exibe pontos em que a terra está encharcada. Hoje, no começo da tarde, a chuva ameaçou cair. Depois o tempo firmou. Mas a previsão indica água para amanhã.

aeromagazine

British Airways e Visa

  1. British Airways

A companhia aérea British Airways fechou uma parceria com a rede Visa, para oferecer tarifas especiais para a Europa, em classe Executiva. O melhor de tudo: poder pagar em cico vezes, sem juros.

Até 30 de setembro de 2010, os portadores dos cartões Visa Platinum e Infinite poderão adquirir passagens ida e volta a partir de U$ 2.499 (mais taxas), ida-e-volta. A viagem tem que ser realizada até março de 2011.

A British Airways opera dez voos por semana entre o Brasil e a Europa. Sete voos semanais entre Londres e São Paulo e três entre a capital britânica e o Rio de Janeiro.

A partir de Londres, a British Airways oferece conexões para mais de 100 destinos em todo o mundo. As rotas para o Brasil são operadas com Boeings 747-400, com quatro categorias de serviço: First Class, a executiva Club World, World Traveller Plus e World Traveller, a classe econômica.

mapamundi

Estudo revela que avião polui mais do que carro

Veja o vídeo abaixo:

Um avião polui dez vezes mais do que um carro, revelou um estudo feito pela Anac, agência nacional de viação civil.

No maior aeroporto do país, em Guarulhos, na Grande São Paulo, foram emitidos mais de 14 milhões de toneladas de gases poluentes no ano passado.

Segundo a Anac, da turbina de um avião sai dez vezes mais gás carbônico do que de de um automóvel.

Agora, a prefeitura quer uma compensação por tanto prejuízo ao meio ambiente. Mas não é dinheiro não: é a exigência do plantio de árvores na proporção de gases emitidos.

Se o ideal é algo distante, a mudança de comportamento pode ser mais rápida. Tal qual a indústria automobilistica, a aviação poderia investir na redução de gás carbono na busca de combustíveis menos poluentes.
r7

Médico escreve bilhete de despedida minutos antes de queda de avião


Um médico que morreu na queda de um avião nos Estados Unidos escreveu um bilhete de despedida minutos antes do acidente, no norte do país.

O médico americano James Hall estava a bordo do avião que sobrevoava o Lago Michigan na última sexta-feira quando começou a apresentar problemas no motor e a perder altitude.

O bilhete, supostamente escrito poucos minutos antes da queda que matou Hall e outros três dos cinco ocupantes da aeronave, foi encontrado entre os destroços do avião pelas equipes de resgate no sábado.

O bilhete estava dentro da maleta médica de Hall.

A mensagem relatava que o avião Cessna 206 estava enfrentando problemas e que os ocupantes da aeronave estavam rezando a Deus para que tudo ficasse bem.

O avião levava um paciente de câncer, amigo do médico, para receber tratamento em uma clínica no Estado de Minnesota. Também estavam a bordo a mulher do paciente, um copiloto e o piloto, o único a ser resgatado com vida.

'Conforto'

O conteúdo da carta, de apenas quatro linhas, foi revelado pela mulher do médico, Ann Hall, ao jornal local The Morning Sun, do Estado de Michigan.

"Nós amamos vocês. Perdemos força (voando) sobre o metade do Lago Michigan e estamos voltando. Estamos rezando a Deus para que tudo fique bem. Nós amamos vocês. Jim", diz a mensagem, endereçada a "todos".

Para Ann Hall, a mensagem é de todo o grupo de ocupantes do avião e não foi escrita apenas para uma pessoa.

"Acho que isso deve trazer conforto para todas as pessoas que os conheciam", disse ela ao Morning Sun. BBC Brasil

estadão

Avião é assaltado quando decolava em aeroporto de Pernambuco

Avião da empresa JAD Táxi Aéreo que foi interceptado nesta segunda-feira


Um avião da empresa JAD Táxi Aéreo foi assaltado na noite desta segunda-feira quando se preparava para decolar no Aeroporto Oscar Laranjeira, em Caruaru, no agreste pernambucano. De acordo com a polícia, oito homens armados invadiram a pista utilizando uma caminhonete.

Os ladrões fizeram vários disparos contra o avião, que foi obrigado a parar. Depois, os suspeitos roubaram malotes de dinheiro, cheques e documentos que seriam transportados para a Paraíba.

Não há informações sobre o valor roubado. A aeronave foi periciada pela Polícia Federal de Caruaru nesta terça-feira. Ninguém ficou ferido na ação.

eband

Os principais acidentes com aviões Airbus desde 1990


WASHINGTON — Um avião da companhia paquistanesa Airblue com 150 pessoas a bordo caiu nesta quarta-feira nas colinas que cercam Islamabad. Segundo as primeiras informações, não há sobreviventes.

Seguem os principais acidentes com o Airbus desde 1990:

- 14 de fevereiro de 1990: Um A-320 da Indian Airlines caiu ao pousar em Bangalore (Índia) causando 90 mortos.

- 20 de janeiro de 1992: Um A-320 da companhia francesa Air Inter caiu perto de Estrasburgo (França): 87 mortos.

- 31 de julho de 1992: Um A-310-300 tailandês da companhia Thai Airways International caiu perto de Katmandu (Nepal) deixando 113 mortos.

- 28 de setembro de 1992: Um A-300 da Pakistan International Airlines caiu não longe de Katmandu: 167 mortos.

- 14 de setembro de 1993: Um A-320 da companhia aérea alemã Lufthansa pegou fogo ao pousar em Varsóvia, causando dois mortos e 54 feridos.

- 23 de março de 1994: um A-310 da companhia russa Aeroflot caiu na Sibéria: 75 mortos.

- 26 de abril de 1994: Um A-300-600 de Taiwan caiu no aeroporto japonês de Nagoya (Japão), causando a morte de 264 dos 271 passageiros que levava a bordo. A investigação atribuiu o acidente a um erro de pilotagem, mas recomendou também ao construtor revisar o sistema automático de pilotagem.

- 30 de junho de 1994: Um A-330 em teste caiu no final da pista no aeroporto francês de Toulouse (França): Sete mortos.

- 31 de março de 1995: Um A-310-300 da companhia romena Tarom caiu três minutos depois de decolar de Bucareste: 60 mortos.

- 26 de setembro de 1997: Um A-300 da companhia indonésia Garuda caiu perto de Medan (noroeste de Sumatra) sob um céu enegrecido pela fumaça procedente de incêndios florestais: 234 mortos.

- 16 de fevereiro de 1998: Um A300-600 da companhia de Taiwan China Airlines (CAL) caiu perto do aeroporto de Taipei, depois de se chocar contra várias vivendas: Morreram no total 202 pessoas, as 196 que levava a bordo e seis moradores das casas atingidas.

- 11 de dezembro de 1998: Um A-310 da companhia Thai Airways International caiu perto do aeroporto de Surat Thani (sudeste de Tailândia), causando 101 mortos. O aparelho transportava 146 pessoas.

- 31 de janeiro de 2000: Um avião da aerolínea Kenya Airways caiu em chamas no oceano Atlântico, apenas dois minutos depois de decolar do aeroporto de Abdjã (Costa do Marfim), deixando 169 mortos. Houve 10 sobreviventes.

- 23 de agosto de 2000: Um A-320 da Gulf Air cai nas águas do Golfo, com 135 passageiros e oito membros da tripulação a bordo, depois do registro de um incêndio num de seus motores.

- 12 de novembro de 2001: um Airbus A300 da American Airlines cai em Nova York pouco depois de sua decolagem: 265 mortos, as 260 pessoas a bordo do avião e os cinco habitantes do bairro de Queens que tiveram sua casa incendiada.

- 3 de maio de 2006: 113 pessoas morreram na queda de um Airbus A320 da companhia armênia Armavia, quando estava a ponto de aterrissar no aeroporto de Sochi (sul da Rússia).

- 9 de julho de 2006: unas 140 pessoas, entre as quais oito tripulantes, morrem no acidente de um Airbus A310 russo que caiu e se incendiou ao pousar em Irkutsk (Sibéria).

- 17 de julho de 2007: 199 mortos quando um Airbus A320 da companhia brasileira TAM se chocou contra um depósito do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e pegou fogo.

- 1o. de junho de 2009: um Airbus A330 da Air France caiu no mar entre o Brasil e a França: 228 mortos.

- 30 de junho de 2009: um Airbus A310 da companhia ienemita Yemenia cai no mar diante do litoral de Comores pouco depois de pousar em Moroni, deixando 152 mortos. A única sobrevivente é uma adolescente de 14 anos.

- 12 de maio de 2010: 103 mortos quando um Airbus A330 da companhia líbia Al Afriqiyah cai no aeroporto de Trípoli. O único sobrevivente é um menino de oito anos.

afp

Confirmados 152 mortos em acidente de avião na capital


As autoridades paquistanesas confirmaram a morte dos 152 passageiros que seguiam a bordo do avião que se despenhou na zona montanhosa que junto à capital do país, Islamabad.

Avião usado no transporte de drogas é apreendido em MG

Piloto foi preso e já conta com passagem pelo mesmo delito.

Assista ao vídeo:


Um avião foi apreendido em Laje (MG), a 382 km de Belo Horizonte, por suspeita de transportar drogas para traficantes da região sul do Estado. A aeronave foi detida quando tentava decolar de uma pista desativada. O piloto, um homem de 55 anos, foi preso e já conta com passagem pelo mesmo crime. Outros dois homens conseguiram fugir no momento da chegada da polícia.

Segundo os policiais, uma denúncia os levou ao local onde estava o avião. Nele foram encontrados galões de gasolina e folhas de coca. A suspeita é de que a aeronave integre o esquema de tráfico na chamada “rota caipira”, que envolve os estados de SP, MG e MS.

r7

Avião com mais de 150 a bordo cai no Paquistão


Airbus 321 da Air Blue caiu em região montanhosa perto de Islamabad.
Aeronave levava 146 passageiros e 6 tripulantes, diz autoridade.


Um Airbus 321 da Air Blue, com 152 pessoas a bordo, caiu e pegou fogo na manhã desta quarta-feira (27) - início da madrugada no Brasil - numa região montanhosa perto de Islamabad, capital do Paquistão, informam as autoridades locais.

Não há ainda informações oficiais sobre as causas do acidente, tampouco sobre número de mortos.

As agências internacionais de notícias dizem que há sobreviventes: ao menos cinco, que teriam sido levados a um hospital, segundo a agência France Presse (AFP). Mas a maioria dos que estavam a bordo morreu. A Efe diz que há muitos corpos espalhados pela região do acidente e que quatro deles teriam sido recuperados.

Veja imagens dos destroços e da região onde ocorreu acidente

De acordo com Mubarik Shah, porta-voz da estatal que controla a aviação civil, a aeronave caiu com 152 pessoas a bordo. "Havia 146 passageiros e seis tripulantes a bordo. Estamos reunindo informações. Não temos mais detalhes", disse Mubarik Shah.

O porta-voz confirmou que voo cumpria a rota entre as cidades paquistanesas de Karachi, ao sul, e Islamabad, e acrescentou que a aeronave perdeu contato com a torre de controle minutos antes da queda.

Segundo a Efe, o acidente ocorreu pouco antes da aterrissagem, durante forte chuva e sob nevoeiro. O avião caiu e explodiu nas Colinas de Margala, uma das regiões mais belas do país.

g1

Rotas brasileiras mudam mapa aéreo da América Latina



O forte crescimento da aviação comercial brasileira está redesenhando o mapa do setor na América Latina. A ligação São Paulo-Brasília desbancou Cidade do México-Monterrey e tornou-se a segunda rota mais movimentada da região, atrás apenas da ponte Rio-São Paulo.

Além disso, das cinco rotas com maior oferta de assentos, figuram outras duas ligações domésticas no Brasil: São Paulo-Porto Alegre e São Paulo-Curitiba. Elas superaram duas conexões aéreas no México, onde a aviação sofreu bem mais os efeitos da crise global de 2009, enquanto o número de passageiros no Brasil continuou crescendo.

As informações constam de relatório divulgado ontem pela Associação Latinoamericana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA), cujas filiadas representam 90% do tráfego aéreo comercial na região. A entidade analisou o desempenho, no ano passado, de 510 aeroportos e 2.192 pares de cidades (rotas).

"A compilação dessas informações é mais uma evidência da tendência de contínuo crescimento das rotas na América Latina e no Caribe, assim como da aviação (da região) como um todo", afirmou o diretor-executivo da ALTA, Alex de Gunten, na introdução do relatório anual.

O levantamento mostrou que, em qualquer indicador, o aeroporto internacional da Cidade do México é o mais movimentado da região. O aeroporto de El Dorado (Bogotá) é onde a oferta total aumenta mais rapidamente - foram 13 mil voos adicionais em 2009 - e Tocumen (Panamá) onde há o maior crescimento de rotas internacionais.

Dos cinco aeroportos cuja oferta de voos (domésticos e internacionais) mais se expandiu, no ano passado, quatro estão no Brasil: Viracopos, Santos Dumont, Brasília e Guarulhos. O relatório não avalia, porém, as condições de infraestrutura.

Outro dado que demonstra a vitalidade da aviação brasileira é o de ligações domésticos com maior crescimento na oferta de assentos. Das dez que mais aumentaram, nada menos que sete são brasileiras. A única que não tem São Paulo como origem ou destino é a rota Belo Horizonte-Brasília, com alta de 31%. De todos os voos internacionais na América Latina, dentro da região ou para outros continentes, o de maior movimento é Buenos Aires-São Paulo, com cerca de 1 milhão de assentos disponíveis por ano, 40% acima do segundo no ranking (Buenos Aires-Santiago). Além disso, as ligações de São Paulo a Santiago, Nova York e Miami estão entre os dez principais voos internacionais.

O estudo evidenciou ainda a falta de conectividade do Caribe com o restante da região: de suas 20 principais ligações, 17 são com os Estados Unidos ou com a Europa, e apenas três com cidades latino-americanas.

administradores