PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 31 de março de 2010

NOTÍCIAS VASP - REMARCADO O LEILÃO PARA O DIA 12.4.2010


PODER JUDICIÁRIO
JUSTIÇA DO TRABALHO
TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO
Processo/Ano: 507/2005

CONCLUSÃO

Partes: Ministério Público do Trabalho e outros

M.FAL. Viação Aérea São Paulo S.A. VASP e outros

Nesta data, faço os presentes autos conclusos à MM Juíza do Trabalho Dra. Elisa Maria Secco Andreoni, tendo em vista o despacho referente ao Proc. TST Cor. Par - 4661-51-2010.5.00.000, de fls. 13.694.

São Paulo, 30.03.2010.

MEYRIMAR URZÊDA DA SILVA

Coord.Juízo Aux. Execução

Considerando a determinação do Exmo. Corregedor Geral da Justiça do Trabalho, Ministro Carlos Alberto Reis de Paula, no sentido de que fosse designada nova data para realização da venda pública da Fazenda Piratininga, com a ressalva do Sr. Ministro no seguinte sentido: “que a presente ordem apenas não será objeto de cumprimento na hipótese de deliberação em Trabalho, do Órgão Especial do TST ou por eventual determinação oriunda do excelso Supremo Tribunal Federal” de que a presente ordem apenas não será objeto de cumprimento na hipótese de deliberação em sentido contrário por parte desta Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, do Órgão Especial do TST ou por eventual determinação oriunda do excelso Supremo Tribunal Federal”, determino:

1.Que seja designado o dia 12 de abril de 2010, às 14h, para a realização da venda da Fazenda Piratininga, nos termos do Prov. 01/2009 e art. 1113, parágrafo 3º do CPC, conforme projeto a que aderiram os exequentes, em audiência e fls. 12.525, ressaltando-se que a venda se realizará com efeitos sustados, nos termos da decisão ora mencionada.

2.Ciência às partes e à Comissão de Hastas Públicas deste E. TRT, a fim de que sejam tomadas as providências cabíveis para a referida venda, informando-se aos Leiloeiros Oficiais da data e horários designados, dando-se a devida publicidade ao ato, devendo inclusive a Comissão expedir os editais de praxe.

3.Esclareça-se que ficam mantidas as mesmas condições na venda anteriormente designada (10.03.2010).

4.Intimem-se. Divulguem-se.

São Paulo, data supra.

ELISA MARIA SECCO ANDREONI

Juíza do Trabalho.

" name="texto" type="hidden">
Comarca: São Paulo - Capital Vara: 14
Data de Inclusão: 30/03/2010 Hora de Inclusão: 18:07:07

CONCLUSÃO

Partes: Ministério Público do Trabalho e outros

M.FAL. Viação Aérea São Paulo S.A. VASP e outros

Nesta data, faço os presentes autos conclusos à MM Juíza do Trabalho Dra. Elisa Maria Secco Andreoni, tendo em vista o despacho referente ao Proc. TST Cor. Par - 4661-51-2010.5.00.000, de fls. 13.694.

São Paulo, 30.03.2010.

MEYRIMAR URZÊDA DA SILVA

Coord.Juízo Aux. Execução

Considerando a determinação do Exmo. Corregedor Geral da Justiça do Trabalho, Ministro Carlos Alberto Reis de Paula, no sentido de que fosse designada nova data para realização da venda pública da Fazenda Piratininga, com a ressalva do Sr. Ministro no seguinte sentido: “que a presente ordem apenas não será objeto de cumprimento na hipótese de deliberação em Trabalho, do Órgão Especial do TST ou por eventual determinação oriunda do excelso Supremo Tribunal Federal” de que a presente ordem apenas não será objeto de cumprimento na hipótese de deliberação em sentido contrário por parte desta Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, do Órgão Especial do TST ou por eventual determinação oriunda do excelso Supremo Tribunal Federal”, determino:

1.Que seja designado o dia 12 de abril de 2010, às 14h, para a realização da venda da Fazenda Piratininga, nos termos do Prov. 01/2009 e art. 1113, parágrafo 3º do CPC, conforme projeto a que aderiram os exequentes, em audiência e fls. 12.525, ressaltando-se que a venda se realizará com efeitos sustados, nos termos da decisão ora mencionada.

2.Ciência às partes e à Comissão de Hastas Públicas deste E. TRT, a fim de que sejam tomadas as providências cabíveis para a referida venda, informando-se aos Leiloeiros Oficiais da data e horários designados, dando-se a devida publicidade ao ato, devendo inclusive a Comissão expedir os editais de praxe.

3.Esclareça-se que ficam mantidas as mesmas condições na venda anteriormente designada (10.03.2010).

4.Intimem-se. Divulguem-se.

São Paulo, data supra.

ELISA MARIA SECCO ANDREONI

Juíza do Trabalho.

Fonte: www.duqueestrada.adv.br

Pequeno avião chega a 300 pés e quase colide com Boeing



No Sábado, dia 27 de março, por volta das 11:20 h ,Um Boeing 777-200 da United Airlines na rota São Francisco a Pequim, logo após a decolagem emSão Francisco, com 251 passageiros e 17 tripulantes a bordo.

O sistema anti-colisão (Traffic Collision Avoidance System) do Boeing da United soou e emitiu um aviso de tráfego, reconhecendo um Aeroave muito próxima.

A uma baixa altitude, a tripulação do Boeing só viu uma porção da Aeronave, a parte inferior do Cessna 182, que passava entre 200 a 300 metros de distância.

A United Airlines Boeing 777 narrowly missed colliding with a small plane in midair over San Francisco on Saturday, reported National Transportation Safety Board (NTSB).
Os pilotos da United Airlines viram um avião pequeno, fazendo
uma curva da esquerda para a direita em seu cockpit, e imediatamente o piloto estabilizou o avião para evitar o acidente.
O TCAS advertiu-os a abandonarem a sua altitude para assim aumentar a separação.
A Aeronave foi direcionada para tomar um "hard left".

Após o incidente, o avião seguiu para Pequim.O National Transportation Safety Board iniciou uma investigação na terça-feira e disse que era muito cedo para sugerir o que ou de quem foi a culpa.









ABC Good Morning America

JetBlue Airways e American Airlines assinaram um acordo de colaboração comercial


Viajantes já podem se alegrar:

A JetBlue Airways começará a voar para o Reagan National Airport, como parte de um novo acordo com a American Airlines.

Em contrapartida, a American Airlines irá assumir algumas ranhuras no portão de John F. Kennedy International Airport.

A notícia, anunciada esta manhã, também diz que a American Airlines e JetBlue Airways estão unindo forças para ajudar a impulsionar as viagens internacionais.

As duas companhias assinaram um acordo de colaboração comercial que permitirá que clientes da Jet Blue de Nova Iorque e Boston tenham acesso para vôos internacionais da American Airlines.


O pagamento:

A American está dando até oito pares de slots no Aeroporto Nacional Ronald Reagan e um par de faixas horárias em White Plains, NY a JetBlue, ea JetBlue irá transferir 12 pares de slots no John F. Kennedy International Airport para a American Airlines.

"A parceria se concentrará em rotas dentro e fora do JFK e Boston, que se estendem e completam nas redes uns dos outros, disseram em um comunicado à imprensa.

Como se complementam?

Por exemplo, seria prestar um serviço contínuo para os clientes que desejam voar sem escalas de Nantucket a JFK na JetBlue e de lá para Londres.

Da mesma forma, os clientes da American procedentes de Paris para Nova Iorque e podem se conectar a um vôo sem escalas na JetBlue a Burlington, Vermont .

Clientes JetBlue serão capazes de conectar-se facilmente em vôos para 12 destinos internacionais na América do JFK e Boston, nomeadamente em Barcelona, São Paulo, e Tóquio.

Além dos vôos internacionais, os membros do programa de concessão de cada companhia aérea poderá reservar voos com a companhia aérea para coletar milhas.
Por exemplo, os clientes da American Airlines podem reservar vôos da JetBlue JFK ou Boston para Portland, Maine, e acumular milhas.

Essa relação entre a American Airlines e JetBlue é Bem intrigante.

*** Daí poderá haver algum Code Share futuro com a GOL, através da American Airlines ????

Câmbio e redução de despesas ajudam lucro da TAM

A maior companhia aérea do país, TAM, reverteu prejuízo de 1,23 bilhão de reais sofrido no final de 2008 e encerrou o quarto trimestre com lucro líquido de 144 milhões de reais, apoiada em ganhos cambiais e diminuição de despesas operacionais.

A empresa, que espera um crescimento da demanda de passageiros no mercado doméstico em 2010 de 14 a 18 por cento, teve um lucro anual de 1,342 bilhão de reais, contra prejuízo de 1,51 bilhão de reais.

O resultado do trimestre passado ficou acima do esperado por quatro analistas consultados pela Reuters, que em média previam lucro líquido da TAM em 91,2 milhões de reais nos últimos três meses de 2009.

Em meados deste mês, a rival Gol divulgou lucro líquido de 397,8 milhões de reais para o quarto trimestre, ajudada por créditos fiscais relacionados à aquisição da Varig.

O lucro da TAM no final do ano passado veio apesar de uma queda de 12,7 por cento na receita doméstica, para 1,43 bilhão de reais, por conta de uma redução de 25,3 por cento no indicador yield, que representa o valor médio pago por um passageiro para voar um quilômetro no período.

No total, a receita líquida caiu 13 por cento no quarto trimestre, na comparação anual, para 2,5 bilhões de reais, encerrando 2009 em 9,9 bilhões de reais, recuo de 6,5 por cento sobre 2008.

A queda no yield se deu em meio a um forte ambiente competitivo nos últimos três meses de 2009 em que as companhias aéreas promoveram grandes reduções nos preços de passagens aéreas.

A empresa teve lucro antes de juros, impostos, amortização, depreciação e leasing de aviões (Ebitdar, na sigla em inglês) de 364,3 milhões de reais de outubro a dezembro, contra 530,1 milhões de reais um ano antes. A margem recuou de 18,1 para 14,3 por cento.

Mas as despesas operacionais recuaram 8 por cento, para 2,4 bilhões de reais, em função principalmente de queda no gasto com combustível, de 26,8 por cento, e com pessoal.

Esta última linha caiu 8,1 por cento, apoiada em corte de 0,4 por cento no número de funcionários da empresa, para 24.282.

Já a queda no custo de combustível ocorreu por redução de 32,3 por cento no preço médio em reais do litro de combustível e por aumento de etapa média nas rotas.

Com o real se valorizando em 23,7 por cento contra o dólar na média do trimestre passado, o resultado financeiro líquido da TAM apurado foi de receita líquida de 93,4 milhões de reais, ante despesa de 2,1 bilhões de reais no mesmo período de 2008.

Portal Exame

Previ tem interesse em aeroporto no Rio


O fundo de pensão poderia participar de uma possível privatização do aeroporto internacional carioca, afirmou o diretor Fábio Moser no seminário do Valor e WSJ em Nova York.


G1

Multifunção : John Travolta posa com roupa de piloto no aeroporto de Melbourne



John Travolta posa com roupa de piloto no aeroporto de Melbourne

John Travolta viajou para a Austrália, no último final de semana, para conferir o Grande Prêmio de Fórmula 1.

Vestido de piloto de avião, Travolta posou com duas garotas propaganda da linha aérea Qantas, ao lado de um carro de corrida. Travolta é um piloto qualificado para voar até em Boeings 747 e possui dois aviões: um Boeing 707 e um Golfstream G-V.

Recentemente, o ator pilotou um Boeing 707 até Porto Príncipe, no Haiti, onde entregou seis toneladas de rações militares e suprimentos médicos para ajudar os sobreviventes do terremoto que devastou o país no dia 12 de janeiro.

Grosby Group

Grosby Group

O Fuxico/revista Quem


TAM separa cargos de comando e indica Bologna para presidir holding


A TAM decidiu separar os cargos de comando da companhia aérea. Com isso, o executivo Marco Antonio Bologna, que presidia a TAM Aviação Executiva e anteriormente também comandou a TAM Linhas Aéreas, passará a ocupar a presidência da holding que controla os negócios do grupo, a TAM S/A.

Por sua vez, Líbano Barroso, presidente da TAM Linhas Aéreas, continua no comando das operações aéreas, que compreendem a TAM Linhas Aéreas, a TAM Airlines, a Pantanal Linhas Aéreas e a TAM Viagens. Ele também continuará exercendo de forma interina a presidência da Multiplus, subsidiária responsável por programas de fidelização.

A empresa afirma que as mudanças de governança visam dividir responsabilidades entre o desenvolvimento de novos negócios e as operações aéreas, o que permitirá que as lideranças ampliem o foco nas suas áreas de atuação.

Bologna será responsável pelo desenvolvimento de novos negócios e pelo relacionamento institucional, enquanto Barroso se dedicará a desafios como a ampliação da frota, a expansão das linhas internacionais, o desenvolvimento das rotas de menor densidade e o aprimoramento da excelência operacional.

Em nota, a presidente do Conselho de Administração da TAM, Maria Cláudia Amaro, afirma que a separação de cargos está ligada à dimensão dos negócios e representa um " importante passo " para a criação de uma grande corporação. "Chegamos a um estágio da companhia onde se tornou estratégica a definição precisa das funções corporativas", diz.

G1

O pneu travou e o avião capotou.


Um piloto e um passageiro que voavam para Des Moines em um avião Cessna 172 foram obrigados a pousar em um campo agrícola perto da Avenida 86 às 07:00h desta manhã ,próximo ao Aeroporto Regional de Ankeny (Iowa, E.U.A.).

Piloto e passageiro escaparam sem ferimentos graves.




Com problemas no motor o piloto decidiu que não daria tempo para pousar no Aeroporto Regional de Ankeny; tentou fazer então uma aterragem de emergência em uma estrada de cascalho , mas pousou apenas brevemente na estrada , levando a aeronave a um campo de milho.
O solo, sendo macio: O pneu travou e o avião capotou.

O avião é um Cessna 172N e está registrado em Rhinelander Flying Service em Rhinelander.




O piloto também acredita que tenha esgotado o combustível(pane seca).

Representantes da Administração Federal de Aviação estão a caminho para investigar o acidente.









NewsChannel 7


Comercial da American Airlines



you tube

Espanha paga a imigrantes para regressarem ao país de origem



O governo de Madrid decidiu abrir a porta da saída aos imigrantes, oferecendo-lhes até 2.600 euros mais a passagem de avião para regressarem aos países de origem.

Subjacente a este programa está o fato de 30% da população estrangeira (mais de 600 mil pessoas) na Espanha sobreviverem sem rendimentos de trabalho, sendo que 300 mil deles vão deixar de receber subsídios a curto prazo.


O governo prevê criar o chamado cheque imigrante, que incluirá o preço dos bilhetes de avião de regresso ao país natal para toda a família, até ao segundo grau de consanguinidade, dinheiro de bolso para a viagem (50 euros por pessoa ou 400 euros se for toda a família de uma só vez), uma ajuda económica extra para se instalarem no seu país, a qual oscila entre os 400 4 os 1600 euros segundo o número de pessoas da mesma família que regressarem.


Por último, Madrid oferece-se ainda para pagar aos imigrantes os custos dos transporte para se deslocarem às suas povoações nos países de origem (ajudas oscilam entre 100 e 600 euros).


Os imigrantes em Espanha representam 12,8% da população (5,6 milhões de pessoas). A maioria (4,5 milhões) está em idade de entrar no mercado de trabalho, embora os maiores de 65 anos formem um nutrido grupo de 300 mil pessoas.
correio da manhã

Avião radar americano com quatro tripulantes cai no Golfo de Omã


Três pessoas já foram resgatadas, mas não há sinal do quarto tripulante.
Avião voltava do Afeganistão quando sofreu problemas mecânicos.

Um avião radar norte-americano caiu nesta quarta-feira (31) no Golfo de Omã com quatro tripulantes a bordo. Três deles foram resgatados, enquanto ainda não há notícias do quarto. O anúncio foi feito em um comunicado pela V Frota americana, com base do Bahrein.

"Três membros da tripulação foram recuperados e a busca prossegue para tentar localizar o quarto tripulante", afirma o comunicado, sem especificar se os três tripulantes foram resgatados com vida.O comunicado assinala que se trata de um aparelho Grumman E-2C Hawkeye, um biturbo-hélice de vigilância embarcado no porta-aviões USS Dwight Einsehower.

O avião voltava de uma missão da operação Liberdade Duradoura (Enduring Freedom), que acontece no Afeganistão, quando apresentou problemas mecânicos.

g1

Extensão de código compartilhado entre a Japan Airlines e a British Airways

A Japan Airlines e a British Airways em 28 de março de 2010 alargaram o seu acordo de codeshare com nove novas rotas.

O acordo de codeshare entre a Japan Airlines e a British Airways é de nove novas rotas na Europa, a saber:

Düsseldorf, Munique, Berlim, Genebra, Basileia, Estocolmo, Copenhague, Oslo e Bruxelas.

Japan airlines


Nasa usa avião-robô para mapear atmosfera


Aeronaves não-tripuladas vão estudar o clima e tentar entender fenômenos como aquecimento global

Nasa

Já mapeamos quase todos os cantos de nosso plaenta, mas entendemos pouco a parte “imaterial” da Terra: a atmosfera.

Por causa da dificuldade técnica de sobreviver a uma viagem dessas, não exploramos essa região que poderia nos ajudar a compreender fenômenos como o aquecimento global e o buraco na camada de ozônio.

Pensando nisso, a NASA anunciou o uso de três aeronaves não tripuladas chamadas Global Hawks, capazes de permanecer em vôo por mais de 30 horas, atingir altitudes superiores a 19 quilômetros e recolher dados atmosféricos e climáticos.

Nasa

>> Nasa coloca na web fotos da Lua
>> Veja modelos de TV 3D que já existem
>> Confira linha do tempo da comida


Segundo a revista Technology Review, os aviões são completamente autônomos, ou seja, os cientistas podem programar suas rotas antes do lançamento. No entanto, eles podem assumir o controle da aeronave em casos de emergência.

Os cientistas esperam conseguir lançar um novo vôo toda semana - a primeira nave decolou na semana passada e sobrevoou o Oceano Pacífico. Os aviões carregam mais de 10 instrumentos científicos, capazes de mapear os gases e as nuvens na atmosfera e coletar dados metereológicos como temperatura, ventos e pressão.

As naves eram originalmente usadas pela força aérea dos Estados Unidos para missões de espionagem e reconhecimento e foram adquiridas pela NASA em 2007. É sempre interessante ver uma tecnologia que antes era usada para a guerra, ser utilizada para nos ajudar a entender – e salvar – nosso planeta.
galiileu

Farra das passagens faz 1 ano e poderia ter sido evitada

O escândalo das passagens aéreas no Congresso Nacional está completando 1 ano e, portanto, penso que cabe uma releitura técnica do que levou a este descontrole pelos deputados e senadores.

Lembro que o escândalo gerou muita matéria, vendeu muitos jornais e revistas, mas desconheço as iniciativas para se evitar sua repetição e, por isso, peço licença aos leitores para reproduzir artigo que assinei, publicado no Jornal do Brasil em julho de 2009.

Quem paga, controla

O descontrole na compra de passagens aéreas pelos deputados e senadores é incompreensível para especialistas em gestão de viagens corporativas. Explica-se: a indústria de viagens e turismo é, senão a maior, uma das três maiores no mundo, com contribuição prevista de U$ 5,5 trilhões ou 9,4% do PIB mundial. E no Brasil, em 2008, as viagens a trabalho – exatamente como as que deveriam ser as dos deputados e senadores – movimentaram R$ 33 bilhões, gerando 254 mil empregos (IEVC-USP). Uma soma tão vultosa poderia abdicar de controle? A resposta é óbvia.

Estamos concluindo a primeira década do século XXI e a Tecnologia da Informação tomou definitivamente a frente na administração de negócios das grandes empresas. É o que deveria estar fazendo o Estado, em todos os seus níveis. Não é preciso ser um especialista para entender que um processo de aquisição de passagens que envolva milhares de compradores, centenas de fornecedores e um único pagante – sendo, nesse caso, a população brasileira o “único pagante” – só pode ser controlado de forma eficaz por intermédio de processos informatizados.

Em todo o mundo, empresas de grande e médio porte utilizam sistemas de controle de gastos dos funcionários, e não agem diferente quando o assunto é a viagem a negócios. Cabe ao sistema o papel de fiscalizar e, ao mesmo tempo, doutrinar os compradores. Os instrumentos tecnológicos são capazes de auxiliar os funcionários nas funções de compra e busca pelo menor preço, num contexto geral que traz bons resultados a toda organização.

Fiscalização em tempo real, com foco na prevenção e na orientação. O controle, antes realizado apenas pelo olho de um gerente, hoje é disseminado para todo corpo funcional, também usuário da tecnologia. Como os procedimentos ficam registrados num banco de dados, que, por sua vez, geram relatórios constantes, as corporações têm a certeza de que todos seguirão as normas. Empresas nacionais já desenvolvem e exportam tecnologia para gestão de viagens corporativas. Multinacionais em operação no Brasil confiam e se utilizam da tecnologia brasileira há alguns anos, desfrutando aqui de sistemas parametrizados para a realidade do nosso mercado.

Os governos de Minas Gerais e do Ceará deram o exemplo. Dispensaram a figura do gerente único, controlador – ou em alguns casos, emperrador de sistemas. Com ajuda da internet, estimularam a gestão participativa e co-responsável, onde cada servidor tem a obrigação de zelar pelo dinheiro público. O próprio servidor público desses estados pode fazer a sua reserva aérea. Porém, o sistema de gestão de viagens o obriga a utilizar a tarifa promocional mais vantajosa. O administrador público também fica seguro, posto que somente servidores do órgão podem ser solicitantes de serviços de viagens, e somente pessoas previamente cadastradas podem ser passageiros ou hóspedes. Nesse ambiente, os autorizadores de viagens, pré-definidos, são requisitados de forma automática a analisar e autorizar os casos que fugirem à política de viagens do órgão público.

Em cenário de negócios instável, como o atual, o corte de viagens parece ser uma atitude razoável das pessoas. No entanto, posicionamento oposto é exigido de empresas e governos, pois precisam investir na busca de novas soluções. Os efeitos colaterais gerados pelo atual momento do sistema financeiro mundial poderão permanecer por um longo período e, durante o processo de recuperação da economia, a tecnologia será a principal ferramenta daqueles que souberem transformar ameaças em oportunidade para redução de custos.

Se considerarmos possível um controle de viagens não só do Senado e do Congresso, como também das idas e vindas de prefeitos e vereadores de todo país, somados aos servidores estaduais e municipais que transitam pelo país e exterior, chegaremos a um total de economia significativo, estimado em 30%.

É dinheiro que pode ser revertido para investimentos em infra-estrutura básica, beneficiando a população que sequer tem a oportunidade de entrar em um avião.

A inteligente decisão da automação do processo eleitoral brasileiro, que nos elevou à singular posição de liderança mundial em tecnologia eleitoral e praticamente acabou com as fraudes, é o melhor exemplo de como deveria agir o setor público também na questão dos gastos, que tanto tem indignado o país. A garantia da aplicação do menor preço e com o cumprimento das regras estabelecidas pela administração pública só pode se dar com sistemas tecnológicos eficientes, hoje muito bem testados.

Quem paga, deve controlar o que está pagando. Esta regra simples deve também nortear a gestão das viagens dos órgãos e empresas públicas, como já o fazem há mais tempo as empresas privadas.

Distribuindo viagens

Gol dá ingressos do Hopi Hari para clientes em Campinas(CPQ)



A Gol promove entre hoje e sexta-feira (dia 2) uma promoção relâmpago para quem deseja aproveitar o feriado da Páscoa nas atrações do Hopi Hari, parque temático localizado em Vinhedo (SP).

O cliente Gol que embarcar ou desembarcar nesse período no aeroporto de Viracopos, em Campinas, cidade próxima a Vinhedo, será presenteado com um voucher que lhe dará direito a duas entradas no parque – até o final do estoque.

Para aproveitar o feriadão no Hopi Hari o cliente deve cadastrar seu voucher no www.hopihari.com.br/gol, até, no máximo sábado (dia 3). No portal é possível saber datas disponíveis para sua visita. Após o cadastramento, o cliente receberá um link para imprimir um comprovante que deverá ser apresentado em um balcão exclusivo dos clientes Gol na entrada do parque. O Hopi Hari solicita que o visitante compareça com RG original com foto, comprovante de reserva impresso e validado, assim como o comprovante de viagem Gol.
panrotas

TAP lança revista “UPKids” “nova companheira de viagem dos " pequenos”


A TAP, cuja revista de bordo, a “UP” tem recebido diversos prémios de âmbito nacional e internacional, lança na quinta-feira, 1 de Abril, uma nova publicação, a “UPKids”, dedicada às crianças.


“A UPKids foi criada por uma equipe de especialistas e tem como missão entreter os pequenos passageiros, contribuindo para que tanto eles como os pais tenham uma viagem ainda mais agradável”, salienta a companhia em comunicado.

A transportadora anuncia que a nova “UPKids” está “repleta de passatempos e atividades que desafiam os mais novos a desenhar, pintar ou jogar” e que a publicação “foi especificamente pensada para crianças que estão viajando a bordo de um avião”.


Uma das novidades é que a “UPKids”, que terá três edições por ano — Páscoa, Verão e Natal e Ano Novo — publica “um diploma de voo destacável, para ser assinado pelo Comandante e uma caixa de lápis de cor”.

O lançamento da revista foi enquadrado pela TAP nas comemorações do seu 65º aniversário e no propósito de ter “uma atitude cada vez mais ‘amiga das crianças’, que reforça o seu crescente espírito moderno e virado para o futuro”.

Ainda neste âmbito, a TAP refere que tem em curso uma promoção em que as crianças até 11 anos apenas pagam apenas as taxas de aeroporto e combustível (YQ), se aplicáveis, nas viagens à Madeira e aos Açores, entre 12 de Abril e 1 de Junho.
A promoção é para partidas de Lisboa, Porto ou Faro e as crianças que não sejam acompanhadas pagam taxa de serviço se aplicável.
Presstur

Assista o vídeo, vale a pena! - O avião rádio-controlado mais rápido do mundo

Em janeiro deste ano, durante a 2ª Copa Internacional de Jatos de Rádio Controle, disputada na República Dominicana, o Guinness World Records deu o título de avião mais rápido do mundo, controlado remotamente, para Axel Haché (República Dominicana) e David Shulman (Estados Unidos).

Os dois pilotos conseguiram alcançar a impressionante marca de 542,64 km/h pilotando seus jatos Firebird.

Fotos: David “Shui” Shulman

Bocaberta

Congonhas pode ter 90 dias para atender a exigências ambientais


Uma liminar da Justiça Federal em São Paulo pode obrigar a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) a atender, num prazo máximo de 90 dias, a parte das cerca de 100 exigências ambientais feitas pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital. A 2.ª Vara Cível Federal chegou a expedir decisão nesse sentido, mas a revogou porque a Associação Brasileira de Parentes e Amigos das Vítimas de Acidentes Aéreos (Abrapavaa), autora da ação civil pública, não apresentou seu CNPJ.

Segundo os advogados da entidade, os efeitos da liminar voltam a vigorar assim que a documentação exigida pela Justiça Federal for juntada aos autos, o que deve ocorrer após o feriado de Páscoa. O despacho da juíza Rosana Ferri Vidor determina que a estatal cumpra 11 das cerca de 100 exigências ambientais em um prazo máximo de 90 dias, sob pena de multa diária que varia de R$ 10 mil a R$ 50 mil.

A decisão, por ora sem efeito, atende em parte aos pedidos feitos pela Abrapavaa. Além do cumprimento das exigências ambientais, os advogados da entidade queriam que a Justiça proibisse a realização de novas obras no aeroporto enquanto as obrigações ambientais não fossem integralmente atendidas. "Entendo impertinente (o pedido de veto às reformas), uma vez que não existe prejudicialidade entre essas atividades (eventuais obras e exigências ambientais)", escreveu a magistrada.

O processo de adequação de Congonhas à legislação ambiental se arrasta desde 2006, quando a SVMA notificou a Infraero a apresentar, no prazo de um ano, o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (Eia-Rima).

Procurada, a Infraero não retornou. /

estadão

Ajuda do céu para desabrigados

Clique para Ampliar

Imagens exclusivas: Câmaras de ar eram jogadas por aviões e helicópteros da Força Aérea Brasileira para socorrer as vítimas de inundações. Cel. Aviador Ovídio durante missão
DIVULGAÇÃO

Clique para Ampliar

Doação: toneladas de alimentos, roupas e remédios eram conduzidas em aviões da Força Aérea Brasileira e entregues no sertão
JULIANA VASQUEZ (REPRODUÇÃO)

Clique para Ampliar

O presidente da República, Juscelino Kubitschek de Oliveira, desembarca no antigo Aeroporto Pinto Martins para inaugurar o Açude Orós

Clique para Ampliar

Telhas e carnaúbas: únicos pontos visíveis na área urbana de Limoeiro do Norte. Militares fizeram registros aéreos da operação
DIVULGAÇÃO

Clique para Ampliar

Registros do depto. de Comunicação Social da base Aérea de Fortaleza preservaram a memória de uma das maiores ajudas humanitárias

31/3/2010

No inesquecível caso do transbordamento do Açude Orós, a Base Aérea de Fortaleza teve papel de destaque

Fortaleza. Há 50 anos a barragem do Açude Orós, ainda com obras em andamento, começou a acumular água. As chuvas do ano de 1960 intensificavam-se, caindo torrencialmente. Provocaram o transbordamento das águas do açude. Uma enchente de grandes proporções inundou inúmeras cidades do Vale do Jaguaribe. Mais de 100 mil pessoas ficaram desabrigadas.

Teve início, então, uma das maiores operações de ajuda humanitária no Estado. O Segundo Comando Aéreo (II Comar) acionou a Base Aérea de Fortaleza (BAFZ). As informações chegadas à Capital cearense eram vindas por meio do Radioamador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que alertou durante vários dias e noites o acidente.

Como relembra o jornalista Carlos Célio de Souza, chefe do reportagem deste jornal, a emissora Ceará Rádio Clube (PRE-9) fez campanha pedindo a população que enviasse câmaras de ar, que foram lançadas de avião nas áreas alagadas. Assim, as primeiras ajudas caiam do céu.

A assessoria de imprensa da BAFZ revela que os livros históricos do órgão registram a formação de uma verdadeira ponte aérea, com aviões e helicópteros prestando resgate aos moradores situados em áreas de difícil acesso, que se encontravam completamente cercadas pelas águas do Orós.

Com a finalidade de transportar alimentos, remédios, roupas e agasalhos, os trabalhos de descarregamento e carregamento de aviões aconteciam 24 horas por dia. A Infantaria de Guarda e os Esquadrões de Comando, Suprimento de Manutenção, de Material, entre outros, tiveram missões destacadas.

O próprio comandante das Operações, coronel aviador Ovídio Gomes Pinto, participou, num helicóptero Sikorsky S-55, de inúmeras missões de resgate dos desabrigados, alguns resgatados do telhado das casas submersas.

O presidente da República, Juscelino Kubitschek de Oliveira, sobrevoou as áreas atingidas, providenciando pessoalmente a implementação da ajuda federal aos desabrigados.

A Presidência da República pôde acompanhar, diariamente, os relatórios de operações da Campanha Orós, oriundos do Comando da BAFZ, o que permitiu a aplicação dos recursos financeiros, materiais e humanos necessários. Com uma expressiva parte de seu contingente envolvido diariamente, nos municípios afetados, a BAFZ conduziu as ações com total eficiência. Os militares trabalharam incansavelmente, salvando a vida de inúmeras pessoas, assim como uma grande quantidade de animais na área inundada.

Concluída a campanha e cessadas as chuvas, deu-se início, por determinação expressa da Presidência da República, ao trabalho de reconstrução, 24 horas por dia, do Açude que leva o nome do então presidente Juscelino Kubitschek. No momento de inauguração, a BAFZ pode orgulhar-se, com justiça, da ação de seus homens.

Fique por dentro

História revivida

Localizado no leito do Rio Jaguaribe, na região Centro-Sul do Ceará, o Açude Orós tem uma história que remonta à época do Brasil Império, quando várias secas se sucederam dizimando um grande número de pessoas e animais. Represar o Rio Jaguaribe e fazê-lo perene surgiu como a alternativa mais viável para resolver o problema da escassez de água no sertão cearense. Ao ser construído, chegou a inundar vilarejos próximos ao leito do rio, dentre eles o mais famoso: Conceição do Buraco, hoje Guassussê. Foi construído pelo Dnocs, tendo suas obras concluídas em 1961.

Erotilde Honório

Despertar a memória

"As notícias sobre as chuvas e a barragem do Orós tomaram contam não apenas do Ceará, mas de todo o País. As manchetes dos jornais nos três dias que antecederam o desfecho eram dramáticas. O desastre não foi maior porque a natureza foi providencial: primeiro, protegeu os moradores da bacia do açude, fazendo baixar o nível da água pelo escoamento; segundo, a parede não rompeu, a água foi traçando seu próprio caminho, desgastando gradativamente uma das laterais até chegar à fundações. (...) As consequências sociais da enchente não eram aventadas em notícias, mas houve uma grande mobilização em torno do Orós e suas vítimas, num movimento de solidariedade humana que ainda não se verificava em nossa terra, em tais proporções e profundidade, mesmo nos momentos culminantes de sua história. A tragédia do grande reservatório é uma tragédia que paga a si mesma pelos benefícios que provocou à margem de seus males. O Orós, que era a mais querida de nossas obras públicas, tornou-se agora qualquer coisa de sagrado e inviolável graças ao clima psicológico que desencadeou no Estado e fora dele, em virtude da ameaça de sua destruição. Graças a Deus, a majestosa represa teve apenas que ser reconstruída. E graças ao presidente Kubitschek, a reconstrução iniciou rapidamente".

Trecho do livro "O Despertar da Memória: as narrativas dos excluídos da terra na construção do Açude Orós", (págs.63 a 65)

JANAYDE GONÇALVES
Repórter

regional diário do nordeste

Colt Aviation investe em ação de responsabilidade sócio-ambiental



Após participar do 8º Fórum Empresarial, em abril do ano passado, que abordou o tema “Sustentabilidade”, Alexandre Eckmann, presidente da Colt Aviation, investe agora em ação de responsabilidade sócio-ambiental. Em parceria com a empresa Brasil Flora, foi desenvolvido o Projeto de Compensação Parcial de Carbono, que faz parte do Projeto Amigos do Clima, para minimizar os impactos do aquecimento global causados pela emissão dos gases de efeito estufa.


Para isso foi desenvolvido um inventário das emissões com base no cálculo das horas de voos realizadas pela Colt, com a quantidade de querosene queimado e de CO2 liberado por cada aeronave. Com base nesses dados, foi calculada a quantidade de árvores necessárias para compensar a quantidade de carbono dispensada nos voos.

“Ao contrário dos países na Europa, no Brasil ainda não há uma lei que exija ações como essa por parte das empresas. Mas eu acredito que se cada um se conscientizar e fizer a sua parte, poderemos contribuir para um planeta melhor”, afirma Eckmann.

Durante dois anos, o reflorestamento é acompanhado de perto pela Brasil Flora. Segundo Eduardo Delangelo, diretor da empresa, esse período é o mais delicado, pois por serem ainda frágeis, as árvores estão mais sujeitas a formigas, pragas e outras intempéries. Após esse período, elas estarão mais fortes e já terão alcançado de 2m a 3m de altura.

O reflorestamento é feito na Unidade Operacional da Brasil Flora, em São Carlos, interior de São Paulo, onde são plantadas de 35 a 120 espécies de árvores, o que garante a diversidade biológica da floresta e atrai os mais variados animais. Além de garantir a sucessão natural de fragmentos, já que estas mesmas árvores espalharão suas sementes pela floresta.

Um trabalho de foto-documentação é realizado a cada quatro meses para o acompanhamento do projeto e pode ser visto no site www.brasilfora.com.br, na seção Projetos em Curso. “Empresas como a Colt Aviation percebem o cuidado com as questões ambientais e sociais como uma ferramenta de sustentabilidade e bom engajamento de seus negócios no futuro”, conclui Delangelo.

Aviação Brasil

Aviônicos mais modernos não são sinônimo de maior segurança






Um estudo publicado pelo órgão norte-americano de segurança nos transportes NTSB (National Transportation Safety Board) revelou que ao contrário do que se poderia esperar, o uso crescente de instrumentos digitais modernos (simbolizados em especial pelos glass cockpits) nos aviões leves da aviação geral não têm contribuído para torná-los essencialmente mais seguros que aqueles utilizando instrumentos analógicos.

Após analisar entre os anos de 2002 e 2007 um grupo de teste composto por 8.364 monomotores a pistão fabricados entre 2002 e 2006, dos quais 5.516 equipados com glass cockpit e 2.848 com instrumentos convencionais (analógicos), ficou comprovado que apesar de percentualmente ocorrerem menos acidentes com os aviões do primeiro grupo, o índice de acidentes fatais foi o dobro daqueles ocorridos com os do segundo grupo.


Além disso, os acidentes com as aeronaves que possuíam os instrumentos mais modernos ocorreram em sua maioria durante voos de negócios ou pessoais em condições IFR (voo por instrumentos), enquanto os acidentes com aqueles equipados com mostradores convencionais aconteceram tipicamente em voos de treinamento.


Apesar de aparentemente contraditório, o resultado não chega a surpreender os profissionais do setor por dois motivos: falta de treinamento e disciplina operacional.


O simples fato de ser mais moderno já deixa implícito na mente de quem opera a aeronave a existência de maior segurança, o que não deixa de ser verdade uma vez que a evolução não só visa como proporciona isso, entretanto, o que é novo precisa ser estudado e conhecido.


Dessa forma, para que a maior tecnologia embarcada possa trazer todos os benefícios a que se pretende, em especial a segurança, é preciso investir no treinamento e na disciplina dos profissionais ao usá-la, tanto para que a conheçam quanto para que não a extrapolem.


Ciente disso, o próprio NTSB ao concluir sua pesquisa enviou recomendações ao FAA (Federal Aviation Administration) com o intuito de preparar melhor os pilotos, como a inclusão nos testes de conhecimento para os pilotos de itens sobre operação e falhas em glass cockpits, e o desenvolvimento e publicação de guias para a utilização de novos simuladores para os aviões leves da aviação geral equipados com os painéis de instrumentos de última geração.

meio aéreo

Sustentação??? É só motor!!


Popout
fs avançado

F-22 Raptor na FIDAE 2010


Prestem atenção à decolagem. Será que na volta ele dá uma passadinha no Brasil?

Popout

Poder aéreo

3ª ETAPA RED BULL AIR RACE 2010 - 8 E 9 DE MAIO NO RIO DE JANEIRO


A Red Bull Air Race estará de volta ao Rio de Janeiro em 2010, exatamente três anos após um milhão de espectadores terem lotado as praias para testemunhar o maior evento desportivo da história do Brasil. O atual campeão, Paul Bonhomme, venceu a corrida na América do Sul em 2007 e agora o craque britânico vai estar liderando o grupo dos 15 melhores pilotos de corrida do mundo, dias 8 e 9 de Maio de 2010, na terceira das 8 etapas do campeonato.



Lembrando ainda que esse ano teremos a participação do brasileiro Adilson Kindlemann, sendo o primeiro piloto sul-americano a competir no Red Bull Air Race World Championship - A América do Sul é hoje o 6º continente representado.
Kindlemann é um piloto de linha aérea com 11.000 horas de vôo em seu diário de bordo e 1.200 horas de acrobacia, o novato brasileiro foi cativado pela corrida em 2007 quando o torneio teve pela primeira vez uma etapa realizada no Rio de Janeiro, numa corrida realizada em frente de 1 milhão de espectadores.

PAPO DE HANGAR




terça-feira, 30 de março de 2010

Michael O’ Leary andará nu na Champs Élysées ?





Michael O’ Leary esteve nesta manhã emParis e explicou a toda a imprensa sua ordem de ideias, deixando um desafio já pouco original ao presidente da companhia em contenda:

“Se a Air France ganhar, desço os Campos Elísios todo nu e espero que se perder, o seu presidente faça o mesmo”.



Ryanair rejeita alegações falsas da Air France

Ryanair News




News Release
30.03.10

Ryanair rejeita alegações falsas da Air France

UE Tribunal de Justiça confirmou que o aeroporto de acordos são legais, e a Ryanair NÃO beneficiar de auxílios estatais ou subsídio
A Ryanair, companhia aérea favorita do mundo de hoje (30th Mar) negou provimento ao recente falsas alegações de que a Ryanair, Air France recebe subvenções ou auxílios estatais, na sua aeroportos regionais franceses. Ryanair informou a mídia francês em Paris sobre os fatos de 2008 a dezembro do Tribunal de Primeira Instância (ECFI) Acórdão que declarou que a Ryanair a longo prazo, o acordo de baixo custo em Bruxelas Charleroi Airport era legal e assim que a Ryanair não receber qualquer subvenção ou auxílio estatal. ECFI A posse de capitais públicos que aeroportos como Bruxelas Charleroi fossem livres de longo prazo, as companhias aéreas com desconto acordos com a Ryanair (e outros ) em troca da nova rota e crescimento do tráfego e, assim fazendo, o Tribunal rejeitou os argumentos da Comissão Europeia de que a base da Ryanair em Charleroi custo incluído auxílios ou subvenções.
O ECFI também rejeitou decisão original da Comissão da UE (que o acordo da Ryanair custo actualizado com Bruxelas Charleroi foi matéria de auxílios estatais) como um "erro de direito" que "deve ser anulada". A decisão ECFI totalmente prejudicada 2005 as orientações da Comissão "Aeroporto", que foram com base em decisão da Comissão de Charleroi original ilegal.
Esta decisão ECFI prova que as recentes alegações da Air France eram falsas. Porque os aeroportos regionais francesas são de propriedade pública, não se opõe a esses aeroportos a partir de (a) entrar em longo prazo, de baixo custo acordos com as companhias aéreas, incluindo Ryanair, em troca de novo rota e crescimento do tráfego ou (b) fornecer custos mais baixos para refletir as instalações de menor custo que as companhias aéreas de tarifas baixas, como a Ryanair realmente usar. Este problema foi testada nos tribunais franceses por desafio da Air France para a base da Ryanair de baixo custo em Marselha, onde a Ryanair utiliza o baixo custo, inferior MP2 Terminal, mas emitiu o crescimento rápido do tráfego em vôos internacionais, enquanto a Air France continua a utilizar o custo mais elevado MP1 Terminal de seus serviços domésticos. Marseille Airport, ofereceu repetidamente o Air France (entre outros), instalações de baixo custo no menor custo MP2 terminal, mas a Air France se recusou a se mudar para lá ou se comprometer com o nível de crescimento do tráfego que a Ryanair tem entregue.
Ryanair considera que a última dessas alegações Air France são projetados para esconder os prejuízos causados pela Air France para francês aeroportos regionais e turismo. Air France está restringindo o crescimento dos aeroportos regionais e do turismo, oferecendo apenas conexões domésticas de seus centros de conexões em Paris CDG e Orly. Este nega muitos aeroportos regionais franceses a oportunidade de desenvolver serviços internacionais ou vôos de baixa tarifa, que é por isso que muitos destes aeroportos agora trabalhar em parceria com a Ryanair a desenvolver as rotas que a Air France foi negado durante muitos anos. rotas da Ryanair e investimento turístico em França, tem o apoio das regiões francesas e opõe-se apenas pela Air France, que parece querer bloquear a concorrência e escolha dos consumidores e forçar milhões de consumidores franceses e os visitantes a ter conexões de alta tarifa em hub da Air France em Paris, ao invés de vôo direto para os aeroportos regionais franceses.
Ryanair também destacou em sua conferência de imprensa em Paris que é a Air France, que tem sido repetidamente constatada pela Comissão da UE ter recebido ilegal de auxílios estatais sob a forma de taxas aeroportuárias descontos nas rotas domésticas e de outros subsídios estatais directos. Ryanair No total acredita que a Air A França já foi provado pela Comissão Europeia ter recebido em excesso de € 1 bilhão em matéria de auxílios estatais ilegais desde 1994. Além disso, subsidiária da Air France, KLM, recebeu mais de € 400 milhões em auxílios estatais no aeroporto de Amesterdão, em 2008/2009.
Falando hoje, em Paris, Ryanair, Michael O'Leary disse:
"Não há base para alegações falsas da Air France que a Ryanair recebe subvenções ou auxílios estatais. O Tribunal Europeu de Primeira Instância já analisou e indeferiu os pedidos similares, no caso de Bruxelas Charleroi como recentemente, em Dezembro de 2008. A decisão do Tribunal Europeu foi totalmente prejudicada 2005 da Comissão da UE "Diretrizes Airport" e condena reivindicações da Air France ao fracasso, como créditos semelhantes falharam anteriormente nos Tribunais Europeia e nos tribunais franceses, em Marselha.
"É notável que a Air France deverá falsamente acusam Ryanair de receber subvenções ou auxílios estatais, quando a Air France, que tem sido repetidamente constatada pela Comissão da UE ter recebido subsídios ilegais e aos auxílios estatais. No total, mais de 2 décadas passadas, Ar France e KLM têm recebido subsídios ilegais aos auxílios estatais de bem mais de € 1 bilhão.
"A Ryanair continua empenhada em investir em novas aeronaves, novas rotas, o crescimento do tráfego e do emprego no 25 aeroportos regionais francês onde, em 2010, a Ryanair vai levar cerca de 7 milhões de passageiros, manutenção de 7.000 postos de trabalho nas regiões da França. Nossa base de Marselha continua a crescer a partir de força à força, o que prova que há grande demanda de consumidores franceses / visitantes de baixa tarifa da Ryanair serviços diretos para as regiões e vamos continuar a crescer esses serviços, investindo na França, enquanto continuamos a derrota essas alegações falsas e equivocadas ações judiciais pela Air France ".

Ryanair



Brasil tem peso para virar potência mundial, diz Wall Street Journal

the_journal_report_wall_street_journal__.jpg

Capa do caderno especial: ‘finalmente é amanhã’ (imagem: reprodução)


Brasil tem peso para virar potência mundial, diz Wall Street Journal

O diário norte-americano The Wall Street Journal publica nesta segunda-feira um caderno especial sobre o Brasil abrangendo “da sua notável moeda forte e seu explosivo mercado de ações até o ardente debate sobre um astro do futebol [o Ronaldinho Gaúcho]”.

“Para o país do futuro, finalmente é amanhã”, diz a chamada da reportagem principal. “O Brasil virou a esquina e agora é uma nação de peso, ambição e fundamentos econômicos para se tornar uma potência mundial. Mas o país tem enormes desafios que precisa enfrentar até aproveitar integralmente esse potencial.”

Entre os obstáculos que o Brasil tem a encarar, o jornal cita a corrupção “cravejada” no País, o “crime galopante”, a “infraestrutura em mau estado” e o “ambiente de negócios restritivo (”com um código trabalhista arrancado das cartilhas econômicas de Benito Mussolini”). Ainda há ”trabalhos colossais” a serem feitos, diz a reportagem, assinada pelo correspondente Paulo Prada.

Uma das reportagens trata das eleições deste ano e conclui que os brasileiros “querem mais do mesmo”. No plano internacional, o jornal escreve que “de repente”, o que o Brasil fala passa a ter importância no exterior, mas afirma que o País “escorrega no palco global”.

O jornal traz textos, ainda, sobre o projeto de expansão do BTG Pactual (um dos maiores bancos de investimento do País), o crescimento e os desafios da Embraer, a tentativa do governo de resolver os problemas das conexões de internet no País, a dupla de artistas conhecida como Os Gêmeos (veja galeria de imagens), os restaurantes de São Paulo, eventos culturais e dados estatísticos.

O Brasil foi escolhido como o primeiro de uma série de países que serão objetos de reportagens do caderno “The Journal Report”. O objetivo do jornal, diz a “Nota do Editor”, é dar aos leitores “uma compreensão sobre um dos mais vibrantes e importantes lugares do mundo hoje”.
BLOG DO VINNA

Fabricante europeia apresenta bimotor para até 14 passageiros


A fabricante de aeronaves Evektor apresentou nesta terça-feira em Kunovice, na República Checa, a nova geração do bimotor turbo-hélice EV-55 Outback.

O modelo, inteiro feito de aço, comporta de nove a 14 passageiros ou peso máximo de 1,8 t. Segundo a marca, a aeronave alcança 407 km/h e é capaz de pousar em vias não asfaltadas.

Os assentos do EV-55 Outback podem ser arranjados em três posições diferentes para aproveitar ao máximo o espaço útil do avião.

TERRA

AP


O bimotor EV-55 comporta até 14 passageiros ou peso máximo de 1,8 t

Em Munique, United relembra maior tragédia de sua história


Mentor do time, Alex Ferguson também levanta a taça de campeão Foto: Reuters
Alex Ferguson tenta ampliar sua vasta galeria de títulos com o Manchester United

No jogo contra o Bayern de Munique, nesta terça-feira, o Manchester United vai relembrar a maior tragédia de sua história. No dia 6 de fevereiro de 1958, o time viajava pela Europa e oito jogadores morreram - ao todo, foram 23 pessoas feridas durante o vôo - em um acidente aéreo em Munique.

O problema na aeronave aconteceu em uma parada de reabastecimento na cidade de Munique, na volta da antiga Iugoslávia. O avião caiu ao tentar levantar vôo em meio a uma tempestade de neve.

Sete jogadores (Roger Byrne, Geoff Bent, Eddie Colman, David Pegg, Mark Jones, Liam "Billy" Whelan e Tommy Taylor) morreram na hora. Duncan Edwards, considerado o melhor jogador do time, morreu no hospital 15 dias depois.

Outras 15 pessoas morreram, incluindo jornalistas, torcedores e dirigentes.

Nesta terça-feira, no Allianz Arena, Bayern de Munique e Manchester United se enfrentam em uma das quartas de final da Liga dos Campeões.

TERRA

E.U. Airways lança Gogo Inflight Internet



Nove meses após o anúncio inicial a E.U. Airways e Gogo Inflight Internet começaram a oferecer acesso à Internet sem fio no primeiro avião da frota Airways E.U..

O serviço está instalado em cinco aviões Airbus A321 - em 1º de junho, vai estar disponível em todos os 51 Airbus A321.

Mantenha o olho na fuzelagem e procure o símbolo W-Fi pelas portas de embarque.
Além desta, as informações serão colocadas no bolso do assento e assistentes de vôo farão anúncios quando o avião chegar a 10.000 pés.


A E.U. Airways estará oferecendo acesso gratuito a todos em seus aviões equipados Gogo de 1 de junho através de 8 de junho.

A cobrança futura já tem preço, o acesso começa com 4,95 dólares, para acessos com 1 hora e meia.
A E.U. Airways tem um mini-site com informações disponíveis no usairways.com / gogo onde você vai encontrar uma tabela de preços mais abrangente.

Juiz pede para repensarem sobre a 3ª pista no aeroporto de Heathrow

Daily Mail Article

Os planos para uma terceira pista no aeroporto de Heathrow foram um duro golpe na semana passada quando o Supremo Tribunal ordenou um novo inquérito sobre o seu impacto sobre o congestionamento no tráfego aéreo e das alterações climáticas.

E POR ENQUANTO FICA ASSIM...

O governo trabalhista apoia a terceira pista, enquanto os partidos da oposição, incluindo os conservadores e os liberais democratas, se opõem aos planos.


dailymail

TAAG autorizada a voar para todos os destinos da União Europeia

Bruxelas - A Comissão Europeia autorizou a companhia aérea angolana TAAG a voar para todos os destinos da União Europeia, mas "sob determinadas condições estritas e com aeronaves específicas". Até agora, a transportadora só podia voar para Lisboa.

A Comissão Europeia decidiu levantar as restrições à TAAG mediante o cumprimento de diversas exigências.

De acordo com comunicado divulgado em Bruxelas, sede do Executivo europeu, "a autoridade de aviação civil de Angola é convidada a intensificar a fiscalização sobre todas as transportadoras e continuar o processo de voltar a certificar as outras transportadoras aéreas angolanas que continuam proibidas de operar na UE".

Cerca de uma centena de companhias aéreas de diversos países, sobretudo africanos, estão proibidas de voar no espaço europeu por não aplicarem as normas de segurança e constituírem um perigo para os passageiros, de acordo com o Executivo da UE.
África21

British Airways suspendeu 15 membros da tripulação



Uma disputa entre a British Airways e a sua tripulação de cabine reivindicou as suas primeiras vítimas na noite passada, quando a empresa suspendeu 15 membros da tripulação por intimidação alegando formação de intimação das comissárias voluntárias que se dispusseram para trabalhar na greve.

O maior sindicato britânico diz que a British Airways suspendeu 15 membros da tripulação porque alegadamente postaram comentários inadequados em suas páginas do Facebook.

timesonline

O Manchester Evening News escreve "Emirates Airline anunciou que o Manchester vai se tornar o primeiro aeroporto regional no mundo a receber um A380



O maior avião de passageiros do mundo - o A380 - voará para o aeroporto de Manchester todos os dias a partir do Outono.

A Emirates Airline anunciou que o Manchester vai se tornar o primeiro aeroporto regional no mundo a receber o A380 - uma aeronave de dois andares com assentos para 517 passageiros. O superjumbo vão deixar Manchester para vôos diários para Dubai e destinos para a frente a partir de Setembro.

A medida foi saudada como histórica, revelando que o aeroporto gastou quase 10 milhões de libras na modernização do aeroporto e do terminal para acomodar a enorme aeronave.

O Presidente da Emirates Airline, Tim Clark, disse: "O Manchester tem sido um dos melhores desempenhos na nossa crescente rede de portais regionais, não apenas no Reino Unido, mas a nível global.

The giant Airbus A380 is beginning Manchester flights in September

O gigante Airbus A380 está começando voos Manchester em 1º de setembro


O A380 é um ícone como o Concorde e sua introdução no Manchester será um dos nossos mais importantes passos para os aeroportos e transportadoras.

A Emirates, proporcionará um lembrete diário de que os aeroportos regionais bem sucedidos poderão suportar serviços de longa distância. "


Manchester Evening News

Bebum descansa em turbina de avião na Índia


Sujeito encheu a cara de birita e foi dar um rolê em um lugar inusitado.


Divulgação/Indian Airlines
No avião está escrito "não durma na turbina", em hindi

Um sujeito com a cabeça calibrada de birita foi encontrado na turbina de um avião no meio da pista do aeroporto internacional Indira Gandhi, em Nova Delhi, na Índia, segundo o jornal australiano The Times of India.

O figuraça foi achado quando um engenheiro e um especialista em segurança aérea notaram uma perna balançando na parte de trás da turbina.

Eles chegaram a achar que estavam vendo algum tipo de ilusão e correram para confirmar que aquilo era real.

O aeroporto Indira Gandhi, em Nova Delhi soltou um comunicado dizendo que esse tipo de incidente era inédito.

O avião, um Airbus A-320 da Indian Airlines, se preparava para fazer o primeiro voo do dia. Dali duas horas, a aeronave decolaria para Raipur.

O bêbado afirmou que entrou no aeroporto escondido em um caminhão. Ele caminhou até a aérea operacional e resolveu tirar um cochilo na turbina. O incidente ainda está sendo investigado.

R7

Aer Lingus incerta sobre 2010



A Companhia aérea irlandesa Aer Lingus disse que as operações tinham melhorado no primeiro trimestre de 2010, embora fosse difícil fazer previsões para o resto do ano.

"A perspectiva em particular para 2010 permanece incerta, com a visibilidade limitada durante o segundo semestre de 2010, disse em um comunicado,Christoph Mueller, Chefe Executivo da Aer Lingus.

"No entanto, estamos satisfeitos que tenhamos iniciado o processo de melhoria dos rendimentos durante a implementação do programa de redução de custos necessários."

nytimes

E.U. Airways colocará anúncios em passagens de embarque


Receitas,Receitas, Receitas...
A E.U. Airways Group Inc. passará a Oferecer publicidade e informações específicas sobre o destino de sua viagem , a publicidade e dicas sairão quando você imprimir seu cartão de embarque On line.

As informação, serão exibidas em passagens para os vôos domésticos, Estarão disponíveis Através de um contrato coma Sojern.Inc, uma empresa de publicidade de Nebraska especializada em viagens.

Os termos financeiros não foram DIVULGADOS.

A tecnologia de propriedade da Sojern irá proporcionar aos passageiros um vasto conteúdo que incluirá previsões meteorológicas, opções de restaurante, atividades e descontos.


"A EU Airways está continuamente buscando maneiras de adicionar conveniência e Melhorar a experiência de viagem para os nossos clientes", diz Andrew Nocella, presidente da companhia aérea vice-presidente sênior de marketing e planejamento.


businesstimes

Tráfego aéreo cresce e indústria segue em recuperação, segundo Iata

AFP

SÃO PAULO - A procura por passagens aéreas em todo o mundo cresceu 9,5% em fevereiro, comparativamente ao mesmo mês de 2009, e a demanda por transporte de carga aumentou 26,5% no mesmo confronto, informou hoje a International Air Transport Association (Iata), a associação internacional do transporte aéreo. " Estamos indo na direção certa. Em dois ou três meses a indústria deve voltar aos níveis de tráfego pré-crise " , afirmou o presidente da entidade, Giovanni Bisignani.

Embora tenha comemorado os resultados, Bisignani lembrou que a base comparativa é fraca, uma vez que fevereiro de 2009 marcou o pior momento da recessão para o transporte aéreo. " Esta não é uma recuperação total. A próxima tarefa é nos ajustar a dois anos de crescimento perdido " , acrescentou, em nota. Segundo a Iata, o tráfego de passageiros ainda precisa crescer 1,4% e o transporte de carga deve subir 3% para retornarem aos níveis pré-crise.

De acordo com os dados divulgados hoje, enquanto a demanda de passageiros aumentou 9,5%, a oferta de assentos subiu apenas 1,9%. A média de ocupação ficou em 75,5% - número que, após ajuste sazonal, alcança 79,3%, um recorde para meses de fevereiro.

O comportamento da indústria foi desigual entre as regiões do mundo, refletindo, segundo a Iata, a " natureza assimétrica da recuperação econômica " .

As empresas europeias viram o menor crescimento de demanda de passageiros, de 4,3%, e uma redução de 0,5% na oferta de voos, no que interferiram as greves de companhias da região. O transporte de cargas cresceu 7,2%, bem abaixo da média mundial. " Prevemos que a Europa terá uma perda de US$ 2,2 bilhões neste ano " , disse Bisignani, que criticou as seguidas greves na região, como as da Lufhtansa e da British Airlines.

Na América do Norte, a demanda de passageiros subiu apenas 4,4%, contida pelo endividamento dos consumidores, mas a de carga saltou 34,1%. Na região Ásia-Pacífico, o tráfego de pessoas aumentou 13,5%, sob influência do Ano Novo chinês, e o transporte de carga cresceu 34,5%.

Puxada pela recuperação das economias, a América Latina viu o tráfego aéreo se elevar em 8,5% e o transporte de carga aumentar 41,9% em fevereiro. Na África, o crescimento foi de 9,8% no tráfego de pessoas.

O Oriente Médio apresentou a maior taxa de elevação de demanda de passageiros, de 25,8%, amparado pelo desenvolvimento do turismo e pelo uso da região como ponto de conexão em viagens longas.

época negócios