PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Brasil e Colômbia ampliam capacidade de voos


O Brasil ampliou a capacidade de voos e os direitos de tráfego com a Colômbia. Tal fato é resultado da renegociação do Acordo de Serviços Aéreos com este país.

A possibilidade de voos cresceu de 7 para 28 semanais, de passageiros, e carga (chamados de mistos) e de 6 para 12 voos semanais, exclusivamente cargueiros. A expansão será gradual: até julho de 2012 para voos mistos e janeiro de 2011 para cargueiros. Também foi acordada uma maior abertura do quadro de rotas do acordo, conferindo maior flexibilidade às empresas aéreas brasileiras e colombianas que, a partir de agora, poderão realizar escalas em outros países.

Outro ponto de destaque foi a alteração da cláusula tarifária, que passou do regime de dupla aprovação para o regime de país de origem, permitindo maior flexibilidade de preços aos usuários.

Fonte: Mercado e Eventos

Azul apresenta na próxima semana seu programa de milhagem




A Azul Linhas Aéreas Brasileiras promove no próximo dia 24 o lançamento oficial do programa de vantagens Tudo Azul. Segundo Gianfranco Beting, diretor de marketing da companhia, o novo programa de fidelidade será diferenciado do que vem sendo praticado no mercado.

A cada passagem comprada, não importa o trecho escolhido ou seu preço, o participante do programa recebe 5% do valor pago. Se a passagem comprada for ao valor de R$ 200,00, o passageiro contabiliza um crédito de R$ 10,00. A cada R$ 50,00 acumulados em sua conta, será possível ao membro optar por usar este valor como um desconto na compra da próxima viagem com a Azul.

Outra opção é a de efetuar a compra total com créditos acumulados nas viagens feitas com a Azul. Quando uma passagem for comprada (parcial ou totalmente) com os créditos Tudo Azul, também serão acumulados os 5% de créditos na conta do participante.

Fonte: Mercado e Eventos

Vasp – Ninguém compra aviões da Vasp em leilão


As 27 aeronaves colocadas em leilão para saldar parte da dívida da Vasp, companhia que faliu oficialmente em setembro do ano passado, mas que havia parado de voar em 2005, não encontraram compradores.

As aeronaves são alvo de sucateiros, interessados nas peças e no metal, já que elas não têm condição de voar.

Outros bens, como automóveis e um imóvel no Paraná, renderam cerca de R$ 400 mil, mas ainda há outros imóveis que serão colocados à venda futuramente.

Fonte: Panrotas

Tam estuda voo direto entre São Paulo e Córdoba


O presidente da Agência de Turismo de Córdoba, Gustavo Santos, afirmou que já está em fase final de negociação com a Tam para um voo diário e direto entre São Paulo e Córdoba, na Argentina. A expectativa, segundo Santos, é que a operação comece a partir de julho. Atualmente, Córdoba conta com um voo da Gol, que parte de Porto Alegre.

De acordo com Santos, umas das vantagens do destino é a sua posição estratégica, bem no centro do país. “Para a distribuição de passageiros brasileiros, a província de Córdoba é o destino mais natural. Além disso, a região é uma alternativa aos passageiros que já que conhecem Buenos Aires”, disse.

Fonte: Panrotas

Cai mais um MiG-21 da Força Aérea da Índia. Pilotos ejetam em segurança


Cai mais um MiG-21 da Força Aérea da Índia.
Pilotos ejetam em segurança



Um MiG-21 Biplace de treinamento da Força Aérea Indiana que pertence à base de Assam de Guwahati no noroeste da Índia caiu após registrar pane elétrica no motor e se precipitou em terra proximo a uma vila do Distrito de Dibrugarh, aproximadamente 520 quilômetros leste da cidade principal de Assam de Guwahati. Segundo informações do Serviço Aéreo de Resgate (SAR) apesar de ilesos os pilotos encontram-se em observação em um hospital.

O MiG-21 executava uma missão rotineira de treinamento quando acusou o problema que motivou o sinistro. Em 27 de maio outro caça indiano MiG-21 sofreu pane semelhante na região de Jodhpur no Rajastão ocidental, naquela ocasião o piloto também conseguiu ejetar em segurança. O ministério da Defesa da Índia deverá abrir uma investigação para apurar as causas do o acidente.
China

Boeing 777 com 247 a bordo pousa depois da morte do piloto em pleno voo


Voo 61 da Continental Airlines vinha de Bruxelas, na Bélgica. Pouso, em segurança, ocorreu no aeroporto de Newark, nos EUA.

Um Boeing 777 da Continental Airlines pousou em segurança nesta quinta-feira (18) depois que o piloto morreu em pleno voo, segundo fontes do Aeroporto de Newark, no estado norte-americano de Nova Jersey.

O pouso foi feito pelo co-piloto e por outro piloto que estava a bordo e ocorreu pouco antes das 12h locais (13h de Brasília).

O voo 61 partiu de Bruxelas, na Bélgica, às 9h54 locais (4h54 de Brasília) rumo ao aeroporto de Newark, em Nova Jersey, com 247 pessoas a bordo, segundo a empresa, e o piloto, de 61 anos, morreu no meio do caminho, aparentemente de causas naturais.

O copiloto e o outro piloto assumiram o controle do avião depois da morte, segundo uma porta-voz da FAA (Administração Federal de Aviação).

Eles receberam toda a assistência do aeroporto para realizar o pouso. Para facilitar o trabalho, os controladores de voo "limparam" o espaço aéreo local, desviando outras aeronaves que deveriam pousar em Newark naquela hora.

Segundo um porta-voz da FAA, não está claro ainda se a tripulação avisou aos passageiros durante o voo sobre o ocorrido.

De acordo com a empresa, o piloto, cuja identidade ainda não foi revelada, era funcionário da companhia havia 21 anos e ficava baseado em Newark.

Outros casos

A morte de um comandante em pleno voo é um incidente raro na história da aeronáutica.

Em janeiro de 2007, o copiloto de outro avião da Continental, com 210 a bordo, que voava entre os EUA e o México, aterrissou o aparelho depois que o piloto passou mal. O piloto acabou morrendo depois do pouso.

Em 8 de maio de 2000, um avião da companhaia taiuanesa China Airlines teve de voltar ao aeroporto depois que o piloto sofreu um ataque cardíaco. O copiloto conseguiu pousar, e o piloto morreu pouco depois.

Em 12 de março de 1997, um Airbus A320 da Gulf Air saiu da pista durante a decolagem por conta de uma crise cardíaca sofrida pelo piloto.

Fonte: G1

Trip planeja fazer oferta de ações até 2011


A Trip Linhas Aéreas planeja fazer uma oferta pública de ações em 2010 ou 2011, informa o presidente da empresa, José Mário Caprioli. Em fevereiro, a companhia de voos regionais deu início aos trâmites para obter o registro como companhia de capital aberto na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), mas interrompeu esse processo por causa da programação de novas aeronaves na frota e implementação de sistemas de gerenciamento. A Trip tinha até o final de março para concluir o registro, mas desistiu no início daquele mês.

O portal de internet da CVM indica que o registro da Trip como companhia de capital aberto foi "indeferido". O diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, Fernando Calaes, diz que vai retomar o processo para obter o documento da CVM no segundo semestre.

"Até o final do ano, seremos uma empresa de capital aberto, mas sem ações negociadas em bolsa", afirma o presidente da Trip. Caprioli diz que a empresa já deu alguns passos no sentido de manter práticas de governança corporativa mesmo sem ter capital aberto. Como exemplo, citou a publicação do balanço financeiro de 2008. Segundo ele, a partir de agora, a publicação de resultados será trimestral.

O desempenho financeiro da Trip, em 2008, mostrou um prejuízo de R$ 7 milhões. Calaes afirma que se fosse levado em conta o impacto da variação cambial, de R$ 24 milhões, o resultado do ano passado teria sido um lucro de R$ 17 milhões. O faturamento da companhia ficou em R$ 310,2 milhões.

A Trip vai investir este ano R$ 370 milhões em novas aeronaves. Deste total, cerca de R$ 200 milhões serão financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a compra de quatro jatos da Embraer. A empresa já recebeu dois Embraer 175. O terceiro chega no dia 24 e o quarto, um modelo usado, em julho. Havia um quinto avião programado para novembro, mas que foi adiado para abril do ano que vem. Outros R$ 170 milhões serão gastos para a compra de quatro modelos turboélice ATR 72-500.

Os jatos da Embraer serão usados para expandir a operação da Trip no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Na semana que vem, a empresa inicia 15 novos voos entre o Rio e cidades do interior paulista e mineiro com o avião para 86 passageiros. São localidades como São José do Rio Preto, São José dos Campos, Juiz de Fora e São João del Rey. A companhia também vai ligar o Rio a Curitiba e Belo Horizonte, de onde tem conexões para cidades do interior do Paraná e Minas Gerais.

Ao todo, a Trip passará a ter 23 voos diários a partir do Santos Dumont. Em maio, a empresa respondeu por 1,32% dos voos domésticos. Caprioli estima que a Trip deverá encerrar este ano com 2,4% de participação de mercado.

Fonte AE

ANAC divulga atrasos do mês de maio; TAM é a mais pontual


O número de voos regulares que decolaram com atrasos superiores a 30 minutos manteve-se em maio no mais baixo patamar desde que a Infraero começou a montar sua base histórica, a partir de maio de 2007. O índice de atrasos em maio foi de 7,5%. Em fevereiro de 2009, pela primeira vez, o índice ficou abaixo de 10% e desde março vem se mantendo na faixa de 7% - ou seja, apenas sete em cada 100 voos decolam com atraso.

Gol bateu seu recorde histórico de transporte de passageiros


A Gol bateu seu recorde histórico de transporte de passageiros na segunda-feira (15/05). A companhia transportou 101.501 passageiros em um único dia. A taxa média de ocupação dos voos no dia 15 foi de 89%.
Fonte: Contato Radar

A nova malha da Trip a partir do Santos Dumont


A Trip Linhas Aéreas anuncia, daqui a pouco, durante evento no Porcão Rios, no Rio de Janeiro, uma grande expansão da malha a partir do aeroporto Santos Dumont.

As novas rotas ligarão, a partir do dia 29, o Santos Dumont às seguintes cidades: Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu (PR), Belo Horizonte (Confins), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Corumbá e Campo Grande (MS), Manaus (AM), Vitória (ES), Porto Seguro (BA), São José do Rio Preto (SP) e Ji-Paraná (RO). Os voos serão operados com os Embraer 175, recém adquiridos.

Com os novos aviões ART, a Trip, também a partir do Santos Dumont, vai voar para Ribeirão Preto e São José dos Campos (SP), Juiz de Fora, São João del Rey e Uberlândia (MG), Macaé e Campos (RJ).

”A partir do lançamento dessas rotas, a Trip passa a ter o maior número de pousos e decolagens no Santos Dumont, excluindo a ponte aérea”, comemora o presidente da aérea, José Mário Caprioli (foto). “O Rio está se tornando um grande polo da aviação regional”, completa Caprioli. Os números, horários e preços desses voos já estão no sistema.
Fonte: Panrotas

Air Nostrum compra 15 Bombardier


A Air Nostrum quer aproveitar a actual conjuntura para ir às compras. A transportadora regional da Iberia selou um acordo com a fabricante canadiana Bombardier para a aquisição de 15 aeronaves CRJ-1000, de 100 passageiros, a ser entregues em 2014. Estes aparelhos juntam-se aos 20 equipamentos pedidos em 2007 e 2004. O valor de catálogo das 35 aeronaves ascende a 1,248 mil milhões de euros. A companhia, que anunciou o negócio no Salão Aeronáutico de Paris, assegura que com esta medida cumpre dois dos objectivos do plano da viabilidade: uma frota com menos aviões e maior capacidade de oferta. Serão substituídas 11 aeronaves de 50 lugares. A Air Nostrum apresentou na passada quinta-feira um "Expediente de Regulación de Empleo" (ERE), o equivalente a um despedimento colectivo, para dispensar 507 trabalhadores, um quarto do seu quadro de pessoal.

In: Transportes & Negócios

Presidente da BRA diz que cia. está de volta "às origens"


a Anac autorizou a BRA dar continuidade aos voos não-regulares (charter e fretamento). A companhia vinha operando voos exclusivamente fretados desde abril, pois obtivera da Anac a liberação do Certificado de Homologação de Empresas Aéreas (CHETA) em fevereiro deste ano e aguardava a autorização da diretoria da Anac para operação também de voos charter.

Para o presidente da BRA, Danilo Amaral, o retorno da BRA exclusivamente aos voos não-regulares, recoloca a BRA no seu nicho original de negócios. “Nossa empresa se consagrou no passado como a maior companhia de fretamento da América do Sul e estamos certos que sua expertise e capacitação, amplamente reconhecidas em voos não-regulares, podem contribuir positivamente para o desenvolvimento do mercado de aviação do Brasil e América do Sul”, afirma o presidente da BRA.

PANROTAS

Gol troca Ernst & Young por Deloitte


A GOl informa que foi deliberado em Reunião de Conselho de Administração, que a partir do mês de junho de 2009 a Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes substituirá a Ernst & Young Auditores Independentes na qualidade de auditora independente da companhia.

A Gol afirma entender que a rotação das auditorias independentes é "um fator positivo para o fortalecimento contínuo do processo de elaboração de suas demonstrações financeiras e controles internos, motivo pelo qual a alteração foi efetuada, no melhor interesse de seus acionistas e da companhia".

A Gol registra ainda que não há desacordo com a Ernst & Young acerca das práticas e princípios contábeis, divulgação, escopo de auditoria e demonstrações financeiras da companhia.
Fonte: Panrotas

Comissão Europeia adia decisão sobre compra da Austrian pela Lufthansa



A Comissão Europeia remeteu hoje para final de Julho uma decisão sobre a compra pela companhia aérea alemã Lufthansa de 42 por cento da Austrian Airlines, que poderá ter violado as normas sobre as ajudas estatais na União Europeia.

A Comissão Europeia está a investigar a decisão de Dezembro do governo austríaco de vender a Austrian à Lufthansa e de aliviar a dívida da Austrian Airlines, concedendo um subsídio de 500 milhões de euros para um aumento de capital. Em Fevereiro, a Comissão considerou que o preço podia ser demasiado baixo e o subsídio demasiado alto.

"Estou optimista. Espero chegar a uma solução antes da pausa de Verão", disse hoje o Comissário dos Transportes, Antonio Tajani, aos jornalistas, em Bruxelas. As discussões com o governo austríaco foram "muito frutíferas", acrescentou.

Os comissários europeus encontram-se a 22 de Julho pela última vez antes das férias de Verão.

A investigação surgiu quando a alemã Lufthansa, a segunda maior companhia aérea europeia após a Air France-KLM, liderava os movimentos de consolidação na indústria aérea europeia, depois de adquirir posições na Brussels Airlines e na britânica BMI.

O inquérito sobre a ajuda estatal na compra da Austrian Airlines pela Lufthansa corre paralelamente a outro da Comissão Europeia sobre os efeitos da compra da participação da Austrian sobre livre concorrência no sector.

No início do mês, a Lufthansa dispôs-se a fazer certas concessões, não explicitadas, para responder as preocupações das autoridades da concorrência europeia, cuja investigação deverá ser concluída a 1 de Julho.

Quer a Lufthansa quer a Austrian são membros do grupo de transportadoras aéreas Star Alliance, que inclui a companhia portuguesa TAP.
Fonte: Economia Público

MasterCard e TAM Viagens relançam a promoção “Paga 1, Viajam 2″



O sucesso do “Paga 1, Viajam 2″ nos últimos dois anos fez a MasterCard e a TAM Viagens relançarem a promoção em 2009. A cada 15 compras de qualquer valor com os cartões MasterCard e MasterCard Maestro, o consumidor final que tiver se cadastrado uma única vez no site www.naotempreco.com.br recebe 15 pontos que lhe dão direito a um voucher. Com isso, o cliente pode levar um acompanhante para viajar sem pagar quando adquirir um roteiro turístico nacional da TAM Viagens.

A promoção MasterCard e TAM Viagens faz parte do “Programa Surpreenda. Fazer alguém feliz: não tem preço” plataforma promocional da MasterCard que gera benefícios para quem paga suas compras com os cartões da bandeira e inclui outros parceiros.

Para participar, basta cadastrar seu cartão de débito ou de crédito uma vez no site www.naotempreco.com.br. Após o cadastro, cada transação de qualquer valor vale um ponto, que o consumidor pode trocar com diversos parcerios da MasterCard, além da TAM Viagens, como Giraffa´s, Mizuno, Timberland e Tramontina, entre outros a serem anunciados em breve. É possível cadastrar quantos cartões quiser, mas os pontos de um cartão não podem ser somados aos de outro(s).

Os pontos acumulados que não forem trocados por vouchers transformam-se em cupons que concorrem a sorteios mensais de dois cartões pré-pagos de R$ 50 mil cada – um para o próprio consumidor e outro para alguém que ele indicar. A promoção com a TAM Viagens vale para roteiros comprados até 12 de dezembro de 2009 e viagens realizadas nos períodos de 4 de maio a 30 de junho e de 1º de agosto a 15 de dezembro, com exceção dos feriados nacionais.

Fonte:TG on line

British Airways oferece a pilotos ações em troca de corte salarial



O sindicato britânico de pilotos fechou um acordo com a companhia aérea British Airways sobre um pacote de medidas de economia, que inclui cortes salariais e demissões, em troca da entrega de ações.

O acordo alcançado com a Balpa (Associação de Pilotos Britânicos, na sigla em inglês), que ainda precisa ser ratificado por seus integrantes, determina que o salário anual dos pilotos deve sofrer um corte médio de 2,61% (de cerca de US$ 3.276).

Além disso, 78 dos 3.200 pilotos da empresa serão demitidos. Os horários e condições de trabalho também seriam modificadas para aumentar a rentabilidade.

No mês passado, a British Airways apresentou um prejuízo de US$ 611,9 milhões no ano fiscal encerrado no dia 31 de março. Com as medidas, companhia aérea espera economizar 26 milhões de libras anuais a partir de outubro.

Em troca dos sacrifícios, o sindicato negociou a criação de um plano no qual os pilotos receberão em 2011 ações da empresa em um valor total de 13 milhões de libras, desde que o plano de economia seja cumprido.

Além das negociações com os pilotos, a British Airways intensificou os planos de demissões voluntárias nos últimos meses e pediu aos funcionários que contribuam para a redução de custos. Na terça-feira (16), a empresa pediu a seus funcionários, em um comunicado interno da empresa, que trabalhem por até um mês sem receberem salário.

Segundo o executivo-chefe da British Airways, Willie Walsh, o prazo para os funcionários que quiserem ser voluntários para trabalhar sem salário termina no próximo dia 24. A dedução do salário referente ao mês será feita de forma parcelada nos próximos três a seis meses.

Walsh e o diretor-financeiro da empresa, Keith Williams, já disseram que trabalhariam sem salário em julho --Walsh recebe atualmente 735 mil libras (US$ 1,208 milhão) por ano, e Williams recebe 440 mil libras (US$ 723 mil) por ano.

O Unite, principal sindicato britânico, informou através de um porta-voz que Walsh e Williams podem trabalhar um mês de graça, mas seus membros não podem.

Folha On Line

Comissão deve entregar na próxima semana a Temer parecer sobre cota de passagens


A comissão de sindicância da Câmara aberta para investigar o abuso na emissão de bilhetes da cota de passagens áreas dos parlamentares deve entregar na próxima semana ao presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), um parecer com o resultado das investigações. O material está sendo finalizado, mas é mantido em sigilo. O comando da Casa quer evitar o vazamento das informações para não colocar os deputados diante de novos constrangimentos.

A comissão pode ainda pedir a prorrogação dos trabalhos. Os técnicos analisam se há ou não uma espécie de máfia das passagens. A suspeita é que funcionários de gabinetes vendiam bilhetes da cota dos parlamentares para agências de turismo. Essas empresas, por sua vez, revendiam as passagens para clientes e repassavam parte dos recursos para funcionários.

As companhias aéreas fornecem aos gabinetes senhas para que possam administrar a cota de passagens via internet. Com posse dos códigos, as agências podiam vender os bilhetes a terceiros.

De acordo com a reportagem da Folha publicada em abril, o deputado Nazareno Fonteles (PT-PI) confirmou a existência do esquema. Segundo ele, uma servidora de seu gabinete admitiu que vendeu inúmeras passagens. Fonteles nega ter participação no caso e disse que exonerou Rosimere Gomes da Silva.

Os gabinetes dos deputados Aníbal Gomes (PMDB-CE), Dilceu Sperafico (PP-PR) e Vadão Gomes (PP-SP) também estão sendo investigados porque emitiram passagens para Paris, segundo os parlamentares, em nome de pessoas que jamais viram e que afirmam ter comprado os bilhetes numa agência de viagens de Brasília.

Farra

A comissão foi criada depois que surgiram as inúmeras denúncias de que parlamentares usaram a cota indevidamente. Entre as denúncias está a utilização da cota por mais de 100 parlamentares que financiaram viagens de familiares ao exterior. Outros deputados financiaram viagens de terceiros sem qualquer vínculo com atividades parlamentares.

O deputado Fábio Faria (PMN-RN), por exemplo, usou sua cota para pagar viagens a artistas para participarem de um Carnaval fora de época, à ex-sogra e à ex-namorada Adriane Galisteu, apresentadora de TV. O deputado Eugênio Rabelo (PP-CE), por sua vez, usou sua cota para bancar passagens de um time de futebol.

Os deputados, no entanto, não sofreram qualquer punição. O entendimento é de que não havia uma regra específica na época regulando a utilização da cota.

Após as denúncias, o comando da Câmara anunciou mudanças no sistema. Pelas novas regras, os bilhetes só poderão ser emitidos em nome dos deputados ou de um assessor credenciado, que precisará de autorização da Terceira Secretaria para viajar.

Se a cota não for utilizada em sua totalidade, o crédito retorna imediatamente para a Câmara. Ficou definido ainda que os parlamentares terão que colocar na internet em 90 dias a movimentação da cota de passagens, informando, por exemplo, o trecho utilizado.

Também foi anunciado uma redução de 20% no valor das cotas de transporte aéreo, que, dependendo do Estado do parlamentar, varia de R$ 3.700 a R$ 14.900. A economia prometida é de R$ 17,9 milhões.

Fonte: Alagoas em tempo real

Airbus A310 da SATA com problemas




Um avião Airbus da SATA com destino a Paris foi forçado a regressar segunda-feira ao aeroporto de Lisboa devido a um problema técnico não identificado.
De acordo com a Lusa, fonte oficial da companhia SATA explicou que a tripulação percebeu problema técnico no Airbus A-310 que fazia a ligação em voo charter Lisboa - Paris, o que motivou o seu regresso ao aeroporto da Portela para ser inspeccionado por uma equipa de manutenção.
A mesma fonte acrescentou que no regresso um dos passageiros sentiu-se "indisposto", o que motivou a intervenção de uma equipe de paramédicos que subiu a bordo quando o Airbus aterrizou em Portela. O mesmo passageiro, acrescentou, foi retirado do aparelho para receber assistência.
Os restantes dos passageiros, indicou a mesma fonte oficial da SATA, mantiveram-se no interior do aparelho para retomar o voo após a intervenção da equipa de manutenção.
Também uma fonte oficial da ANA - Aeroportos de Portugal confirmou o regresso à Portela do Airbus por "problemas técnicos" ainda a ser apurado.
Fonte: Irmãos das asas

China Eastern acorda compra de 20 Airbus A 320

A China Eastern Airlines

assinou um acordo com a europeia Airbus para a compra de 20 aviões A 320, num movimento de antecipação à maior procura de voos de pequeno e médio curso.

O comunicado refere que o negócio tem um preço de tabela de 1.450 milhões de dólares e as aeronaves deverão ser entregues entre 2011 e 2013, noticia a Lusa.

A China Eastern Airlines, com sede em Xangai, explicou ainda que o preço a pagar será mais baixo do que o preço de tabela e que está garantido o crédito para a compra dos aviões, mas não explicou os elementos finais do negócio.

Congresso Agrícola





Durante os dias de ontem, hoje(18) e amanhã(19) de Junho de 2009, o Hotel Fazenda Mato Grosso , localizado na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso, esta sediando do maior e melhor evento de Aviação Agrícola da América Latina – o Sindag - Congresso Nacional de Aviação Agrícola 2009, cujo sucesso vem sendo consagrado a cada nova edição realizada.

Promovido pelo SINDAG – Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola – o evento tem, como foco principal, a maior valorização do setor aeroagrícola, proporcionando oportunidades de crescimento a todos os profissionais e empresas envolvidos, através de qualificação, gestão empresarial e pela presença de empresas do ramo divulgando seus produtos e serviço.

Image
A aeronave Ipanema

Fonte:Aeroclube Virtual


Fusão Delta-Northwest traz melhorias aos serviços de voos internacionais


Como parte do investimento de US$ 500 milhões, realizado para integrar a Delta Air Lines e a Northwest Airlines, neste mês de junho, a Delta está padronizando seus serviços internacionais disponíveis em todas as aeronaves que percorrem longas distancias, incluindo uma cabine BusinessElite (chamada anteriormente de “World Business Class” nas aeronaves da Northwest).

Para turistas viajando na classe econômica, isso significa que cerveja e vinho complementares estarão disponíveis em voos operados pela Delta e pela Northwest. A bebida destiladas, incluindo os coquetéis especiais da Delta, preparados por Rande Gerber, também estão disponíveis, por US$ 7 cada. Além disso, nos voos com mais de 3.800 milhas, clientes que voarem pela classe econômica têm direito a um café da manhã quente aprimorado.

Clientes BusinessElite tanto nos voos da Delta, quanto nos da Northwest, podem aproveitar as opções criadas pela renomada chef Michelle Bernstein, em cujo menu do mês de junho destacam-se o Frango Assado a l´Orange com Ricota e Fetuccine com Manjericão. Os vinhos foram especialmente escolhidos para a Delta pelo sommelier Andrea Robinson. Entre outras cortesias já usufruídas pelos clientes da classe BusinessElite estão um travesseiro grande e um edredom.

Melhorias adicionais estão planejadas para a cabine BusinessElite nos próximos meses, incluindo um novo kit de cortesia com produtos da marca grega de cosméticos Korres Natural Products. Fundada em 1996, através da mais antiga farmácia de homeopatia da Grécia, a Korres oferece atualmente formulas naturais avançadas que trazem os melhores resultados a seus clientes.

Serão oferecidos, exclusivamente nos kits dos voos da Delta os seguintes produtos da Korres: creme hidratante de Iogurte para o rosto e manteiga de cacau Shea para os lábios. A loção para as mãos de Manjericão e Limão e o sabonete para as mãos da Korres estarão disponíveis em todos os voos da Delta, e da Northwest, ao final deste ano.

Fonte: TG on Line

Porto Seguro conquista DOIS novos voos.







A malha aérea de Porto Seguro ganhará dois novos voos regulares a partir do final deste mês, garantindo um aumento diário de aproximadamente 30% da capacidade aérea local.


O primeiro voo, da empresa Trip, iniciará suas operações no dia 29 de junho, e fará a rota Rio de Janeiro – Porto Seguro – Rio de Janeiro, com previsão de chegada na cidade às 13h e saída às 16h. O segundo voo, operado pela Gol, começará dia 1º de julho, fazendo a rota Brasília – Confins (Minas Gerais) – Porto Seguro. O anúncio foi feito durante reunião do secretário de Turismo de Porto Seguro, Paulo César Magalhães, com a Gol e dez operadores de turismo mineiros.

De acordo com Paulo César, as negociações com a Gol foram iniciadas há um mês, após uma visita aos operadores de turismo mineiros. “Durante as reuniões, a principal dificuldade operacional apontada por eles foi a deficiência na malha aérea. Imediatamente iniciamos as articulações com as empresas aéreas para conseguir novos voos”, disse o secretário.

Após o anúncio da nova conquista com a Gol, Paulo César seguiu para São Paulo, onde se reuniu com o gerente de Plano de Voos da empresa Tam, Marcos Castanheiro. “Durante o encontro, conversamos sobre as possibilidades de melhoria, inclusive referente ao voo da Tap (parceira da Tam) que vem de Portugal para Salvador em um horário que não permite ao passageiro pegar uma conexão no mesmo dia para Porto Seguro, dificultando o acesso e fazendo o turista mudar seu plano de viagem, excluindo nossa cidade do roteiro”, afirmou.

A Tam ficou de avaliar a situação e estudar propostas que possam ser viáveis tanto para a empresa quanto para o destino.

Fonte: Contato Radar

easyJet cresce 24% em Lisboa


A infraestrutura aeroportuária de Lisboa teve um decréscimo de -6.2% no transporte de passageiros em Maio. No total, foram transportados 1.122.584 clientes e realizados 11.422 movimentos, menos -7.3% que no mesmo mês de 2008.

Segundo dados da ANA os movimentos de companhias “low cost” decresceram -1.9% no entanto, o número de passageiros deste segmento cresceu 1.4%.

Entre as cinco companhias que mais passageiros transportaram para Lisboa, apenas a easyJet e a Lufthansa registam crescimento: TAP Portugal 589.857 (-11.5%); easyJet 116.864 (23,9%); SATA Internacional 51.766 (-1.5%); Lufthansa 48.737 (7.4%); Iberia 43.822 (-1,9%).

Fonte: Lowcost Portugal

Gol é condenada por maltratar animais durante voo




RIO - A Primeira Turma Recursal do Rio de Janeiro manteve a sentença que condenava a companhia aérea Gol a pagar R$ 8 mil de indenização, a título de dano moral, a uma passageira por maus tratos aos seus animais. A sentença em primeira instância é da juíza Isabela Lobão dos Santos, titular do 20º Juizado Especial Cível, da Ilha do Governador.

Cintia Leisgold viajou de São Paulo ao Rio de Janeiro com um gato e um cachorro. No momento do embarque, porém, ela foi avisada de que o voo partiria de outro aeroporto e que os animais seriam transportados para o novo local junto com as bagagens. Na chegada ao Rio, percebeu que os animais estavam estressados, desidratados e com o batimento cardíaco acelerado.
Fonte: Contato Radar

Empresa aérea Cruiser irá deixar Mato Grosso


Operando em Mato Grosso há seis anos, com voos diários pata quatro cidades, a empresa CruiserLinhas Aéreas até o final de 2009 deixará de atender o Estado. A decisão de deixar o Estado foi motivada pela elevada carga tributária sobre o combustível das aeronaves, ou seja, a Querosene de Aviação (QAV).

A mudança para uma outra unidade da federação está praticamente tomada, contudo só virá a ser repensada caso o governo de Mato Grosso venha a reduzir o imposto do combustível para as aeronaves.

Em conversa com técnicos da Agência Nacional de Aviação (Anac), o diretor geral da Cruiser, Paulo Almada, discutiu sobre a transferância da sede e não descartou a possibilidade de transferir a empresa para Minas Gerais, Estado onde a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o QVA é apenas 2%, enquanto que em Mato Grosso é de 25%.

O alto custo do ICMS do QVA faz com que as passagens em Mato Grosso da empresa tenham elevação tamvém, por exemplo, uma passagem de Cuiabá para Aripuanã não sai por menos de R$ 570.

Hoje o custo do combustível para aviação de Mato Grosso encontra-se em segundo lugar entre os mais caros, perdendo apenas para Roraima.

Devido ao alto custo a Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz/MT) concedeu às companhias aéreas, que voam dentro de Mato Grosso, redução de 50% na alíquota sobre o QVA, baixando o valor do imposto para 12,5%. Este novo percentual está em vigor desde maio e para que as empresas tenham este benefício deve-se cadastrar junto a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Turismo de Mato Grosso (Sedtur/MT).
Fonte: Direto da Pista

Há muito considerada peso morto na TAP, a participação na Air Macau é para vender, afirma Fernando Pinto.











A notícia foi divulgada pelo HojeMacau, tendo o administrador da TAP declarado a intenção de venda da participação durante a 65ª Assembleia Geral da IATA, em Kuala Lumpur. O desinteresse da TAP pela participação na Air Macau (15 %) não é novo, e deve-se tanto à ausência de aspectos comuns entre as duas companhias, o que não potencia sinergias, bem como aos prejuízos que a Air Macau tem vindo a registar nos últimos anos. Nas palavras do administrador da TAP, citado pelo HojeMacau, a participação da TAP na Air Macau "não faz sentido", e avança com Stanley Ho, cuja sociedade STDM já detém 14 % da companhia, como alguém que poderá desempenhar um papel importante no processo da venda dos 15 % da TAP.

Refira-se que a Air Macau decidiu no passado dia 15 de Abril uma reestruturação do capital da companhia, em três fases, para eliminar prejuízos mantendo o capital social de cerca de 400 milhões de patacas, cerca de 35,2 milhões de euros. A operação será realizada em três fases: redução de capital social para um milhão de patacas e absorção de passivo com a injecção de 108 milhões de patacas pelos accionistas. Segue-se aumento para 200 milhões, com os accionistas actuais a poderem adquirir tantas acções como as que já detém, e depois 400 milhões de patacas, aumento este subscrito pelo Governo de Macau, que tem 5 % da companhia, detida a 51 % pela Air China. A Air Macau opera uma frota de quinze aeronaves, composta por Airbus A319, A320, e A321, mais dois A300 de carga. Os seus voos consistem em destinos para lá do estreito de Taiwan, como Osaka, Manila, Banguecoque, e uma série de destinos na China continental.

Passaredo solicita voos de Bauru para Marília

Passaredo solicita voos de Bauru para Marília

passaredo

A Passaredo Transportes Aéreos solicitou à ANAC autorização para operar quatro vôos no Aeroporto Moussa Tobias, em Bauru, sendo dois na rota Bauru-Marília e dois na rota Bauru-São Paulo (Guarulhos).

A Agência Nacional de Aviação Civil iniccialmeente autorizou voos com aeeronave Embraer 120 e a partir de 3 de agosto com os jatos Embraer ERJ 145. Com a auttorização a Passaredo faará frente à Pantanal que possui voos de Bauru para São Paulo, porém Congonhas, e não Guarulhos, como o autorizado à Passaredo.

Fonte: Daniduarte

Força Aérea da Índia selecionou o Boeing C-17 como seu novo avião de transporte




Segundo o jornal Thaindian News a Força Aérea da Indiana pretende encomendar inicialmente 10 aeronaves do modelo Boeing C-17 Globe Master III

O C-17 teria sido selecionado entre outros concorrentes, pelo fato de possuir capacidade STOL (pouso e decolagem em pistas curtas) e capacidade de pouso em pistas não pavimentadas, características necessárias para a movimentação de contingentes hindus em regiões como a Caxemira (área de litígio entre Índia e Paquistão) onde a carência de aeródromos pavimentados dificulta as operações de suporte logístico e deslocamento de efetivos e material.
Com esta aquisição, a Força Aérea Indiana amplia a sua capacidade de transporte estratégico de maneira superlativa.
Atualmente a Índia conta com uma frota mista de cerca de 100 AN-32 e 20 Il-76 e, recentemente, a IAF anunciou a aquisição de seis C-130J e seis A330 MRTT (reabastecedores).
Esta encomenda vem em boa hora para a Boeing, uma vez que necessita manter a sua linha de produção ativa e a diminuição da cadência de entrega a USAF, seu principal cliente, vinha sendo um indicador de que a linha de produção do C-17 estaria perto de ser encerrada. Com esta encomenda, o C-17 ganha mais um tempo de vida.
Afora isto, a gigante americana sai ainda mais vitoriosa desta disputa, uma vez que quebra a hegemonia russa no fornecimento de aeronaves para a Força Aérea Indiana, que mostra-se cada vez mais poderosa e estratégica.
Observa-se com isto, que a Índia parece agora estar passando por um processo de “ocidentalização”, substituindo seus sistemas de armas majoritariamente de procedência russa, por modelos ocidentais.

Fonte: ThaindianNews

Helicóptero com governador de Alagoas faz pouso forçado em Pernambuco

O governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), passou por grande susto na manhã desta quarta-feira, quando o helicóptero que conduzia - juntamente com o secretário de Estado da Saúde, Herbert Motta - teve de fazer um pouso forçado. Ninguém se feriu. O problema ocorreu devido à pouca visibilidade causada por uma forte chuva. Eles pousaram em uma fazenda no município de Bom Conselho, distante 280 quilômetros de Recife.

O governador e o secretário estavam se dirigindo ao município de Santana do Ipanema, distante 233 quilômetros de Maceió, onde iriam participar de solenidade sobre o programa estadual de combate à mortalidade infantil. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde informou que o evento foi mantido.

Quando em terra firme, governador e secretário foram levados, em um automóvel, até Santana do Ipanema, onde chegaram por volta de 13h.

- As informações que recebemos dão conta de que a chuva prejudicou a segurança do voo, por isso o pouso forçado. Mas está tudo bem. O governador, inclusive, discursa neste momento - afirmou um dos assessores.

Nessa terça-feira, o secretário Herbert Motta, acompanhado do governador, esteve em Penedo, onde participou de debate semelhante, divulgando as ações do estado na região do Baixo São Francisco - o Governo do Estado pretende investir R$ 10 milhões na atenção básica e mais R$ 30 milhões na recuperação de postos de saúde.

O Globo

Lao Airlines para empossar ATR 72-500 em frota

ATR-72-500-LaoAirlines.jpg Aqui está uma foto do ATR 72-500 em Lao Airlines cores. A companhia aérea, a transportadora de bandeira nacional Laos, declarou em Paris que irá introduzir a aeronave em sua frota nas próximas semanas. Os 70 aviões irão juntar-se-sede de uma frota de dois ATR 72-200, no habitáculo, que está esperando seu segundo ATR 72-500 para ser entregue ainda este ano.

Transportadoras Chinesas


Chinês pavilhão 3 (Custom). gif Uma vez que o mercado acionário teve início em finais de Março, muitas transportadoras chinesas listadas publicamente, sofreram um aumento de 50% em suas ações, fazendo o melhor desempenho chinês das transportadoras aéreas .

Mas qual é a razão para este aumento? Parece um pouco incomum considerar outra companhia existências ainda estão sofrendo devido à queda acentuada do tráfego.

Também não há indicação de que as transportadoras chinesas - com excepção da Air China - são financeiramente fortes. De fato, China Eastern e China Southern tiveram de invocar governo bail-out.

Perda de tomada de Shanghai Airlines, entretanto, teve de se fundirem. Então porque é que os investidores compram em companhias aéreas que estão a perder dinheiro e estão sujeitos ao governo bail-outs?

Bem, tem havido uma mudança positiva para o grande público, listado chinês transportadoras. A Administração da Aviação Civil da China deixou claro que apoia os três grandes transportadoras e que não pensam muito dos pequenos transportadores de propriedade privada.

Isto significa os investidores podem estar confiantes de que, se eles compram da Air China, China Eastern e China Southern que estas transportadoras será de cerca de, no futuro, e que agora é menos provável que os novos operadores irá significativamente a sua quota de mercado independente.

PARIS 2009: Susi Air mergulha no mercado indiano

Susi Air.JPG A Indonésia é um arquipélago com mais de 15.000 maciças ilhas, muitos dos quais têm apenas pistas curtas. Portanto, não é surpresa que várias empresas estão interessados em oferecer serviços aéreos utilizando pequenos aviões.

Susi Air é uma delas. Em Paris, a empresa encomendou 30 Cessna Grand Caravan turboprops, uma Piaggio P180 Avanti II turboélice, e uma AgustaWestland AW119 Ke um motor e um helicóptero AgustaWestland Grand luz gêmeos helicóptero.

Ela foi criada por Susi Pudjiastuti e Christian von Strombeck (acima), no final de 2004, com uma missão original de transporte de peixe da Indonésia Ocidental para outros mercados na Ásia. A empresa, que já opera 10 Cessna Caravans, tem agora acrescentado Commuter serviços programados e sob demanda de serviços para VIPs e tanto passageiros como carga, bem como levantamentos vôo e piloto de formação.

A Indonésia está se tornando um importante mercado de aviação geral, na Ásia, algo que vai continuar nos próximos anos, e empresas como Air Susi estão em uma boa posição para tirar proveito.

GE e Boeing equipe para rampa do lado do compósito danos ferramenta diagnóstica


PARIS - No primeiro vôo 787 orientada para o final deste mês, a Boeing ea GE Sensing & Inspection Technologies estão olhando em frente para a entrada em serviço do primeiro avião com a maioria composta Bondtracer, uma ferramenta que permita rampa e Flightline tripulações para avaliar danos à compósitos estrutura.

GE parceria com a Boeing para construir sobre os E.U. airframer da rampa Dano Verificador de inspecção composta estrutura no caso em que é atingida por terra, equipamentos, como muitas vezes acontece durante o curso normal das operações aéreas.

O Bondtracer é projetado para utilização em 787, mas também pode ser usado para qualquer aeronave com compósitos estrutura e vai acomodar o Airbus A350 XWB no futuro.

Danos causados a fibra de carbono é muitas vezes difícil de determinar, devido à superfície frequentemente reflete nenhum dano visível. No entanto, sob a pele da aeronave sub-superfície delaminação da fibra pode ser difícil ver a olho nu e que podem comprometer a integridade estrutural aeronave se deixados unaddressed.

"Compósitos de fibras de carbono exigem diferentes processos de avaliação de impacto e de desempenho não-destrutivos inspecção", diz Thierry Laffont, Aerospace Segment Manager da GE Sensing & Inspection Technologies.

"Nossa meta é proporcionar aos Bondtracer com rampa tripulações com um simples dispositivo para determinar rapidamente quando inspecção mais aprofundada é necessária. A solução permite que as companhias aéreas para garantir a segurança ao mesmo tempo aumentar a eficiência e produtividade", acrescenta Laffont.

A Boeing recebeu E.U. Federal Aviation Administration aprovação para o 787 de manutenção do plano, em Dezembro de 2008.

GE Likens Bondracer a um comum stud-finder, com uma luz verde indicando consistentes incólumes espessura e uma luz vermelha indica uma inesperada mudança de espessura. A ferramenta foi projetada para a rampa pessoal sem formação ou não-destrutivos certificação.

O serviço 787 vai entrar com o Japão's All Nippon Airways, no primeiro trimestre de 2010.
FlightBlogger

AirAsia X encomendas até 15 A350s

airasiaairbusfernandes.jpgA350-airasia-lo-res.jpgVia Air Transport Intelligence:
PARIS 2009: AirAsia X encomendas até 15 A350s
Paris (16 09 jun 15:33 GMT)

AirAsia X encomendou 10 aviões Airbus A350-900 e colocadas em cinco opções mais.

A malaia de baixo custo de longo curso transportador divulgado o acordo, no Paris Air Show hoje.

Primeiras entregas do avião têm que ter lugar no primeiro trimestre de 2016.

AirAsia X tinha sido com um peso inferior a A350 contra o Boeing 787, mas no início deste mês indicou que tinha liquidado sobre o Airbus twin-jet.

A350s estão actualmente disponíveis apenas com o Rolls-Royce Trent XWB motor.

FlightBlogger


Justiça do Rio concede indenização a parentes de passageiro do voo 447




Família vai receber cerca de R$ 14 mil por 24 meses, mais R$ 50 mil


A Justiça do Rio concedeu nesta terça-feira a primeira indenização a parentes de uma vítima do acidente aéreo com o voo 447 da Air France. A família do passageiro Walter Nascimento Carrilho Júnior vai receber 30 salários mínimos por mês, cerca de R$ 14 mil, durante 24 meses, mais um seguro de R$ 50 mil.

A decisão do juiz Magno Alves Assunção, da 28ª Vara Cível, leva em conta a renda mensal da vítima, que seria de aproximadamente 18 salários mínimos, além de 12 salários mensais para o custeio de um tratamento psicológico. A decisão beneficia a mulher e os três filhos menores do passageiro.

— Essa decisão abrevia o tempo para que a família comece a pagar escola, fazer compras de supermercados e ter tratamento médico, que é necessário. É muito grande a dor de quem perde um ente querido morto nessas condições e não consegue sepultar de maneira digna — disse o advogado João Tancredo, autor da ação.

Segundo ele, o cálculo do valor da pensão usou como referência a renda mensal da vítima mais a sobrevida de Walter, que tinha 42 anos e trabalhava para uma empresa francesa. Já para o valor de danos morais, foi considerado a gravidade do dano causado e também a capacidade econômica de quem causou o dano.

— Indiscutivelmente, trata-se de uma das maiores empresas de aviação do mundo e a indenização tem que ser exemplar — acrescentou Tancredo.

De acordo com a decisão do juiz, a companhia pode recorrer , mas o recurso, nesse caso, não suspende o cumprimento da determinação. A Air France tem que depositar o valor da pensão até o dia 30 de junho, sob pena de ter que pagar uma multa equivalente a R$ 1 mil por dia.

No argumento para a tutela antecipada o advogado ressaltou que, sem a certidão de óbito, a família não pode receber pagamentos previdenciários, seguro e nem mesmo a rescisão da empresa que a vítima trabalhava. Ele pretende pedir revisão dos valores da pensão, já que inicialmente foi pedido o equivalente a 79 salários mínimos.

Outras três famílias também já entraram na Justiça do Rio com pedido de tutela antecipada.

A Air France pode recorrer da decisão. A reportagem não conseguiu localizar a companhia por meio de sua assessoria de imprensa para comentar a decisão da Justiça do Rio.

Fonte: G1.

Companhia aérea da Hungria assina acordo para compra de 50 Airbus A320


A companhia aérea húngara de baixo custo Wizz Air anunciou nesta quinta-feira a assinatura de um protocolo de acordo para a compra de 50 aviões A320 da Airbus.

O valor da compra não foi divulgado, mas segundo os preços dos catálogos chegaria a US$ 3,8 bilhões.

Na segunda-feira, a Qatar Airways anunciou um pedido para adquirir 24 aeronaves A320 da Airbus, no primeiro grande negócio fechado na edição deste ano da Paris Air Show, uma das maiores feiras aeronáuticas do mundo.

O preço de tabela das aquisições da Qatar Airways é de aproximadamente US$ 1,84 bilhão, mas normalmente as fabricantes dão descontos em grandes compras --especialmente agora, em meio à crise econômica global.

Na terça-feira (16), a Airbus declarou que sua prioridade diante da atual crise é manter o programa de entregas em um nível parecido com o do recorde conseguido no ano passado.

O presidente de Airbus, Tom Enders, lembrou que têm aproximadamente 3.500 aviões para entregar, por causa da crise. Apesar de a situação econômica mundial ter afetado a empresa, o maior efeito foi somente a obrigação de ajustar moderadamente sua produção.

No domingo (14), no entanto, o diário americano "The New York Times" ("NYT") informou que executivos da Airbus preveem que a produção da empresa pode cair até 25% nos próximos dois anos, devido ao ajuste da empresa às condições mais difíceis do mercado.

Folha On Line

Reclamação francesa

Em Paris, diretor de órgão que coordena investigações sobre o acidente se queixa de que legista foi barrado no IML de Recife

O diretor do escritório francês de investigação e análises de acidentes aéreos, o BEA, Paul-Louis Arslanian, reclamou ontem, em entrevista coletiva, que um médico legista da equipe do órgão, enviado a Recife, foi barrado nas salas de autópsias do Instituto de Medicina Legal da capital pernambucana, na semana passada, durante os exames nos corpos das vítimas da queda do voo AF-447, da Air France. De acordo com Arslanian, o especialista é um dos mais experientes do órgão e participou dos exames realizados em Nova York nas vítimas do acidente com um avião da TWA, em julho de 1996. O legista já voltou para a França.

Arslanian também sustentou que, até agora, o BEA não recebeu qualquer informação dos exames realizados nos corpos retirados do mar pelas autoridades brasileiras. Ele observou que os dados das autópsias podem fazer avançar a investigação. O diretor do BEA alertou para a importância das investigações técnica (que visa evitar que um novo acidente semelhante aconteça) e judicial (que procura os culpados pela tragédia). Um relatório preliminar do BEA está previsto para o fim deste mês.

O órgão é o único na França que realiza as investigações técnicas para determinar causas de acidentes em aviões. De acordo com Arslanian, o trabalho acontece com base nos cerca de 400 destroços recolhidos e nas mensagens automáticas enviadas pela aeronave, na noite do acidente, em 31 de maio.

Sem credencial
A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco informou, por meio de uma nota oficial assinada com a Polícia Federal, que quatro peritos franceses trabalham nas salas de autópsias do IML, acompanhando o trabalho dos colegas brasileiros. A nota, de apenas dois parágrafos, é seca: “A participação de qualquer autoridade francesa nos trabalhos realizados pelo IML deverá ser feita pelas vias diplomáticas necessárias, isto é, junto à Embaixada francesa e a Polícia Federal”, explica o texto. A nota destaca que quatro peritos franceses “credenciados” participam dos trabalhos “na condição de observadores” desde 10 de junho, uma vez que “a França é responsável pela investigação das causas do acidente”. O legista que teria sido barrado não possuía essas credenciais, segundo os dois órgãos.
Liberação dos corpos próxima

Pouco antes que a Aeronática e a Marinha anunciassem, ontem, às 18h, o recolhimento de uma “quantidade expressiva” de destroços e despojos (fragmentos de corpos) no Oceano Atlântico, uma reunião a portas fechadas no Instituto de Medicina Legal de Recife começou a definir os primeiros passos para a liberação e o posterior transporte dos cadáveres ao local de origem das vítimas. Estiveram nesse encontro representantes da Air France, do IML, da Polícia Federal, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Receita Federal e da Infraero.

A PF continua afirmando, entretanto, que não há prazo para finalizar a identificação dos 49 corpos que já chegaram ao instituto. A Aeronáutica e a Marinha também informaram que não há data para terminar a operação com o Airbus A330-200 da Air France, que caiu no Oceano Atlântico, em 31 de maio.

De acordo com uma fonte que pediu para não ser identificada, a reunião foi sobre questões técnicas da Anvisa sobre a liberação e o transporte interestadual e internacional dos corpos. O serviço da agência é de preparo (embalsamento) e acondicionamento adequado dos restos mortais humanos, a fim de evitar exposição de pessoas a fatores de risco durante o translado. À Receita Federal cabe o último passo, antes do embarque do corpo.

De posse dos documentos da Polícia Federal e da Anvisa, o desembaraço do transporte, no aeroporto, é feito. No caso de a vítima ter origem estrangeira, é feita a repatriação do cadáver. A fonte também comentou que um corpo teria sido identificado como o de um brasileiro, do Rio de Janeiro. O nome da vítima, porém, não foi divulgado.

Ontem, o navio-anfíbio Mistral, da Marinha francesa, recolheu mais destroços e despojos, a 950km de Fernando de Noronha. A corveta Caboclo, da Marinha do Brasil, também transporta uma “quantidade expressiva” de destroços e bagagens, em direção a Recife. A embarcação tem previsão de chegar ao porto da cidade amanhã, pela manhã. “O material será transmitido para os representantes da comissão de investigação francesa”, afirmou o tenente-brigadeiro do ar Henry Munhoz. O material a bordo do Mistral, segundo o militar, ainda não tem data para chegar a Fernando de Noronha.

O capitão-de-fragata Giucemar Tabosa, do Centro de Comunicação Social da Marinha, lembrou que ainda há um corpo a bordo do navio-tanque Almirante Gastão Motta. “Não existe previsão de chegada desse cadáver a Fernando de Noronha. E é possível que os despojos do navio-anfíbio Mistral sejam transferidos para esse navio-tanque”, comentou Tabosa.


JUSTIÇA DO RIO DÁ INDENIZAÇÃO
Mesmo sem qualquer definição sobre os pagamentos de indenizações da Air France a familiares das vítimas do voo AF-447, a Justiça do Rio concedeu ontem a primeira compensação a parentes de uma vítima do acidente aéreo. A família do passageiro Walter Nascimento Carrilho Júnior, segundo a decisão, deve receber 30 salários mínimos — cerca de R$ 14 mil — por mês, durante 24 meses, mais um seguro de R$ 50 mil.
Correio Braziliense

Barcelona inaugura terminal no aeroporto para competir com Madri

Barcelona inaugurou nesta terça-feira o novo terminal do aeroporto El Prat. Com valor de 1,258 bilhão de euros (R$ 3,46 bilhões), a nova ala demorou cinco anos para ficar pronta.

O aeroporto deve receber 55 milhões de passageiros por ano, em vez dos atuais 30 milhões, em uma área que chega a 544.066 metros quadrados.

O investimento total do projeto é de 5 bilhões de euros, dos quais cerca de 2 bilhões serão usados para a construção de um terminal satélite entre pistas.

O projeto inclui ainda a adaptação da área ao redor do El Prat.

Quando a construção for concluída, a cidade poderá receber até 70 milhões de pessoas anualmente. Um projeto grandioso com o qual Barcelona abre mais portas para o turismo em um momento que Espanha enfrenta recessão.

O PIB (Produto Interno Bruto) espanhol caiu 3% no primeiro trimestre de 2009 em comparação com o mesmo período de 2008, e 1,9% em relação ao trimestre anterior.

O aeroporto de Barcelona vai também competir de maneira mais forte com o maior aeroporto espanhol, o Barajas. Grande parte dos voos internacionais de longa distância é feita em Madri --e as conexões são as maiores responsáveis pelo consumo dos passageiros, que ficam até mesmo horas passeando nas lojas enquanto esperam o avião.

O primeiro voo saiu nesta quarta-feira às 6h com destino a Madri, operado pela Spanair. Para esse mesmo dia estão previstas a circulação de 30 mil passageiros e 18 mil malas em 240 voos de 19 companhias aéreas.

Denominado Terminal T1 --a parte antiga é agora a T2--, a nova ala permitirá que sejam realizadas até 90 operações por hora. A maior parte dos voos será transferida para essa área, que conta com 101 portas de embarque e 166 mostradores de faturação (check in).

O presidente de governo espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, participou da inauguração do terminal.

Acompanhado pelo ministro de Desenvolvimento, José Blanco, e pelo presidente de la Generalitat (governo da Catalunha), José Montilla, Zapatero destacou que a obra é a maior das últimas duas décadas na região. A expectativa dos políticos é que El Prat se torne uma referência, e Barcelona, a capital euromediterrânea.

Geração de emprego

Para a construção da T1 foram contratados 4 mil trabalhadores de 56 nacionalidades diferentes. Segundo o ministério de Fomento, chineses e turcos fizeram a pavimentação; paquistaneses, equatorianos e africanos foram os pedreiros e poloneses montaram os tetos. Os portugueses montaram a estrutura do novo terminal.

O aeroporto de Barcelona deve contratar ainda 3.000 novos funcionários, o que equivale a um incremento de 20% no número de trabalhadores, que chegará a 18 mil. A expectativa é que nos próximos anos sejam gerados mais 40 mil postos de trabalho diretos e indiretos.

O novo terminal deve receber ainda 73 lojas, 22 caixas automáticos, cinco empresas de aluguel de carro, 43 bares e restaurantes e oitos salas VIP. Um banco La Caixa também estará presente.

Boa notícia

A inauguração vem em bom momento para Zapatero. Depois de ter o seu grupo político enfraquecido nas eleições para o Parlamento europeu, o socialista recebeu más noticias sobre as perspectivas para a economia espanhola e a geração de empregos no país: a destruição de postos de trabalho pode prolongar-se por algum tempo e deve aumentar o número dos dependentes de seguro-desemprego.

Enquanto o presidente espanhol inaugurava o T1, o Banco da Espanha divulgou o seu Informe Anual. No documento, a autoridade máxima da instituição, Miguel Fernández Ordóñez, afirma que o momento de maior contração da economia já passou, mas a crise ainda vai continuar.

"As perspectivas para a economia espanhola apontam [...] uma significativa queda do PIB em 2009, ainda que ligeiramente menor que o previsto para outros países europeus", diz o informe.

WEBTRANSPO

Brasil decide continuar buscas de restos de avião da Air France


Rio de Janeiro, 17 jun (EFE).- A Marinha e a Força Aérea Brasileira (FAB) decidiram hoje continuar as buscas de vítimas e destroços do Airbus A330, da Air France, que caiu no Atlântico com 228 pessoas a bordo há 17 dias, quando fazia a rota entre Rio de Janeiro e Paris.

A decisão foi anunciada em uma "rápida" ligação telefônica entre os responsáveis da Marinha e da Força Aérea, segundo detalhou o tenente-coronel Henry Munhoz, porta-voz da FAB, em entrevista coletiva, em Recife.

A cada dois dias a partir de hoje, os militares voltarão a analisar se continuam as buscas em reuniões presenciais em Recife, onde o comando da operação foi instalado.

Até agora, partes do que poderia ser um corpo humano foi o mais importante achado da operação de hoje, encontrado pelo navio anfíbio francês "Mistral", embora, por seu avançado estado de decomposição, não possa ser confirmado à simples vista.

"O que recolhemos na quinta-feira, pôde ser identificado como um corpo, por isso divulgamos a informação. Mas o que achamos hoje terá que ser analisado primeiro pela Polícia Federal, em Recife", assegurou Munhoz.

Se a confirmação for feita, o total de corpos regatados subirá para 51.

Os primeiros 49 corpos já foram transportados para o Instituto Médico Legal (IML) do Recife, que se encarrega das autópsias e conclusão das identificações, que já duram oito dias desde o início dos resgates.

O último corpo permanece no posto avançado da ilha de Fernando de Noronha, a cerca de 1.300 quilômetros ao sul do lugar da tragédia.

Não há previsão de data para a chegada dos restos mortais ao porto, segundo o porta-voz militar.

Sexta-feira chegará a Recife a corveta brasileira "Caboclo", que leva uma quantidade "significativa" de restos do avião, que, até agora, são a única fonte para averiguar as causas e as circunstâncias do acidente, já que ainda não foi possível localizar a caixa-preta.

Os restos mortais serão entregues aos responsáveis da comissão de investigação da França, encarregados de analisar as causas do acidente.

Com a evolução das buscas, que dão cada vez menos resultados, os militares anunciaram que amanhã concederão sua última entrevista coletiva diária programada.

A partir daí, as informações das atividades de busca serão divulgadas em notas de imprensa e as coletivas só serão convocadas caso haja alguma notícia relevante. EFE

Jornal de Brasília

Embraer vende terceiro e-Jet à Fuji Dream Airlines, do Japão



Empresa operará dois jatos EMBRAER 170 e um Embraer 175.

São José dos Campos – A Embraer vendeu um terceiro E-Jet – um Embraer 175 – à Fuji Dream Airlines, uma companhia japonesa do Grupo Suzuyo. O contrato original, assinado em novembro de 2007 com o Grupo Suzuyo, incluía ordens firmes para dois jatos Embraer 170 e direitos de compra para outra aeronave do mesmo modelo. A revisão do acordo possibilitou à Fuji Dream encomendar o Embraer 175. Esta encomenda já está incluída na carteira de pedidos firmes a entregar da Embraer do primeiro trimestre de 2009.

“A confirmação deste pedido demonstra a confiança da Fuji Dream em nossa família de E-Jets”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “Brasil e Japão têm um bom relacionamento há muitos anos e nós temos orgulho de estendê-lo. Continuaremos trabalhando bastante para superar as expectativas da Fuji Dream.”

A Fuji Dream já recebeu os dois primeiros Embraer 170 e iniciará operações comerciais em julho. O Embraer 175 tem entrega programada para 2010 e será configurado em classe única com 84 assentos, aumentando a flexibilidade da frota da companhia aérea. Atualmente, mais de 250 aviões destes dois modelos operam em todo o mundo, incluindo o Japão, proporcionando alta confiabilidade, excepcional conforto de cabine e economia superior a companhias aéreas e passageiros.

A família Embraer 170/190 de E-Jets é composta por quatro jatos comerciais – Embraer 170, Embraer 175, Embraer 190 e Embraer 195 – com 70 a 122 assentos, fruto de um projeto de engenharia avançado que apresenta desempenho eficiente, grande economia operacional, baixo nível de emissões e uma ampla cabine de passageiros. Em 31 de março de 2009, a família de E-Jets possuía 875 ordens firmes e 792 opções. Com quase 600 aeronaves entregues, estes quatro jatos já ultrapassaram 2,4 milhões de horas voadas e transportaram mais de 110 milhões de passageiros.

Fuji Dream Airlines e o Grupo Suzuyo - A Suzuyo iniciou suas atividades em 1801, no porto de Shimizu, localizado na região central do Japão. A companhia expandiu os negócios para se adaptar às mudanças de cenário e hoje tem mais de 130 empresas filiadas. As atividades do Grupo incluem uma malha logística que cobre o Japão, América do Norte, Europa e sudeste da Ásia, comercialização de energia, alimentos e empreendimentos imobiliários e manutenção predial, bem como Tecnologia da Informação (TI), desenvolvimento regional e de pessoas, entre outros serviços.

Como empresa-cidadã, o Grupo Suzuyo também se envolve em atividades sociais e apóia iniciativas nas áreas de educação, cultura e bem-estar, incluindo a gestão de uma universidade de ciências e tecnologia e o patrocínio da equipe profissional de futebol Shimizu S-Pulse, do Japão.A Fuji Dream Airlines foi criada em junho de 2008 para ser o braço de transporte aéreo do Grupo Suzuyo. Atuando no segmento de aviação e desenvolvendo a conveniência do Aeroporto Mt. Fuji Shizuoka, a Suzuyo contribui para o desenvolvimento econômico de Shizuoka.

Perfil da Família EEmbraer 170/190 de E-Jets - A família de jatos Embraer 170/190 de E-Jets oferece conforto superior com o projeto da fuselagem em dupla-bolha, que inclui duas entradas principais para passageiros e duas portas de serviço, que minimizam o tempo de permanência em solo. Os E-Jets oferecem muito mais espaço ao passageiro que qualquer outra aeronave de tamanho equivalente. Os E-Jets têm velocidade de cruzeiro máxima de Mach 0,82, voam a uma altitude de até 12.497 metros (41.000 pés) e possuem alcance de 4.400 km (2.400 milhas náuticas). O alto grau de comunalidade entre as quatro aeronaves – Embraer 170, Embraer 175, Embraer 190 e Embraer 195 – resulta em excepcional redução nos custos de treinamento, manutenção e peças de reposição para os operadores. Outro destaque é o emprego da moderna tecnologia fly-by-wire, que aumenta a segurança operacional e reduz a carga de trabalho dos pilotos e o consumo de combustível.

Com grande aceitação, cerca de 900 pedidos firmes já foram recebidos em todo o mundo. Trata-se de uma comprovada família de jatos que tem auxiliado companhias aéreas a ajustar capacidade à demanda em rotas operadas por aeronaves narrowbody com baixa taxa de ocupação, substituindo jatos regionais de 50 assentos e aeronaves antigas e ineficientes. Os E-Jets estão sendo utilizados para desenvolver novos mercados com menores custos e mais eficiência. Para mais informações sobre os jatos comerciais da Embraer [www.EmbraerCommercialJets.com.br]. Para melhor avaliação dos benefícios gerados por essas aeronaves ao substituir jatos mais antigos,. [www.eforefficiency.co]m.

Perfil: A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. - NYSE: ERJ; Bovespa: EMBR3) é uma Empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 120 assentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Com sede em São José dos Campos, no Estado de São Paulo, a Empresa mantém escritórios, instalações industriais e oficinas de serviços ao cliente no Brasil, Estados Unidos, França, Portugal, China e Cingapura. Fundada em 1969, a Embraer projeta, desenvolve, fabrica e vende aeronaves para os segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva e Defesa. A Empresa também fornece suporte e serviços de pós-vendas a clientes em todo o mundo. Em 31 de março de 2009, a Embraer contava com 17.375 empregados – número que não inclui empregados de suas subsidiárias não-integrais OGMA e HEAI – e possuía uma carteira de pedidos firmes a entregar de US$ 19,7 bilhões.| www.embraer.com.br

Portal Fator Brasil

Embraer assina contrato de serviços com a NIKI, da Áustria


Programa Pool de peças de reposição apoiará os jatos Embraer 190 da companhia aérea.

São José dos Campos– A Embraer assinou um contrato de serviços de cinco anos para o programa Pool de peças de reposição com a NIKI Luftfahrt GmbH, da Áustria. Este programa especial de suporte ao cliente oferece controle otimizado de inventário e reduz a necessidade de investimento inicial em peças de reposição e infra-estrutura do operador. “Estamos satisfeitos em apoiar a NIKI com o nosso programa Pool de peças de reposição e de oferecer a melhor solução em materiais para assegurar padrões de alta qualidade para as aeronaves operadas pela empresa”, disse Leandro Laia, diretor de Suporte e Serviços ao Cliente da Embraer – Europa, África e Oriente Médio.

O contrato abrange um jato Embraer 190 atualmente operado pela NIKI e cobrirá também outros quatro aviões do mesmo modelo, conforme venda anunciada em julho de 2008. O programa Pool fornece rápida reposição de peças e minimiza a necessidade de investimentos em inventário, por meio de um acordo no qual o cliente paga uma determinada quantia, com base no número de horas de vôo das aeronaves cobertas pelo programa. A Embraer assume a responsabilidade de manter um estoque de peças em seus centros de distribuição e serviços, a fim de fornecer as peças para os operadores tão logo elas sejam solicitadas.

“Após a entrada em serviço do nosso primeiro Embraer 190, há um mês, estamos felizes em reforçar nosso relacionamento com a Embraer aderindo ao programa Pool de peças de reposição”, disse Gottfried Neumeister, CFO da NIKI Luftfahrt GmbH. “Nesse mercado tão competitivo, este programa é a solução certa no sentido de propiciar manutenção de nível superior e, ao mesmo tempo, otimizar custos.”

A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. - NYSE: ERJ; Bovespa: EMBR3) é uma Empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 120 assentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Com sede em São José dos Campos, no Estado de São Paulo, a Empresa mantém escritórios, instalações industriais e oficinas de serviços ao cliente no Brasil, Estados Unidos, França, Portugal, China e Cingapura. Fundada em 1969, a Embraer projeta, desenvolve, fabrica e vende aeronaves para os segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva e Defesa. A Empresa também fornece suporte e serviços de pós-vendas a clientes em todo o mundo. Em 31 de março de 2009, a Embraer contava com 17.375 empregados – número que não inclui empregados de suas subsidiárias não-integrais OGMA e HEAI – e possuía uma carteira de pedidos firmes a entregar de US$ 19,7 bilhões. | www.embraer.com.br

Fonte: Fator Brasil