PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Queda de avião mata 7 pessoas em Quebec, no Canadá

Destroços de um avião de pequeno porte é visto em um campo da  cidade de Quebec Foto: Reuters

Destroços de um avião de pequeno porte é visto em um campo da cidade de Quebec
Foto: Reuters

Sete pessoas morreram nesta quarta-feira depois que o pequeno avião em que estavam caiu, logo depois de decolar do aeroporto de Quebec, no Canadá, informou um porta-voz do aeroporto à imprensa canadense.

O bimotor levava dois tripulantes e cinco passageiros, cujos nomes não foram divulgados. A polícia local recebeu uma chamada informando sobre o acidente por volta das 6h (horário local), de acordo com a porta-voz Julianne Viens.

terra

Emirates conversa com Boeing a respeito de sucessor do 777

A Emirates está em conversas intensas com a Boeing para o desenvolvimento de um sucessor para o 777.

A companhia iniciará em 2011 um processo de renovação da frota, aposentando aeronaves antigas, como A330, 777 e A340-300/500. A aérea acredita que o mercado pedirá mais aeronaves de fuselagem larga e birreatoras durante a próxima década.

Tim Clark, presidente da Emirates, revelou que a companhia já possui planos para a aposentadoria dos 777-300ER usados nos dias de hoje. De acordo com ele, em 2017 iniciará o processo de renovação dessa frota, podendo, inclusive, substituir pelo A350-1000 se a Boeing não mostrar interesse por uma nova aeronave ou variante da família 777.

“Dissemos à Boeing que precisaremos de uma aeronave que possua as características e a economia do 777-300ER, porem, com a previsão de eficiência de combustível do Airbus A350-1000. Se eles decidirem por desenvolver uma nova aeronave entre 2017 e 2020, então iremos considerá-la, do contrário teremos que pensar a respeito de um substituto do -300ER”, revelou.

flight life

Trip solicita voo São Paulo – Vitória

A Trip Linhas Aéreas solicitou uma nova rota junto a ANAC, para ligar São Paulo à Vitória/ES.

No pedido, a companhia mostrou intenção de partir do aeroporto de Guarulhos, com um Embraer 175, a partir de 5 de julho, cinco vezes por semana, para Vitória.

O voo TIB5320 decolará de São Paulo às 14:00 e terá chegada prevista para às 15:25 em Vitória. Na volta, o voo TIB5521 decolará às 16:25 de vitória e pousará às 17:50 em Guarulhos.

Atualmente, TAM e Gol/Varig também operam a mesma rota.

flightlife

Tibet Airlines

A primeira companhia aérea Tibetana ,com base no Tibete, Tibet Airlines, deve decolar no meio do próximo ano e servir as principais cidades da China.

De acordo com informações dadas por um diário chinês, a Tibet Airlines, inicialmente, irá adquirir três aeronaves Boeing 737-700 ou Airbus A319 modificados para a alta altitude, para ligar a capital Lhasa e outras cidades tibetanas para as principais cidades chinesas. A frota deverá ser ampliada para 20 aeronaves dentro de cinco anos se a demanda permitir. O número de voos operados e seu destino não foi especificado.

A criação do Tibet Airlines foi aprovado em março. As autoridades estão tentando, de fato, impulsionar o turismo na região do Himalaia independente, especialmente para os estrangeiros que foram autorizados a permanecer durante os motins em 2007 e novamente em 2008 para o 50 º aniversário do exílio do Dalai Lama. A "calma" encontradas parece funcionar, uma vez que o número de visitantes no primeiro trimestre do ano, ultrapassou 170 mil, um aumento de 27% em relação ao mesmo período do ano passado.

Gonggar aeroporto de Lhasa, situado em 3500 metros acima do nível do mar, abriga cinco companhias aéreas, todas chinesas, incluindo a Air China, China Eastern, China Southern, Hainan Airlines e Sichuan. Eles oferecem voos de Pequim, Xangai, Chengdu, Chongqing, Xi'an, Kunming, Degen, Lanzhou, Guangzhou, Kathmandu.


Aeromexico lança rota para Cuba

A companhia mexicana Aeromexico anunciou o lançamento de uma linha regular entre a Cidade do México e Havana, com escala em Cancún.

A Aeromexico vai voar em 05 de julho para a capital cubana, com quatro voos por semana às segundas, quintas, sextas e domingos com escala em Cancún, no México, destino turístico de topo. Os vôos sairão da Cidade do México às 9h30 e desembarcou em Havana na 14h35.

Companhias aéreas e pilotos pressionam para proteger as informações sobre acidentes aéreos

Gravador A Associação Espanhola de Empresas de Transporte Aéreo (ACET), a Associação Espanhola de Companhias Aéreas (AECA) e o sindicato espanhol de pilotos de linhas aéreas (SEPLA), queremos denunciar publicamente o recente derrame de parte da conversa datripulação de cabine do voo JKK5022 que caiu em agosto de 2008.

A publicação dessas conversas só foi possível porque a gravação foi filtrada, erradamente, por pessoas que, tendo tido acesso a elas, têm o dever legal de salvaguardar e garantir a confidencialidade.

Todo voo tem suas figurinhas fáceis. Você é uma delas?


Não importam o destino nem o aeroporto: alguns personagens parecem se pelas salas de embarque, poltronas...

O espaçoso

Pernas compridas até servem como desculpa, mas, em muitos casos, o problema é falta de noção. Quem nunca viajou ao lado daquele vizinho que se esparrama, vira de ladinho, usa os dois apoios de cotovelos (e deixa você sem nenhum)? Seus pertences, como casaco e travesseiro, costumam invadir território alheio.

A perua

Ela dá bandeira desde a sala de embarque com suas narrativas em altos decibéis sobre viagens e compras que já fez. Se vai voar na 1ª classe, deixa bem claro - mas, ainda que sua passagem seja econômica, a perua se acha chique por viajar de avião. Na esteira, força passagem para pegar suas muitas (e pesadas) malas. Azar o do seu pé se estiver perto.

O executivo

A longa conversa ao celular, inadiável, começou lá na sala de embarque. Acomodado em sua poltrona, o executivo abre imediatamente o laptop. Se tiver um iPad, bem, o aparelho também estará em pleno funcionamento. E a parafernália não será desligada por livre e espontânea vontade: o comissário precisará dar um toque.

O dorminhoco

Seja porque tomou um remedinho ou por vocação, fecha os olhos assim que se acomoda na poltrona. E só os reabre na hora do pouso - porque foi sacudido pela comissária para retornar o assento à posição vertical. Se ele estiver no corredor, o passageiro ao lado terá problemas diante de uma simples vontade de fazer xixi.

O sacoleiro

Toda oferta de free shop é imperdível. Afinal, sempre falta o presente daquela tia, do afilhado, do vizinho que ficou com a chave para regar as plantas... O sacoleiro entra no avião com pacotes pendurados por todos os lados e ocupa, sem constrangimento, os compartimentos de bagagem de mão acima de seu assento e dos de vários passageiros ao redor.

Os andarilhos

Eles estão viajando em um grupo a-ni-ma-dís-si-mo, mas não fizeram o check-in cedo o suficiente para sentarem juntos. Passam o voo circulando entre os corredores e acomodados nos braços das poltronas para conversar. Ou seja: do lado deles, ninguém (exceto o dorminhoco) consegue cochilar.
desástres aéreos

Piloto anuncia gols em voo durante jogo do Brasil

Passageiros puderam ver os fogos que anunciaram a vitória da seleção

No segundo jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo, nem todos os torcedores puderam deixar a rotina de lado para assistir à partida. No último domingo (20), às 15h30, passageiros cruzavam o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro no momento em que o Brasil entrava em campo contra a Costa do Marfim.

Ao mesmo tempo, pilotos e tripulação continuavam em suas funções para garantir a pontualidade das viagens programadas. Como o brasileiro sempre consegue dar um “jeitinho”, um computador portátil com acesso ao jogo ao vivo, posicionado estrategicamente em uma das cadeiras da sala de embarque, salvou o dia dos torcedores. Cerca de 30 pessoas aproveitaram o tempo antes da chamada para a viagem para conferir alguns lances do jogo.

Mas quem pensou que ao entrar no avião o jogo estaria perdido, se enganou. Entre informações corriqueiras sobre o voo, o comandante da empresa aérea Gol fez questão de anunciar o segundo gol do Brasil aos passageiros. Ele chegou a trocar os times, mas deu o recado bem-humorado.

“Como nós somos pessoas de sorte, acabamos de fazer mais um gol contra a Costa Rica, opa, Costa do Marfim”, informou o piloto do voo 1916, que seguia do Rio de Janeiro para Campinas, às 16h55 deste domingo.

Cerca de 20 minutos depois, o Brasil fez o terceiro gol na partida. Após dizer o tempo previsto para o término da viagem e a temperatura no Aeroporto de Viracopos, o comandante fez uma pausa e atualizou o resultado do jogo, com direito aos nomes dos jogadores que fizeram os gols.

“E a boa notícia é que o Brasil continua ganhando da Costa do Marfim. O placar é de 3 a 1. Os dois primeiros gols foram do Luís Fabiano e o último foi do Elano”, completou entusiasmado.

Lá de cima, no avião ainda a muitos pés de distância do solo, passageiros puderam ver pela janela os fogos de artifício que anunciaram a vitória do Brasil quando tudo terminou.
desástres aéreos

TAM diz que aeronave com logotipo da Oi não voará


Aeronave A320 da TAM somente foi adesivada para campanha da companhia de telefone Oi.

Em nota de esclarecimento divulgada nesta sexta-feira, a assessoria de imprensa da TAM afirma que o avião estampado com o logotipo da Oi não transportará passageiros em vôos comerciais. De acordo com a nota, a imagem refere-se a uma campanha publicitária da operadora.


O comunicado fiz: “A TAM esclarece que a aeronave foi caracterizada apenas para a criação de uma campanha da Oi e que não possui acordo com a operadora de telefonia móvel para divulgar a marca nos aviões da companhia.”

aeroblog

Curiosidade: Para que servem todas aquelas luzes que tem no avião?




As luzes externas de um avião podem ser divididas em luzes de navegação/visibilidade e luzes de (pasmem) iluminação.

Começando com as luzes de navegação, os aviões copiaram uma convenção que existia já há muito tempo em navios: Luzes de “preferência” ou “desvio”, ou ainda, “luzes de direção de movimento”. É mais difícil explicar do que entender..rs.. mas vamos lá:
Assim como nos navios, no lado direito do avIão tem uma luz verde (estibordo – starboard) e no lado esquerdo uma luz vermelha (bombordo – port) veja foto da asa direita:



Estas luzes servem, por incrível que pareça, para indicar qual o sentido que o avião está seguindo em relação a outro na escuridão. Digamos que você esteja no escuro completo taxiando em um aeroporto e não tem outra maneira de saber em qual sentido um outro avião segue em relação a você… conhecendo essas luzes fica fácil: se você ver uma luz verde, saberá que o outro está se afastando de você para a direita e você tem a preferência da manobra. Se por outro lado você ver uma luz vermelha, o outro estará se afastando para a esquerda e ele terá a preferência.

Se você ver uma verde e uma vermelha, ele estará vindo em sua direção e você é obrigado a desviar para direita e dar a asa esquerda vermelha pra ele (obviamente se vc viu uma verde e uma vermelha, o outro cara também viu e vai desviar para a direita dele te mostrando a asa esquerda vermelha a você).

Além da verde e da vermelha, tem mais uma luz de navegação, cuja cor é branca. Em alguns avioes ela fica na parte de trás da ponta da asa (bem atrás da verde e da vermelha) e em outros aviões ela fica no cone de cauda, bem abaixo do leme de direção. Ela tem a mesma função de indicar direção, pois se você avistar apenas luzes brancas na sua frente, saberá que o outro está se afastando de você (a menos que você esteja mais rápido, neste caso a manobra de ultrapassagem pode ser tanto por bombordo quanto estibordo).

As luzes de navegação devem permanecer acesas o tempo todo!
Vimos as luzes de navegação, agora vamos ver as de Anti-colisão. Na primeira foto lá em cima vemos uma luz vermelha bem acima do corpo do avião (tem outra igual embaixo, na barriga, que não dá pra ver na foto). Apesar de se chamarem de “anti-collision lights” ou “beacon”, hoje em dia essas luzes são mais indicativas de “iminência de movimento” ou “iminência de giro de motores” (partida) do que de evitar colisões. Essas luzes sempre são acesas ANTES de acionar os motores e ANTES de iniciar um pushback ou reboque e só são apagadas após o desligamento dos motores ou após o estacionamento da aeronave. Na aviação mais antiga, ela realmente servia como luz de anti-colisão, já que o fato dela piscar (ou girar) em vermelho a fazia mais visível de longe.

Há também um outro tipo de luz de anti-colisão:
Strobe lights: As strobe são luzes brancas de alta intensidade que piscam nas pontas das asas (do lado das luzes de navegação). São como um flash de máquina fotográfica super potente e são visíveis de muito, muito longe! Geralmente se você olhar para o céu a noite e ver um avião passando lá em cima piscando, a única luz que você estará vendo será a strobe light.


Elas são ligadas no momento de entrar na pista para decolar e são desligadas após o pouso. A única função delas a vida é aumentar a visibilidade da aeronave chamando a atenção.

A outra categoria de luzes são as de iluminação mesmo:
Logo lights: Estas são opcionais nas empresas, e servem somente para iluminar a cauda do avião e mostrar o logotipo da companhia aérea.

aeroblog

Aeronautas da TAM Comunicado urgente



Em função de nova reunião com a empresa no dia de hoje e pelo exíguo tempo disponível, a assembleia plebiscitária se iniciará hoje dia 23/06/2010 conforme anunciado mas haverá as seguintes alterações de horários de inicio das votações:

  • Congonhas a partir das 18:00h
  • Guarulhos a partir das 19:00h

Sendo mantido o calendário anterior com as alterações referidas.

sna

Funcionamento do Cemal dia 25 de junho





A Direção do Cemal informa a todos que o expediente no dia 25 de junho, próxima sexta-feira, será administrativo, sem inspeção de saúde.
sna

JetBlue Adiciona Alimentos para a compra


A JetBlue anunciou que começou a venda de alimentos a bordo dos seus aviões após pensar nesta idéia por mais de um ano.

A companhia estreou cinco opções de lanche
s em caixinhas, que serão vendidos por US $ 6.
As caixinhas estarão disponíveis apenas em vôos com três horas e 45 minutos de duração ou mais, e a companhia continuará a oferecer sua linha de snacks livre de cobrança normalmente em todos os voos.

Os pacotes de lanche incluem uma opção de "pequeno-almoço", que é composto de um croissant, geléia de morango, manteiga de amêndoa, Cheez-its, um copo de frutas e chocolate ao leite, e quatro opções de almoço e jantar / que variam de um-e-queijo variedade de carne para um regime saudável de húmus, nozes e passas.

Obras de expansão da Helibras em Itajubá

Empresa local é selecionada para as obras de terraplenagem da área que abrigará o hangar para a produção do EC725.

A construtora Martins e Carvalho, de Itajubá - MG, deu início, no último dia 09 de junho, às obras de terraplenagem e drenagem na área que irá abrigar a nova fábrica da Helibras.


De acordo com as explicações do responsável pela gestão da obra, Engº Carlos Moraes, parte da grama será replantada e doada a instituições de Itajubá, como o 4° Batalhão de Engenharia e Combate do Exército.


As árvores retiradas serão replantadas na mesma quantidade.


Outro aspecto importante está relacionado com o local de onde a terra usada para elevar a área da nova fábrica será retirada. A empresa responsável pelas obras vai recuperar ambientalmente o terreno, tudo acompanhado pela prefeitura e autoridades do Governo do Estado.



“Trata-se de um projeto totalmente limpo e integrado aos conceitos de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, pois prevê, dentre outras inovações, o melhor aproveitamento da iluminação direta e o uso da energia solar” complementa Eduardo Mauad, vice-presidente e diretor de Operações da empresa.


Na segunda etapa do trabalho de terraplenagem, 12 mil caminhões de terra serão colocados para nivelamento do terreno no nível da planta atual. Ao todo, serão movimentados 77 mil m³ de terra, em 70 dias.


Paralelamente à terraplenagem, a área receberá obras de drenagem, para escoamento e tratamento de todo o esgoto doméstico e industrial da nova fábrica e para captação de águas pluviais.


O projeto de construção da nova fábrica da Helibras deve estar totalmente concluído até o final de 2012.


Números

  • A área do terreno onde será construída a nova fábrica é de 12 mil m²;
  • A área construída será de 11 mil m²;
  • O volume de terra que será movimentado com a obra será de 77 mil m³, o que vai requerer 12 mil viagens de caminhão;
  • 51 trabalhadores diretos estão sendo empregados para a fase de terraplenagem do terreno;
  • 21 máquinas e caminhões estarão trabalhando no local
  • 70 dias é o prazo para conclusão da terraplenagem e drenagem da área.
aviação notícias

O que é a “desaposentação”


Um processo recente no Brasil e que começa a proliferar nas varas previdenciárias é a “desaposentação” – ato de renunciar à atual aposentadoria para obter um novo benefício em condições mais favoráveis, levando em consideração a situação atual como idade e recolhimentos feitos à Previdência após ter se aposentado.

A alternativa está sendo buscada por pessoas que se aposentaram mais jovens e tiveram seus benefícios reduzidos por conta do fator previdenciário ou por receberem aposentadoria proporcional. Mas só é válido para quem continuou trabalhando ou trabalhou por algum tempo já estando aposentado e, com as contribuições feitas depois, passou a ter condições de obter um benefício melhor.

Os aeronautas interessados devem ficar atentos à questão e, antes de tomarem qualquer iniciativa, devem consultar um advogado especialista para que cada caso seja analisado. Os associados podem ligar para o Departamento Jurídico do SNA e agendar com a advogada Fátima, que poderá prestar mais esclarecimentos.

Entenda melhor a “desaposentação”:

O que é?

É o ato de renunciar a atual aposentadoria para que passe a receber um novo benefício que leva em consideração a situação atual, como idade e recolhimentos feitos à Previdência após ter se aposentado. Ou então para utilizar o tempo de contribuição em outro regime previdenciário, como por exemplo, passar do regime geral, no setor privado, para um próprio do setor público.

Como pode ser pedida?

Não está prevista em lei e portanto não basta pedir revisão administrativa ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Atualmente, a desaposentação para um novo benefício só pode ser pedida pela via judicial. Alguns advogados pedem para a Previdência e incluem a negativa como parte do processo.

O que diz o governo sobre a desaposentação?

Considera que a aposentadoria é um "ato jurídico irreversível e irrenunciável". Diz não ser contra, mas afirma que a lei não permite a desaposentação.

O que pediam as primeiras ações?

Que os aposentados no Regime Geral da Previdência (por exemplo, os funcionários de empresas privadas) que começaram a trabalhar no serviço público após a aposentadoria pudessem abrir mão do benefício e contar o tempo de serviço antigo para se aposentar no regime próprio com uma condição mais vantajosa. A partir disso, começaram a ser protocoladas também ações de aposentados pelo Regime Geral que continuaram contribuindo no mesmo regime e buscavam o direito de ampliar seu benefício.

Qual a alegação principal das ações que pedem desaposentação?

A partir de 1994, foi extinto o benefício do Pecúlio Previdenciário, que é a devolução das contribuições previdenciárias realizadas após a aposentadoria quando fosse comprovado o fim da atividade por meio da rescisão do contrato. Isso significa que atualmente, pela lei, não há possibilidade de o segurado aposentado obter retorno sobre as contribuições feitas após 1994.

Como funcionam as aposentadorias hoje?

Homens podem se aposentar com benefício integral com 35 anos de contribuição e as mulheres, com 30. No entanto, quem se aposenta mais jovem tem o benefício reduzido por conta do fator previdenciário. É possível pedir aposentadoria só por idade para homens com 65 anos de idade para mulheres a partir dos 60, respeitando a carência de 180 contribuições em qualquer dos casos. Atualmente, só pode pedir aposentadoria proporcional - 53 anos e 30 de trabalho para homens e 48 anos e 25 de trabalho para mulheres - quem se filiou à Previdência antes de 16/12/1998. Na aposentadoria proporcional, além do tempo mínimo é exigido trabalhar mais 40% do tempo que faltava para a aposentadoria em dezembro de 1998. Quem se filiou à Previdência após esse período, não pode mais obter aposentadoria proporcional.

De modo geral, quem pede a desaposentação?

Geralmente o segurado que se aposentou mais jovem com o benefício proporcional. Com as contribuições feitas depois, esse beneficiário passou a ter condições de obter um benefício melhor.

Por que o número de ações cresceu após o fator previdenciário?

A adoção do fator previdenciário, em 1999, reduziu os benefícios de quem se aposenta só por tempo de contribuição, sem atingir a idade mínima de 65 anos para homens e 60 para mulheres. Muitos continuaram a trabalhar mesmo depois da aposentadoria e, dessa forma, mantiveram as contribuições ao INSS. Ao atingirem a idade mínima, alguns beneficiários refizeram os cálculos e perceberam que os benefícios podiam ser bem maiores.

Como a Justiça tem se posicionado?

Segundo advogados e especialistas, a maioria dos juízes de primeira e segunda instância tem rejeitado o pedido de desaposentação. Alguns magistrados, porém, aceitam a desaposentação, com a condição de que os aposentados devolvam todo o dinheiro recebido da Previdência, para ter direito a um novo benefício. No entanto, um processo que chegou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou válida a desaposentação e rejeitou a necessidade da devolução dos valores. Nenhum processo sobre o tema foi analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Alguém já conseguiu receber uma nova aposentadoria com valor maior?

Há poucos casos de ações transitadas em julgado, sem mais possibilidade de recurso, em que o aposentado já esteja recebendo uma aposentadoria com valor maior do que a anterior. A Previdência não soube informar quantos.

Os aposentados podem perder com o pedido de desaposentação?

Segundo advogados, é preciso fazer cálculos para saber se realmente vale a pena renunciar à aposentadoria por um novo benefício. O pedido judicial também deve deixar claro que se trata de uma renúncia por uma nova aposentadoria. Há possibilidade de pedir desde o começo que todo o dinheiro já recebido não tenha de ser devolvido. Todos os especialistas consultados pela reportagem temem que a possibilidade de pedir nova aposentadoria por esse mérito seja suspensa pelo STF caso alguma ação chegue ao tribunal.

Há alguma possibilidade de a desaposentação ser regulamentada?

Pelo menos dois projetos sobre o tema tramitam no Congresso. Atualmente, tramita uma ação da Defensoria Pública da União no Paraná na Justiça daquele estado pedindo que todos os brasileiros possam realizar a desaposentação. O pedido de liminar não foi aceito e o Ministério Público Federal no estado opinou pela improcedência por considerar que não é papel da DPU atuar pela coletividade, mas não analisou o mérito do pedido. O processo está no gabinete da juíza responsável para uma decisão final.

(Com informações do site G1)

sna

Uma voltinha à bordo do dirigível da Goodyear

Popout

Livro mostra como foi a crise da Varig, em meio ao sucesso da Nordeste Linhas Aéreas


Varig e Nordeste foram duas marcas de peso na história da aviação e da vida empresarial brasileira e mundial. Duas companhias do mesmo grupo que estiveram presentes no dia a dia de muitos brasileiros e de turistas espalhados por vários continentes.

A trajetória dessas empresas está retratada em “O ano em que só nós tivemos lucro – Como a Nordeste se tornou a única companhia aérea rentável do Brasil e os bastidores da crise que levou à falência da Varig.” (Matrix Editora).

Na obra, o autor, que comandou o marketing da Nordeste, mostra como levou a empresa a alcançar lucros expressivos, em meio a um cenário de dificuldades do setor. O ano de 2001, por exemplo, é fundamental nessa história, já que foi considerado um ano negro na história da aviação mundial, por conta dos atentados de 11 de setembro. Com Alexandre Camargo no comando do marketing e uma equipe extremamente competente, durante esse período a Nordeste Linhas Aéreas foi a única companhia do setor a obter lucro.

A partir do episódio de 11 de Setembro, poucos passageiros se aventuravam a entrar em um avião, e companhias aéreas do mundo todo começaram a registrar prejuízos que chegavam facilmente aos bilhões de dólares. O segmento aéreo entrou em colapso. Se empresas de porte estavam à beira da falência, o que esperar da Nordeste, uma pequena regional do grupo Varig, que um ano antes havia perdido R$ 10 milhões? Seguramente, o ano de 2001 não deveria ser nada promissor, mas foi.

O autor mostra histórias reais dele e de homens e mulheres que um dia dedicaram suas vidas ao grupo Varig. E apresenta um pouco da história recente da aviação brasileira, em meio a ações arrojadas, como fazer da Nordeste a primeira empresa aérea a ter publicidade na fuselagem do avião – o que contribuiu para a lucratividade no final do ano. “Tenho certeza de que qualquer uma dos 210 milhões de pessoas que voaram um dia pelos aviões da Varig, Nordeste ou Rio-Sul também reviverá intensamente cada página da obra.” – afirma Alexandre Camargo.

“O ano em que só nós tivemos lucro” apresenta cases interessantes adotados pela Nordeste e que serviram para reerguer uma empresa desacreditada. E mostra também como uma empresa de sólida reputação e grandes serviços prestados para o país, como a Varig, pode virar pó quando interesses individuais estão acima do bem comum.


Sobre o autor
Após iniciar sua carreira no Banco Itaú, o paulistano Alexandre Tadeu Camargo ingressou no Grupo Varig, onde assumiu postos importantes, como Gerente de Vendas, Diretor de Vendas e Marketing da Nordeste Linhas Aéreas e Gerente do
Programa Smiles. Deixou o grupo para comandar a área de vendas da Vasp, onde ficou até ser convidado para assumir as operações brasileiras da Copa Airlines. Permaneceu como Diretor Brasil da empresa por cinco anos, período em que aumentou a frequência de voos de 7 para 30 operações semanais e expandiu a empresa nacionalmente, abrindo filiais em São Paulo, Manaus, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Junto com Adriano Zunino, criou o projeto Quartas Musicais, responsável por abrir espaço para novas cantoras da MPB, como Luiza Possi, Céu, Bruna Caram, Mariana Aydar, Luciana Mello, entre outras. Trabalhou em conjunto com empresas de diversos segmentos, sempre voltadas ao público feminino, como Biodolce (cosméticos) e MABE (eletrodomésticos). Seus trabalhos receberam prêmios como o Top de Marketing, da ADVB, o Grand Prix
de Publicidade e o Profissionais do Ano, da Rede Globo. Em 1993, formou-se em Comunicação Social pela Universidade Braz Cubas e, em 2001, especializou-se em Administração e Marketing pela Universidade Federal Fluminense. (Informações da ascom/Matrix Editora)

o girassol

TAM amplia voos para Londres mirando 2016


Visando aos jogos olímpicos de 2012 na Inglaterra e de 2016 no Brasil, a companhia aérea TAM irá voar a partir de agosto entre Rio de Janeiro e Londres. Com esta nova rota, operada por uma aeronave Airbus A-330, a empresa aumentará em 25% sua oferta de voos entre o Brasil e o Reino Unido, que passará a mais de 3.200 assentos por semana em cada sentido.
"Este novo voo que a TAM passa a oferecer ganha importância especial se considerarmos que as duas cidades vão sediar os dois próximos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Verão: Londres em 2012 e Rio de Janeiro em 2016", comentou a empresa.

Desde outubro de 2006 a companhia oferece um voo diário de ida e volta entre São Paulo e Londres, atualmente operado por aeronave Boeing B-777 com 362 assentos, com a taxa de 82,3 % de ocupação entre janeiro e maio deste ano. A média mensal de passageiros transportados pela TAM entre Brasil e Reino Unido aumentou para 17,2 mil passageiros transportados somente entre janeiro e maio, o que representa um aumento de 81% ante 2009. "Observamos um crescimento constante na demanda de passageiros entre Londres e o Brasil Assim, concluímos que é o momento de oferecer um voo direto entre o Rio e a capital londrina, além de fortalecer nossas operações no aeroporto do Galeão, que é o nosso segundo centro de conexões internacionais [hub] no Brasil", finalizou a TAM.

Outra empresa que também visa à ampliação das suas rotas internacionais é a norte-americana United Airlines, que passa a voar regularmente entre Washington e Gana, na África. Com isso a empresa passa a estar presente em seis continentes. Os voos foram iniciados no dia 20 de junho, e serão operados com um Boeing 767.

Domésticos

No mercado doméstico brasileiro, a companhia Azul Linhas Aéreas também ampliará os voos entre Goiânia a Salvador, no período de alta temporada, de julho a agosto, com dois voos diários entre as duas capitais.
dci

Voo 1907: Gol terá que apresentar seguro


O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que a Gol Linhas Aéreas apresente a apólice de seguros do Boeing do Vôo 1907, atingido por um jato Legacy em setembro de 2006, na Serra do Cachimbo (MT). No acidente morreram 154 pessoas. A decisão é da 24ª Câmara de Direito Privado. A apólice servirá para definir o valor da indenização a que tem direito cada uma das famílias das vítimas.

Em dezembro do ano passado, a juíza Lúcia Camineo Campanha, da 6ª Vara Cível Central (no Fórum João Mendes) também determinou que a empresa apresentasse a apólice da aeronave e deu prazo de cinco dias para que a Gol cumprisse a decisão. No caso de não entregar o documento estaria sujeita a multa diária de R$ 500,00. A empresa recorreu.

O valor da apólice é estimado em valores que vão de US$ 750 milhões a US$ 1 bilhão. Esse valor teria sido revelado pelo presidente da Gol, Constantino Oliveira Júnior, durante depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investigou a crise do sistema de Tráfego Aéreo.

A turma julgadora que apreciou o recurso no Tribunal de Justiça é formada pelos desembargadores Carlos Henrique Abrão, Plínio Andrade Theodureto Camargo.

O acidente aconteceu no vôo que ia de Manaus para o Rio de Janeiro, com escala em Brasília. Enquanto sobrevoava a região Norte, o boeing da Gol bateu no jato Legacy. Nenhuma das sete pessoas transportadas pelo Legacy sofreu ferimentos. O acidente foi objeto de inquéritos parlamentares e da Polícia Federal. A Justiça de Mato Grosso analisa as ações criminais contra os pilotos do jato.

Em fevereiro de 2009, a Gol havia fechado acordo para pagamento de R$ 46 milhões a 45 famílias de vítimas. À época, a Gol afirmou ter feito acordos com familiares de 106 dos 154 passageiros.

A Gol opera hoje com 108 aeronaves e faz uma média diária de 806 decolagens. A empresa informa que até março transportou 138,9 milhões de passageiros e responde por 41,44% do transporte aéreo nacional e 14,59% do internacional.

em sergipe

Aeroporto de Viracopos realiza campanha de conscientização contra soltura de balões

infraero_logo
O Aeroporto Internacional de Viracopos, na cidade de Campinas, está realizando durante este mês de Junho a campanha de conscientização contra a soltura de balões batizada "Para Balão Digo Não".

Voltada às crianças, a campanha busca instruir e contribuir com a formação de adultos conscientes em relação ao perigo que tal atividade acarreta para as operações aéreas e também para a população.

“Neste ano, há também a Copa do Mundo, que estimula a soltura. A opção em divulgar a campanha para crianças, que acham que a prática é uma ‘brincadeira’, acaba servindo também para suas famílias”, disse a superintendente do aeroporto, Lilian Ratto Neves.

Através de atividades promovidas no terminal de passageiros do aeroporto, as crianças que frequentam as escolas em seu entorno aprendem sobre o tema através de apresentações cênicas da Associação Cultural de Teatro de Pano de Campinas, de palestras educativas e de materiais informativos que levam para casa.

direto do voo

Atrasos de Voos - 2010




Infraero

Ryanair aumenta limite de bagagem de porão para até 20 quilos


A Ryanair anunciou na última sexta-feira, 18, que os passageiros da companhia podem agora escolher levar uma bagagem de porão maior (até 20 quilos) fazendo o check-in por 25 euros, como opção à bagagem standard da low-cost (15 quilos), que tem o valor de 15 euros.

Em comunicado, a companhia aérea afirma, no entanto, que “continua a encorajar os passageiros a viajar com pouco peso com bagagens de mão quando efetuam a sua reserva com tarifas baixas da Ryanair, o que lhes permitirá continuar a poupar ao viajar com as bagagens de mão de 10kg gratuitas”.

diário de turismo

Pneu ou lagarta?

Peça publicitária da Goodyear veiculada em 1950 sobre a solução técnica adotada para o trem de pouso principal do bombardeiro da USAF B-36.

poder aéreo

Juiz devolve ações de desapropriação

Os juízes das varas federais de Campinas estão com entendimentos diferentes nas ações de desapropriações para a ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos e pelo menos 40 ações têm sentenças que definem o retorno dos processos para a Vara da Fazenda Pública, na esfera estadual. Um dos juízes, o titular da 7ª vara, Márcio Satalino Mesquita, considera que as desapropriações não deveriam ter participação da Infraero e determinou a remessa à Justiça Estadual, por entender que a Justiça Federal não tem competência para julgar a ação.

A decisão poderá atrasar ainda mais os processos de desapropriação e está angustiando quem possui imóvel naquela região.Prefeitura, União e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informaram que irão recorrer da sentença. “Todos os juízes das varas federais têm entendimento de que a forma como as desapropriações estão ocorrendo é correta.

O juiz da 7ª vara é o único com entendimento diferente. Vamos recorrer”, disse o secretário de Negócios Jurídicos de Campinas, Antônio Caria.Por um convênio com a Infraero, informou, a Prefeitura declarou a área de utilidade pública e passou a ajuizar as ações, enquanto a estatal faz os depósitos judiciais.

As ações estavam sendo encaminhadas para a Vara da Fazenda do Estado, seguindo um procedimento que a Infraero tinha adotado anteriormente na desapropriação de Cumbica, em Guarulhos. Mas houve uma consulta em Brasília, porque existem recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) envolvidos na obra de ampliação, e a Advocacia Geral da União (AGU) passou a participar das ações.

Os julgamentos, então, foram transferidos para a esfera federal. Cerca de 800 ações já foram ajuizadas e uma série de acordos vem sendo homologados.Segundo o juiz Márcio Satalino Mesquita, essa situação é “totalmente anômala”. “A competência para declaração de utilidade pública de bens imóveis destinados à ampliação do aeroporto é do presidente da República”, afirma, na decisão. A Infraero, segundo a sentença, não pode declarar de utilidade pública bens para fins de desapropriação, porque isso compete ao presidente da República. Ela poderia desapropriar se o bem tivesse sido declarado de utilidade pública por decreto do presidente.

Nessas condições, afirma o juiz, é irrelevante que tenha atribuído ao Município de Campinas, no termo de cooperação, a obrigação de providenciar a edição do decreto de utilidade pública. “Quem não tem competência não pode delegá-la a outrem”, afirma o juiz na sentença. Ainda segundo o juiz, como não há declaração de utilidade pública decretada pelo presidente da República, segue que a União e a Infraero não têm legitimidade para figurar no polo ativo da ação de desapropriação.

O titular da 7ª vara diz que não é possível também dizer que se trata de ação de desapropriação movida pelo Município de Campinas e que este pode, se assim entender conveniente, doar o bem em favor da União. Para que isso fosse possível, afirma o juiz, seria necessária autorização legislativa, que não existe.Assim, o juiz decidiu excluir da ação a União e a Infraero por ilegitimidade ativa e extinguiu o processo em relação a elas. Também declinou da competência de análise, transferindo-a para uma das varas da Fazenda Pública do Estado.
spotting viracopos

• GOL lança Programa de Estágio 2010



Projeto terá inicio em julho e irá identificar e capacitar futuros talentos para a companhia


São Paulo, 21 de junho de 2010 – A GOL, a maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina, acaba de lançar o Programa de Estágio GOL 2010. O novo projeto irá oferecer a estrutura necessária para o desenvolvimento profissional do estudante, com objetivo de identificar e capacitar futuros talentos para a companhia.

O processo seletivo terá inicio em julho, com duração de um mês. Os estagiários selecionados iniciarão o trabalho em agosto, com contrato de dois anos. Entre os diferenciais do projeto está o acompanhamento mais efetivo pelos gestores, que irão avaliar os estudantes semestralmente, ajudando-os e monitorando os resultados de cada etapa do estágio.

As vagas serão divulgadas no site da GOL e nas faculdades, e as inscrições deverão ser realizadas via internet. Após a triagem de perfis, os participantes realizarão testes online. Os aprovados serão chamados para uma dinâmica em grupo na sede da companhia e a última etapa será a entrevista com os gestores.

“Vamos selecionar jovens que tenham perfil alinhado aos valores da GOL e que tragam para a empresa todo o conhecimento acadêmico. Eles devem ter iniciativa para novas ideias, capacidade de adaptação às mudanças e forte senso de equipe”, explica Ricardo Khauaja, vice-presidente de Clientes, Colaboradores e Gestão.

Os estudantes terão como benefício bolsa-auxílio compatível com o mercado, vale transporte, vale refeição, recesso remunerado e benefício viagem.

voe gol

Aeromoça americana participa de parto em pleno voo

A comissária de bordo Patricia Sund teve uma missão inusitada no último dia 11 quando integrava a tripulação do 2288 da American Airlines, que fazia a rota de Porto Príncipe, capital do Haiti, até o aeroporto internacional de Fort Lauderdale-Hollywood, na Flórida. Ela participou de uma operação de parto em pleno voo e ajudou uma mulher a dar à luz um menino. As informações são do site da rede de TV americana WTNH. Durante o parto, ela contou com a ajuda de dois médicos.
Parto em vooAeromoça posa para foto com o recém-nascido. (Foto: Reprodução)


"Foi a primeira vez que passei por essa situação, afinal não é todo dia que acontece uma situação dessas em um Boeing 747. Nós somos treinadas para lidarmos com esse tipo de emergência, pois sempre existe uma possibilidade de ocorrer", contou Patricia.

Tanto a mãe quanto o bebê ficaram bem após o parto, que ocorreu 35 minutos antes da aterrisagem.

Segundo a aeromoça, a primeira coisa a se fazer é sempre perguntar aos passageiros se há um médico a bordo. "Foi uma experiência inesquecível. Durante um parto, também é muito importante haver um bom trabalho em equipe", afirmou.

g1

MEETING INDUSTRY TO'S & AGENTES DESTINOS HOTELARIA E RESTAURAÇÃO EMPREGO TRANSPORTES FORMAÇÃO BLOG DE VIAGENS AirBerlin e Niki lançam produto


As companhias aéreas AirBerlin e Niki lançaram um novo produto destinado aos mais novos, o ‘City Tour Pass’, que consiste num conjunto de bilhetes para os jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 27 anos.

Trata-se de um conjunto de cinco bilhetes que permite aos jovens voos mais económicos para 51 destinos em 17 países, noticia o site lowcostportugal.

O passe tem um valor mínimo de 119 euros, um valor que inclui taxas e encargos, em viagens em Julho e Agosto em rotas seleccionadas.

publituris

FAA acha rachaduras em aviões 767 da American Airlines


A Federal Aviation Authority (FAA), agência reguladora do setor aéreo nos Estados Unidos, encontrou rachaduras estruturais no corpo de três aeronaves modelo 767 da companhia aérea American Airlines fabricados pela Boeing. As fendas foram descobertas durante vistorias recentes, publicou o Wall Street Journal.

Rachaduras estruturais foram recentemente descobertas em pelo menos dois 767 da American Airlines, inclusive um jato que a FAA acredita ter perdido um motor, segundo o jornal.

Na segunda-feira, a FAA disse ter encontrado problemas em três aviões, de acordo com o jornal.

A FAA informou que está trabalhando com a American Airlines e a Boeing para identificar os motivos para o aparecimento das fendas e está considerando novos parâmetros de segurança mais abrangentes, afirmou o jornal.

"Estamos considerando medidas adicionais, incluindo exigência de inspeções mais frequentes" das peças suspeitas, chamadas de "engine pylons" (pilar da turbina), disse um porta-voz da FAA ao WSJ.

Um porta-voz da American Airlines, Tim Wagner, contestou a avaliação, segundo o jornal. "Qualquer especulação sobre a causa" das rachaduras "não é baseada em ciência ou averiguações técnicas", disse Wagner ao jornal.

Representantes de FAA, Boeing e AMR Corp, controladora da American Airlines, não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

estadão

Lufthansa dá R$ 150 em bônus a cada vitória do Brasil na Copa




A cada vitória da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da África do Sul, os passageiros da Lufthansa ganham R$ 150 em bônus para a compra de passagens no site da companhia (http://www.lufthansa.com). A promoção é válida após cada jogo e fica no ar por três dias.
Na vitória contra a Costa do Marfim, por exemplo, o desconto pode ser usado na compra de bilhetes de ida e volta na classe econômica (com origem no Brasil) até amanhã, dia 23 de junho. Dependendo do placar na sexta, a promoção volta a ser ativada.
mercado e eventos

Air France recebe prêmio por relações com clientes

A Air France recebeu o primeiro prêmio, dentro da categoria Transporte, em gerenciamento de relações com o cliente segundo pesquisa com quatro mil franceses conduzida pela BearingPoint e pela TNS Sofres. Os entrevistados avaliaram a companhia em dez aspectos relacionados a serviços ao cliente como desenvolvimento de produtos e serviços, inovação, qualidade do contato, transparência, disponibilização de informações e programa de milhagem.

A Air France tem compromisso com a qualidade, certificação e inovação. A satisfação do cliente é pesquisada por meio de 500 mil questionários distribuídos a bordo, 12 mil representantes em contato permanente com usuários da web e pesquisas regulares sobre tópicos específicos. Todo ano, mais de mil “clientes ocultos” auditam todos os serviços da companhia. Estas medidas fazem parte da iniciativa estratégica de desenvolvimento sustentável na qual o Grupo AIR FRANCE KLM é líder.

No Brasil, a Air France está em segundo lugar (atrás apenas da KLM) no ranking de satisfação do cliente no site da Anac. São mais de três mil usuários cadastrados no “Espaço do Passageiro”, local onde o viajante pode dar espontaneamente notas pelo desempenho da empresa aérea que utilizou dentre vários quesitos de avaliação.

aviação brasil

Aliança global SkyTeam celebra seu décimo aniversário

As treze comissárias de bordo das companhias aéreas membros da aliança global SkyTeam. (Foto: SkyTeam)

A aliança global de companhias aéreas SkyTeam está celebrando seu décimo aniversário. A aliança foi fundada no dia 22 de junho de 2000 pelas companhias Air France, Delta Air Lines, KLM e Korean Air, crescendo para 13 aéreas com a recente entrada da companhia romena, TAROM, na última sexta-feira.

Atualmente a SkyTeam oferece cerca de 13.000 voos diários para 898 destinos em 169 países, comparado com os 6.402 voos diários para 451 locais em 98 países quando ela foi fundada.

Boeing 777-300ER da Air France no esquema de cores da SkyTeam. (Foto: Air France)

Seus atuais membros são: Aeroflot, Aero Mexico, Air Europa, Air France, Alitalia, China Southern, Czech Airlines, Delta, Kenya Airways, KLM, Korean Air, TAROM e Vietnam Airlines.

cavok

Temos Vagas: Agente de segurança de voo

Empresa:
Confidencial
Descrição:
Empresa atuante no ramo de transportes aéreos.
Porte:
Grande
Ramos:
  • Transporte

Dados da vaga

Vaga:
Agente de segurança de voo
Código da vaga: 1133023
Data de atualização:
13/05/2010
Quantidade:
1 vaga
Descrição:
Profissional com curso superior completo.
Experiência na área de aviação e com segurança de voos.
Imprescindível ter certificado do Cenipa. Necessário inglês fluente.
Vaga para Belo Horizonte, Minas Gerais.
Faixa salarial:
A combinar
Níveis hierárquicos:
Especialista com Curso Superior
Área(s) de atuação:
Seguros
Cidades:
BELO HORIZONTE/MG (1 vaga)

emprego certo

Photoshop: Operadora Oi esquece asa de avião



cadê a asa?

fotocolagem

NGC estreia «Mayday, Desastres Aéreos» em Julho


O National Geographic Channel (NGC) vai estrear dia 5 de Julho, às 21:15, «Mayday, Desastres Aéreos», que aborda histórias de acidentes aéreos contadas, entre outros, pelos sobreviventes e pelos familiares das vítimas.

Dia 22 de Agosto de 1985. O voo 28 da British Airtours prepara-se para descolar do aeroporto de Manchester com destino à ilha grega de Corfú. Enquanto o avião acelera, ouve-se um forte ruído vindo da fuselagem e os pilotos decidem abortar a partida. Pensam que foi uma roda que explodiu, mas os passageiros que iam sentados do lado esquerdo do avião vêem perfeitamente qual o verdadeiro problema: um dos motores tinha-se incendiado.

Integram ainda o especial os episódios «Caos no Cockpit» (12 de Julho), «Piloto vs. Avião» (19 de Julho), «Acidente Iminente» (26 de Julho), «Alvo Destruído» (2 de Agosto), «Caso Arquivado» (9 de Agosto), «Destinado a Falhar» (16 de Agosto) e «O Mistério de Miami» (23 de Agosto).

O canal está disponível nos operadores AR Telecom, Cabovisão, MEO, Optimus Clix, Vodafone Casa TV e ZON.
diário digital

Avião com turistas faz pouso de emergência em Berlim


aviao1Destroços de avião DC-3 que fez um pouso de emergência com 25 turistas a bordo no sábado (19) no aeroporto Schoenefeld, em Berlim. Sete passageiros ficaram ligeiramente feridos, segundo um porta-voz do aeroporto. (Foto: AP)

aviao2
Ainda não está claro o que provocou o acidente com o avião antigo, que levava os turistas para um passeio lembrando o fim da Segunda Guerra Mundial. (Foto: AP)
g1

Asa de avião encosta em traseira de outra aeronave


Um fato inusitado aconteceu no tranquilo aeroporto de Warwick, no estado de Rhode Island, nos Estados Unidos, na manhã desta terça-feira. Entre pousos e decolagens, a asa de um avião pequeno acabou enroscando na traseira de uma outra aeronave. O avião menor levava 36 passageiros, enquanto o outro carregava apenas o piloto. No incidente, ninguém ficou ferido.
srzd

Aviões causam buracos em nuvens, diz estudo

Estudo explica fenômeno de precipitação que já foi relacionado até a extraterrestres


Alan Sealls
Buraco que apareceu no céu de Denver, capital do Estado de Colorado, nos Estados Unidos

O buraco no céu que você vê acima pode parecer mas não é um fenômeno sobrenatural. É um acontecimento incomum, mas, aberturas como essa, localizada no céu de Denver, devem-se a uma mudança de temperatura causada pela passagem de aviões, afirma pesquisa.

O mais completo estudo sobre esse tipo de abertura acaba de ser divulgado no boletim de junho da American Metereological Society (veja aqui uma versão prévia do artigo, divulgada anteriormente). Os cientistas do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas (NCAR), de Colorado, apresentam diversos casos – que começam em 1940, quando um avião deixou um rastro horizontal nas nuvens.

As nuvens possuem gotículas extremamente frias, mas em condições curiosas. De acordo com a pesquisa, elas têm temperatura de -10ºC a –40ªC, dependendo da altitude, e ainda assim permanecem na forma líquida.

galileu

Passageiro de 200 kg é retirado de voo por ocupar espaço demais


Sandy Russell foi tirado do voo

Companhia disse que voo estava lotado e que o cliente ocupava toda sua poltrona e um terço do assento ao lado.

Um britânico que pesa mais de 200 quilos foi tirado de um voo transatlântico por ocupar todo o espaço do seu próprio assento e mais de um terço da poltrona ao lado.

Sandy Russell estava a bordo de um avião da empresa Air Transat para visitar uma tia doente no Canadá, quando uma aeromoça chamou-o para fora da aeronave e pediu que ele comprasse dois assentos no próximo voo disponível.

Um porta-voz da empresa aérea justificou a decisão afirmando que o avião estava lotado e que a largura de Russell não permitia que fosse abaixado o apoio para o braço que separava a sua poltrona da do lado.

Russell disse que se sentiu como "um terrorista" e acabou não viajando para ver a parenta, que morreu dois dias depois do incidente.

"Se é um voo longo, eu sempre pergunto se há mais assentos disponíveis", contou o britânico. "Mas no check-in me disseram que o voo estava lotado."

Ao entrar no avião, segundo ele, a aeromoça ainda tentou procurar uma poltrona extra para acomodá-lo.

"Quando ela voltou, me disse para segui-la, e eu peguei minha bagagem de mão. Ela me levou para fora da aeronave e me disse, basicamente, que eu não poderia seguir naquele voo porque era largo demais e que era injusto alguém pagar um assento ao meu lado e não ter uma poltrona inteira", afirmou.

"Me senti um criminoso, um terrorista. A emoção foi demais e eu não me contive."

O britânico diz que "nunca, nunca" teve "qualquer problema com companhias aéreas" até o incidente, e acusa a Air Transat de não prevenir os passageiros sobre a possibilidade de tamanho constrangimento.

"Eles precisam deixar claro para as pessoas antes do embarque, ou até mesmo na reserva, que a partir de um certo tamanho isso pode acontecer", afirmou.

Um porta-voz da Air Transat defendeu a companhia, argumentando que a empresa "não pode solicitar informações sobre as medidas dos passageiros durante a reserva".

"Vai contra os direitos humanos (dos passageiros)", afirmou o porta-voz.

"Neste caso, não era possível abaixar o apoio para o braço e separar a poltrona do sr. Russell da da senhora ao seu lado. Ele estava tomando mais de um terço da poltrona dela."

pantanal news