PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM
PARA HOSPEDAGEM CLIQUE NA IMAGEM

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Air Algerie e a União Européia


A União Européia aprazou até 05 de novembro,para que a companhia aérea Air Algerie, da Argélia cumpra todos os regulamentos existentes sobre a segurança, caso contrário, será proibida de voar no espaço aéreo europeu.

Os reguladores europeus estão investigando a Air Algerie desde Janeiro de 2009, com inspeções regulares em terra dos seus aviões, e têm encontrado deficiências na segurança do transporte de mercadorias, na aeronavegabilidade e no licenciamento de tripulação.

Foram realizadas diversas reuniões entre as duas partes, as autoridades europeias estão incentivando a empresa a redobrar os seus esforços, antes do final de novembro.
Por outro lado a Air Algerie está empenhada em proporcionar às autoridades de segurança aérea um plano detalhado de ação para sanar estas deficiências, incluindo um calendário de execução.

Muitas outras podem ser encontrados na mesma situação,que também estão convivendo com o fantasma da lista negra na Aviação da União Européia.

SNA avalia documentos apresentados pela GOL/VRG para apontar ilegalidades cometidas pela empresa


Representantes do SNA compareceram na última sexta-feira, dia 27 de agosto, no Ministério Público do Trabalho de São Paulo para analisar os documentos apresentados pela GOL/VRG na audiência realizada no último dia 20.

Na ocasião, a procuradora Laura Martins de Andrade fixou a data de 27 de Agosto para que essa verificação fosse realizada.

O prazo para que Sindicatos e empresa examinem os documentos vai até o dia 31 de agosto.

SNA

TAM recebe dois Airbus A319 e frota aumenta para 147 aeronaves


A TAM Linhas Aéreas acaba de incorporar em sua frota operacional duas aeronaves A319. Com capacidade para transportar até 144 passageiros, os aviões serão utilizados pela companhia nos voos domésticos.

A frota da TAM passa a contar com um total de 147 unidades, sendo 135 modelos da Airbus (26 A319, 82 A320, sete A321, 18 A330 e dois A340), sete da Boeing (quatro B777-300ER e três B767-300) e cinco ATR-42.

O recebimento dos aviões faz parte da política da TAM de operar uma frota com baixa idade média, assegurando mais conforto aos passageiros. As aeronaves da TAM estão equipadas com as melhores e mais avançadas opções de equipamentos e software oferecidos pelo fabricante, constituindo uma das mais avançadas frotas do mercado global.
jornal de turismo

Galeão distribui folhetos com dicas de segurança para turistas


O Aeroporto do Internacional do Rio de Janeiro/Antonio Carlos Jobim – Galeão iniciou na última semana uma distribuição de folhetos com dicas de segurança para os passageiros que desembarcam na cidade. A iniciativa é resultado da parceria entre a Infraero e a Deat (Delegacia de Apoio ao Turismo).

A campanha orienta os visitantes sobre como agir caso sejam vítimas de crimes, além de trazer dicas de segurança, números de telefones e sites úteis, bem como algumas sugestões de passeios turísticos. Também são feitas recomendações para que o turista saiba onde trocar dinheiro e como evitar táxis irregulares. As informações estão disponíveis em português, inglês e espanhol.

Segundo a Infraero, para o superintendente do Galeão, André Luis Marques de Barros, o folheto será bastante útil aos turistas. “Oferecemos recomendações que valem não apenas para quem vem ao Rio de Janeiro, mas também para aqueles que viajam para qualquer lugar do mundo”, concluiu.

De acordo com a Infraero, o titular da Deat, Fernando Reis, o informativo foi feito com base nos trabalhos de investigação da delegacia. “Fazemos breves recomendações sobre medidas que podem ser tomadas pelos turistas para ajudar a diminuir parte dos problemas que os afetam”, acrescentou.
jornal de turismo

Malásia: um homem preso com 100 répteis em sua bagagem


Couleuvre, serpent (illustration).

Esta semana, na Malásia um homem foi preso pela polícia do aeroporto, depois de quebrar uma de suas malas na esteira rolante.

Anson Wong foi preso por um bom motivo, na sua Mala , não havia menos de 100 répteis, a maioria dos quais são de espécies protegidas.

Vamos às contas: 95 jibóias, duas serpentes e algumas tartarugas foram encontradas.

O indivíduo foi preso em trânsito entre a Malásia ea Indonésia.

Sob a lei atual, o homem foi detido em prisão preventiva e deve ser condenado a sete anos de prisão e uma multa pesada.

ouest-france

Polícia chinesa detém repórteres em funeral de vítimas de acidente aéreo


A Polícia chinesa deteve por algumas horas ,quatro jornalistas que cobriam os funerais das vítimas do acidente de aviação na Província de Heilongjiang, nordeste da China, informou nesta segunda-feira (30) o jornal oficial Global Times.

93.jpg

Queda em Yichun: aeronave da Henan Airlines deixa 42 mortos e 54 sobreviventes,
na terça-feira 24. Três dias depois, outro avião idêntico sai da pista

"Dois jornalistas se aproximaram e me perguntaram se era jornalista. Respondi que sim e me disseram que os acompanhasse sem explicar-me os motivos", explicou ao jornal um dos repórteres detidos.

Depois que vários colegas dos detidos protestaram em frente ao local no qual estava sendo realizado os funerais, os quatro jornalistas foram postos em liberdade.

Os porta-vozes do departamento policial indicaram que a detenção aconteceu por causa de um mal-entendido, sem dar mais explicações a respeito, acrescentou o jornal.

Organizações defensoras da liberdade de imprensa como Anistia Internacional (AI) e Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciam que o regime comunista é um dos países mais censores do mundo, junto com Cuba, Coreia do Norte e Irã.

R7

Piloto puxado dos destroços em Owls Head

Owls Head, Maine - Um piloto foi retirado do seu avião quando ele caiu logo após decolar ontem à tarde.De acordo com informações, o Cessna caiu logo após decolar do aeroporto regional do condado de Knox.

William Hamilton, 75 of Damariscotta, was the pilot and the only person on the plane. William Hamilton de 75anos foi o piloto e era a única pessoa no avião.

O avião teria perdido potência pouco depois de decolar.

O piloto Hamilton está sendo tratado de ferimentos leves, incluindo um braço quebrado e cortes na parte de trás da cabeça.

O acidente está sob investigação.



Photo courtesy Kevin Bedford/Owls Head
wcsh6

Austrália: Helicóptero bate em hangar no aeroporto

O helicóptero está de seu lado, Jandakot Airport.

Um helicóptero estava tentando decolar do aeroporto de Jandakot esta manhã, quando colidiu com um hangar.

A porta-voz da polícia Susan Usher disse que o piloto perdeu o controle do helicóptero Robinson R44 ,e que o acidente ocorrera hoje aproximadamente às 07:00h.

"Ele bateu no hangar e tombou."

O helicóptero estava vazando combustível e equipes dos serviços de emergência foram acionada para ajudar a esvaziar o tanque para evitar um incêndio.

Um porta-voz da FESA disse que os dois tripulantes a bordo não ficaram feridos.

Investigação continua em aterragem da JetBlue



Investigadores do National Transportation Safety Board estão reunindo evidências sobre o que causou a explosão dos pneus do avião da JetBlue, quando ele estava pousando na última quinta-feira no Aeroporto Internacional de Sacramento.

"Estamos em uma fase de constatação do inquérito", disse Wayne Pollack, que irá dirigir o inquérito JetBlue Flight 262.

Pollack adiantou que os dados dos gravadores de voz e o gravador digital de voo foram retirados do avião, mas os investigadores ainda estão reunindo evidências sobre a aterragem. Quinze passageiros sofreram ferimentos leves.

Delta flight from Miami to New York diverted/ voo da Delta de Miami para Nova York foi desviado



Fort Lauderdale, Flórida - Um vôo da Delta , de Miami para a Nova York aterrissou com segurança em Fort Lauderdale, no Hollywood International Airport, porque não conseguiu atingir a pressão adequada de cabine após a decolagem.

A aeronave, um MD-88, que fazia o vôo 173 da Delta com142 passageiros e cinco tripulantes a bordo foram devidamente desembarcadas em Fort Lauderdale às 08:15h desta segunda-feira.

Anthony Black, porta-voz da Delta Airlines, afirmou que o avião foi desviado como medida cautelar.
O voo estava programado para partir às 07:00 e previsão de chegada em Nova York, às 10 horas .
Outro MD-88 foi devidamente providenciado para os passageiros.
palm beach post

Passageira morre em vôo de Atlanta para Nigéria



A Delta Air Lines, informou que uma passageira de 57 anos foi encontrada morta a bordo de um vôo que fazia a rota de Lagos, na Nigéria, para Atlanta.

A passageira foi encontrada já sem sinais vitais quando faltava 1 hora para o desembarque em Atlanta, após uma viagem de 11 horas a bordo do vôo 53 daDelta, no início desta Segunda-feira.

A companhia aérea não conseguiu ainda identificar a passageira.

O FBI está investigando porque a morte ocorreu em um voo internacional.

theolympian

Air France: Novas regras contra a pedofilia



uma nova regra para proteger as crianças dos passageiros pedófilos poderia expor os jovens a um risco maior em caso de acidente, relatou o sindicato que representa a tripulação da Air France, nesta segunda-feira.

A companhia aérea emitiu instruções em fevereiro para que os menores não devam sentar-se ao lado de adultos, a menos que o avião esteja lotado, face a uma sequência de queixas de pais que reclamaram a empresa que alguns de seus filhos tinham sido molestados durante o vôo.

Mas a UNAC sindicato, que representam a tripulação de cabine da Air France, disse que esta regra da empresa contradiz o conselho anterior , de que as crianças devem sentar-se perto de pessoas responsáveis que possam ajudá-los a usar as máscaras de oxigénio, em caso de despressurização da cabine.

"Isso vai de encontro a segurança das crianças", disse o oficial Alter Guillaume Pollard.Em caso de emergência ou de uma despressurização um adulto deve permanecer sentado e ajustar a máscara de uma criança.
Como podem fazer isso se estiver do outro lado do corredor?"


Vários tripulantes de cabine, falando sob condição de anonimato, disseram à AFP que eles suspeitam que Air France está mais preocupada com a possibilidade de ações ligadas ao abuso infantil que pela segurança de vôo.
AFP

Acessório: máscaras para dormir durante a viagem / Burca em Voo

máscaras para dormir na viagem

Dormir durante a viagem ou mesmo durante a espera de um voo é um negócio complicado.

Tem quem fique incomodado de tirar um cochilo na frente de outras pessoas e até de fazer feio roncando ou dormindo de boca aberta.

Pensando nisso, e em como aumentar a privacidade de quem gosta de curtir o sono em paz durante as viagens, a marca americana The King of Sleep criou a Snazzy Napper, uma “máscara” para quem quer dormir em qualquer lugar.

O produto possui dois modelos: a versão básica e a extra large, que também pode ser usada como cobertor, e custam U$ 14,99 e U$ 24,99, respectivamente.

E, se você curtiu a ideia mas não aprovou o modelito da Snazzy (a gente não sabe se usaria), pode comprar uma máscara inspirada naquelas usadas por Lady GaGa.

O produto é uma criação do designer Sruli Recht, que faz as peças com couro e papel. O visual é um tanto freak (e lembra uma focinheira, vamo combiná?), mas cobre todo o rosto e de quebra ainda alivia o ressecamento nasal (comum em aviões), além de proteger das bactérias presentes no ar. São quatro modelos (veja as fotos na galeria do post), e um deles também tem filtro de luz e redutor de som para os ouvidos. Só não pode esquecer de tirar para ir ao banheiro, ou você corre o risco de assustar os outros passageiros… Mais informações, aqui.

viajandaun

Marie Claire

ATR da TransAsia Airways perde roda na aterrissagem


Shang-Yi (China) - Um avião pertencente à companhia aérea regional Tailandesa, TransAsia Airways perdeu uma roda durante a aterrissagem no aeroporto Regional Shang-Yi (China).


O avião, um Alenia ATR72-500 , matrícula B-22803, Voo. GE2071, que tinha feito a ligação entre o aeroporto internacional de Kaohsiung (Taiwan) e do aeroporto regional Kinmen Shang-Yi, com 65 passageiros a bordo, tinha acabado de pousar , quando a roda do trem de pouso arrebentou e embora pudesse ter sido um acidente catastófico a aeronave pousou sem maiores incidentes.
Não houve feridos e os passageiros foram desembarcados conforme procedimentos de segurança.

Plane loses wheel on Kinmen landing
Passengers in Kinmen yesterday board the TransAsia Airways flight B-22803 that lost its nose gear wheel while landing at Kinmen Airport last Friday, Aug. 27. The flight was back in service as usual after maintenance. (CNA)

Técnicos do aeroporto confirmaram o desaparecimento da roda esquerda do trem de pouso, que
foi encontrada ao longo da pista.
Uma investigação foi iniciada para determinar as circunstâncias exatas do incidente e as responsabilidades quanto ao acidente.
chinapost

Cádaver encontrado no banheiro de um avião da Malásia


Kuala Lumpur (Malásia) - Um avião da companhia aérea malaia Malaysia Airlines fez parte de um evento bastante incomum , quando as equipes de manutenção responsáveis pela limpeza do banheiro , jáno aeroporto internacional de Ho Chi Minh City (Vietnã) descobriram um cadáver de um passageiro.

O fato ocorreu em 31 de julho passado, o avião, um Boeing 737-400, MH767, que havia feito a ligação entre o aeroporto internacional de Ho Chi Minh City e do Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur (Malásia).

A equipe de limpeza descobriu o corpo de um homem, um australiano de 38 anos, morto no banheiro da aeronave.
Uma primeira análise revelou que o homem tinha sido encontrado com uma seringa e ele sucumbiu a uma super-dose de uma droga que tinha injetado no braço.


O inquérito deverá determinar por que ninguém da tripulação checou o banheiro da aeronave após o desembarque , tais como ditam os próprios procedimentos da empresa.



Lady Gaga é barrada em aeroporto por estar com roupa metálica

A cantora Lady Gaga foi obrigada a passar por uma revista manual depois de ser barrada pelo detector de metais no aeroporto de Vancouver, no Canadá.

O equipamento disparou, quando a artista tentou passar com seu vestido de couro cravejado de tachinhas metálicas. Ela foi obrigada a tirar os sapatos, que também estavam cheios de metal, durante a revista, de acordo com o tablóide inglês Daily Mail.

srzd

Egyptair adquire novo avião Airbus


Nairobi, Quénia (PANA) - A companhia aérea egípcia, Egyptair, recebeu o seu primeiro Airbus A330-300 das instalações da Airbus em Toulouse, França, anunciou segunda-feira a construtora do aparelho.

Equipado de reatores Trent 700 de Rolls-Royce, este aparelho pode transportar 301 passageiros, dos quais 265 na classe económica e 36 na classe executiva.

Ele acrescenta-se à atual frota de Airbus da Egyptair, que comporta 17 A320, sete A330-200 e três A340-200.

O A330-300 será o primeiro aparelho da Egyptair a apresentar serviços de comunicação de bordo, permitindo aos passageiros beneficiar de telefonia móvel e de acesso à internet sem fio.

"Esta entrega é uma etapa importante na história da Egyptair. Vamos continuar a fornecer o melhor da tecnologia aos nossos clientes que merecem este produto de ponta e muito competitivo", declarou o presidente-diretor-geral da Egyptair Holding Company, Hussein Moussoud.

"Estamos determinados em realizar eficazmente o nosso ambicioso plano de expansão e modernização da nossa frota", acrescentou.
panapress

Blablablá do marketing


A American Airlines deu um jeito de faturar mais algum. Criou uma nova taxa para os passageiros, que pagarão a partir de agora entre US$ 19 e US$ 39 pelos assentos nas duas ou três fileiras das cabines, os chamados Express seats.

O que era gratuito agora vai ser pago. O que me chama atenção não é nem a estratégia na companhia aérea. É a explicação para a taxa:

- Os Express seats destacam o foco da American em oferecer aos clientes o que eles mais valorizam.

Os Express seats são simplesmente as primeiras fileiras de uma aeronave. Como todo avião tem primeiras fileiras, não vejo porquê elas destacariam o foco da American. A empresa fala como se fosse algo espantoso. Queriam o quê, que as cabines viessem sem as primeiras fileiras?

diz ventura

Delta Airlines investe em novas rotas e parceria com a empresa GOL




A Delta Air Lines vem se firmando com uma das empresas internacionais mais atuantes no mercado brasileiro. Além de oferecer voos de São Paulo para Atlanta e Detroit, está diversificando seus aeroportos de atuação brasileiros para crescer em nosso mercado. Passa a oferecer, agora, voos de Brasília (DF) até Atlanta, um dos aeroportos americanos famosos pelas conexões que ligam todo o mundo. Além disso, com a parceria com a empresa aérea brasileira Gol, permite ao passageiro que viaje pelo mundo, acumulando milhas pelos planos da empresa brasileira.


Para explicar essas e outras novidades da empresa, o gerente de vendas da Delta Airlines, Roberto Garbin, esteve em Campo Grande por meio da Consolidadora Confiança, visitando agências de viagem na cidade. Segundo ele, a parceria com a Gol e o horário do voo Brasília - Atlanta permite ao sul-mato-grossense programar uma viagem tranqüila, com chek-in unificado, programa de milhagem e outras vantagens das parcerias entre as empresas.


A empresa pretende inaugurar novos voos partindo de cidades fora do eixo Rio-São Paulo para os Estados Unidos. O novo destino será Detroit, com grande fluxo de executivos. A vantagem de partir de aeroportos de cidades menores é o fluxo menor de passageiros e a possibilidade de horários mais flexíveis.

A Delta trabalha no Brasil com aviões Boeing 757, configurado em duas classes: econômica e executiva. Em Atlanta, é possível encontrar conexões para todas as partes do mundo, inclusive a Ásia, com mais tranqüilidade e diversidade de destinos.
a critica

Passe Aéreo BRASIL pela Star Alliance

Ingresso da TAM na aliança possibilita o lançamento de produtos diversificados

O ingresso oficial da TAM Linhas Aéreas na Star Alliance implementa uma série de ações integradas pela maior aliança de companhias aéreas que tem 14 diferentes produtos tarifários. Um deles, já em fase de lançamento, é o novo Passe Aéreo Brasil, com cobertura nacional e válido para não residentes no país.

Os fascinantes roteiros que se apresentam no Brazil Airpass cobrem 45 destinos domésticos da TAM. Os itinerários podem ser livremente selecionados e devem ter entre quatro a nove cupons de voo. Cada cidade pode ser visitada uma vez, embora seja possível utilizar o mesmo aeroporto para voos de ligação em mais do que uma ocasião. As tarifas variam conforme o número de cupons comprados e a classe de reserva disponível, com valores entre US$ 133 e 212 dólares por cupom (sem taxas e impostos).

"O Brazil Airpass da Star Alliance é mais um exemplo dos benefícios para o passageiro que só uma aliança de companhias aéreas pode oferecer. Trabalhando com a nossa parceira, a TAM Linhas Aéreas, agora estamos em condição de oferecer uma categoria de tarifas de grande valor agregado a todos os passageiros que viajem para o Brasil em voos operados por companhias aéreas parceiras da Star Alliance, e que queiram explorar as diversas atrações que este país fascinante tem para oferecer", anunciou Christopher Korenke, vice-presidente Comercial da Star Alliance

Uma ferramenta de uso especial para o cálculo tarifário está no website da Star Alliance: http://www.staralliance.com/en/fares/regional-fares/brazil-airpass.

Este passe pode ser adquirido em combinação com um bilhete internacional de qualquer companhia- da Star Alliance que opere para o Brasil, ou complementar a uma tarifa para viagem de volta-ao-mundo cujo itinerário inclua um destino no Brasil. Uma vez planejado o itinerário, os passageiros podem enviá-lo por e-mail diretamente para um call center, ou imprimir o roteiro de viagem desejado e solicitar a reserva, os preços e a emissão das passagens por meio de qualquer agente de viagens ou de qualquer companhia aérea membro da Star Alliance.

Além da TAM e da TAP, outras nove companhias da aliança servem o Brasil, designadamente, a Air Canada, Air China, Continental Airlines, Lufthansa, South African Airways, Swiss, Turkish Airlines, United e US Airways.

Com o Brazil Airpass, a Star Alliance, primeira aliança global de empresas aéreas, agora oferece um total de 14 diferentes categorias de tarifas que variam da popular tarifa Round-the-World a tarifas de circuito (circle fares) e passes aéreos regionais.

O ingresso oficial da TAM Linhas Aéreas na Star Alliance implementa uma série de ações integradas pela maior aliança de companhias aéreas que tem 14 diferentes produtos tarifários. Um deles, já em fase de lançamento, é o novo Passe Aéreo Brasil, com cobertura nacional e válido para não residentes no país.

Os fascinantes roteiros que se apresentam no Brazil Airpass cobrem 45 destinos domésticos da TAM. Os itinerários podem ser livremente selecionados e devem ter entre quatro a nove cupons de voo. Cada cidade pode ser visitada uma vez, embora seja possível utilizar o mesmo aeroporto para voos de ligação em mais do que uma ocasião. As tarifas variam conforme o número de cupons comprados e a classe de reserva disponível, com valores entre US$ 133 e 212 dólares por cupom (sem taxas e impostos).

"O Brazil Airpass da Star Alliance é mais um exemplo dos benefícios para o passageiro que só uma aliança de companhias aéreas pode oferecer. Trabalhando com a nossa parceira, a TAM Linhas Aéreas, agora estamos em condição de oferecer uma categoria de tarifas de grande valor agregado a todos os passageiros que viajem para o Brasil em voos operados por companhias aéreas parceiras da Star Alliance, e que queiram explorar as diversas atrações que este país fascinante tem para oferecer", anunciou Christopher Korenke, vice-presidente Comercial da Star Alliance

Uma ferramenta de uso especial para o cálculo tarifário está no website da Star Alliance: http://www.staralliance.com/en/fares/regional-fares/brazil-airpass.

Este passe pode ser adquirido em combinação com um bilhete internacional de qualquer companhia- da Star Alliance que opere para o Brasil, ou complementar a uma tarifa para viagem de volta-ao-mundo cujo itinerário inclua um destino no Brasil. Uma vez planejado o itinerário, os passageiros podem enviá-lo por e-mail diretamente para um call center, ou imprimir o roteiro de viagem desejado e solicitar a reserva, os preços e a emissão das passagens por meio de qualquer agente de viagens ou de qualquer companhia aérea membro da Star Alliance.

Além da TAM e da TAP, outras nove companhias da aliança servem o Brasil, designadamente, a Air Canada, Air China, Continental Airlines, Lufthansa, South African Airways, Swiss, Turkish Airlines, United e US Airways.

Com o Brazil Airpass, a Star Alliance, primeira aliança global de empresas aéreas, agora oferece um total de 14 diferentes categorias de tarifas que variam da popular tarifa Round-the-World a tarifas de circuito (circle fares) e passes aéreos regionais.

brasilturis

Três pilotos russos raptados por desconhecidos no Darfur


Moscovo, 30 ago (Lusa) -- A Embaixada da Rússia no Sudão confirmou hoje o rapto de pilotos russos por desconhecidos na cidade de Nyala, no Darfur, a oeste do Sudão.

"No dia 29 de agosto, às 17:00 de Moscovo (14:00 em Lisboa), na cidade de Nyala, no Estado de Darfur Meridional, desconhecidos armados raptaram três pilotos russos que trabalhavam para a companhia aérea sudanesa privada Badr Airlines", disse à Interfax um porta-voz da representação diplomática russa em Cartum.

A Embaixada russa não avança pormenores sobre o rapto, nem revela se os raptores apresentaram alguma exigência para libertar os pilotos.

epa

Plantão * 09h58m Google compra grupo de desenvolvimento de rede Angstro + notícias biblioteca * Glossário Participe Vote Você é am



O uso de celulares é proibido a bordo de aviões nos EUA, por determinação da FAA, a agência federal de aviação. Isso não quer dizer que os viciados em informação online tenham que viver em crise de abstinência durante os voos. As grandes companhias aéreas têm serviço de Wi-Fi em muitos de seus aviões, que permitem aos passageiros acessar emails, redes sociais e até conversar usando o VPN de sua empresa. Com os celulares sendo usados cada dia mais como computadores de mão, pode ser o bastante. (Leia também: TAM vai inaugurar em breve no Brasil o serviço de telefonia móvel em seus aviões )

Quanto aos celulares propriamente ditos, por motivos de segurança, continua valendo a regra de que só é permitido falar até o fechamento das portas da aeronave, na decolagem, ou após o pouso. O Wi-Fi para laptops e smartphones é autorizado quando o avião chega a três mil metros de altitude.

A maior rede Wi-Fi para aviação é a da Gogo Inflight, que fechou contratos com várias das maiores empresas aéreas americanas: American Airlines, United Airlines, Delta, Virgin America, US Airways. Os aviões captam sinal emitido por um sistema de antenas espalhadas pelo território americano, o que garante boa cobertura nos voos domésticos. Mas o serviço não está disponível em todos os voos.

A Gogo cobra US$ 34,95 por um passe mensal com acesso ilimitado, para laptops, sendo que o preço cai para US$ 19,95 no caso de smartphones. Passes para um único voo ou para pacotes de voos também podem ser comprados, com valores entre US$ 4,95 para um voo de até 90 minutos e US$ 12,95 para voos com duração igual ou superior a três horas.

A JetBlue, a maior transportadora aérea doméstica nos EUA, oferece gratuitamente o serviço BetaBlue, a uma rede Wi-Fi, mas apenas a bordo de Airbus A320. Com o BetaBlue, os passageiros podem acessar, com seu notebook ou smartphone, suas contas de email, serviços de mensagem instantânea e fazer compras através da Amazon.

o globo

Lucros da Hainan Airlines triplicam no primeiro semestre do ano

A Hainan Airlines Co. S.A., uma das principais companhias aéreas da China, declarou que seu lucro líquido no primeiro semestre cresceu anualmente 218,19% graças à forte demanda do mercado e ao crescimento econômico nacional.

  O lucro líquido chegou a 556,8 milhões de yuans (US$ 81,9 milhões) nos primeiros seis meses deste ano, disse a companhia em um informe apresentado à Bolsa de Valores de Shanghai.

  O lucro por ação chegou a 0,141 yuan, em comparação com 0,051 yuan do ano anterior. O faturamento com os negócios aumentaram 42,84%, chegando a 8,742 bilhões de yuans no primeiro semestre, acrescentou.

  A companhia, que tem sua sede na ilha de Hainan, no extremo sul da China, indicou que a alta dos lucros foi resultado de um aumento inesperado na demanda da indústria civil da China, que se recuperou desde o início do ano, juntamente com a economia do país.

  A Hainan Airlines espera ser beneficiada pelo plano do governo central para transformar a ilha em um centro turístico internacional até 2020, projeto que foi aprovado oficialmente em junho, segundo o informe.

cri online

Passageiro negro é detido por racismo no aeroporto

ma atendente da TAM Linhas Aéreas registrou queixa por racismo contra um passageiro na delegacia do Aeroporto Júlio Cesar, no bairro de Val-de-Cans, em Belém, no início da manhã de hoje (29).

De acordo com o testemunho da funcionária, o passageiro, o pastor Petrônio Silva, que também seria negro, teria chamado-a de “negrinha folgada”. O pastor está sendo ouvido pelas Polícias Federal e Civil na delegacia do aeroporto. Familiares do passageiro também já se encontram no local.

diário do pará

TRIP Linhas Aéreas é reconhecida como a prestadora de serviços de transporte mais inovadora do País

Companhia aérea conquista o 1º lugar no ranking de Inovação e Qualidade no prêmio ‘As 500 melhores empresas do Brasil’, da revista Istoé Dinheiro.

Campinas– A TRIP Linhas Aéreas conquistou o primeiro lugar na categoria ‘Inovação e Qualidade’, no setor de Serviços de Transporte, do prêmio “As 500 melhores empresas do Brasil”, realizado pela revista Istoé Dinheiro. Na avaliação, foram considerados investimentos em pessoas, estrutura e tecnologia, nas áreas de controle de qualidade, marketing, P&D, auditoria, contato com o público, SAC, certificado de qualidade ou reconhecimento público pela qualidade dos serviços.

“Nossa empresa é orientada para a prestação de serviços com qualidade, e muito nos orgulha que sejamos reconhecidos pelo consumidor final. Além disso, temos a inovação em nosso DNA, pois foi desta forma que criamos uma malha diferente do que existia no Brasil, voando em ligações de pequena e média densidade, e que permitiu criar a maior malha aérea do nosso continente”, afirma José Mario Caprioli, presidente da TRIP Linhas Aéreas.

Ainda no prêmio da revista Dinheiro, a TRIP também ficou posicionada entre os principais na avaliação de ‘Recursos Humanos’. Nessa categoria foram avaliados: variação de número de funcionários, funcionários terceirizados, salários, despesa com treinamento de funcionários, rotatividade do quadro e tempo médio de serviço por funcionário.

“Auditorias realizadas por institutos ou veículos de reputação comprovada nos ajudam a perceber nossos pontos fortes e aqueles que ainda precisamos desenvolver. Estamos bastante satisfeitos em ver que nossos esforços para inovação, qualidade e recursos humanos tenham recebido destaque. Esses são pontos fundamentais para a excelência de uma empresa aérea”, comemora o presidente da TRIP.

Atualmente, o setor de transporte aéreo representa 20% do PIB brasileiro e a estimativa é que as empresas cresçam 25% em 2010 em relação a 2009. Estudo realizado pela consultoria McKinsey demonstra que a demanda por transporte aéreo triplicará até 2030. “As companhias aéreas precisam estar preparadas para atender com qualidade a crescente demanda do setor, que vem, principalmente, da força do mercado interno. Pensamos no hoje e no amanhã”, explica Caprioli. [www.voetrip.com.br]

Com mais de 12 anos de atividade no Brasil, a TRIP é hoje a maior companhia aérea regional do País e também da América do Sul por atender o maior número de cidades e contar com a maior frota de aeronaves regionais. É controlada pelos Grupos Caprioli e Águia Branca, ambos com tradição em transporte de passageiros e um histórico de resultados sólidos e crescimento sustentado. A TRIP tem como um de seus investidores a norte americana Skywest Inc., maior empresa de transporte aéreo regional do mundo, com 696 aeronaves, que adquiriu 20% de participação no capital da companhia. Com um faturamento bruto em 2009 de R$ 450 milhões, a empresa gera 2,1 mil empregos diretos, conta com 35 aeronaves e opera em mais de 70 cidades em todo o País.

fator brasil

Setor de táxi aéreo regional reivindica menos burocracia no Amazonas


Segundo a Abtaer, a Amazônia Legal tem 1.400 aeronaves e mais de 50 empresas.


[ i ] Empresas de táxi aéreo reivindicam mais infraestrutura nos aeródromos para melhorar serviços em toda a Amazônia. Foto: Raimundo Valentim

Empresas de táxi aéreo reivindicam mais infraestrutura nos aeródromos para melhorar serviços em toda a Amazônia.

Manaus - No Amazonas ainda faltam aeroportos com estrutura para abastecimento de combustível de aeronaves, as tarifas aeroportuárias são consideradas altas e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado das empresas de táxi aéreo é 21% mais alto que o das grandes companhias aéreas nacionais.

Estas foram algumas das reclamações e insatisfações dos pilotos e empresários de táxi aéreo da Amazônia Legal, debatidas, ontem, no 2º Encontro da Associação Brasileira de Táxis Aéreos (Abtaer), em Manaus.

A entidade foi criada há dois meses, em Goiânia (GO) e, segundo o seu presidente, Milton Arantes Costa, tentará sensibilizar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para um processo de desburocratização do setor, inclusive para que pilotos experientes possam exercer a profissão. “Os pilotos formados pelos aeroclubes têm as horas de voo exigidas pela Anac, têm experiência, mas a Agência demora cerca de dois meses para habilitá-los devido a uma série de papelada”, explicou Milton.

Diante deste cenário, Milton e outros empresários do setor informaram que têm problemas para a contratação de pilotos “Eu, por exemplo, tenho oito aeronaves em Goiânia e três delas estão paradas por falta de pilotos. E esse é um problema que atinge o Brasil inteiro”, ressaltou ele.

Desde a criação da associação, 15 senadores se colocaram a favor dos empresários e houve uma queda no prazo dado pela Anac para habilitar os pilotos, que agora é de cerca de 30 dias. “A questão ainda é que se discute a possibilidade de pilotos estrangeiros serem contratados para voar nas empresas brasileiras o que eu, enquanto brasileiro, acho ruim e vulnerável para o espaço aéreo do País”, considera Milton.

O piloto Vitor Marmenti, dona da Apuí Táxi Aéreo, ressaltou que, além deste problema, as taxas aeroportuárias, como o aluguel cobrado pelos hangares, são altas. “Além disso, pagamos 25% de ICMS, o que encarece ainda mais nosso serviço para a população, enquanto as grandes companhias pagam apenas 4% de ICMS”, explicou.

Outro problema citado pelos empresários do Amazonas é quanto aos aeroportos que dispõem de gasolina e querosene, combustíveis para as aeronaves. Somente Manaus e Tabatinga têm posto de gasolina de aviação e o querosene só é encontrado em Tabatinga, Tefé e São Gabriel da Cachoeira. “Alguns pilotos se arriscam. Além do tanque cheio, carregam no bagageiro combustível para ir e voltar de uma determinada cidade do interior que não tem posto”, denunciou o piloto Antônio Picão, da Amazonaves.

O piloto Léo Rezende, que voa no Amapá, citou que falta também cobertura de comunicação no espaço aéreo da Amazônia Legal. “Os chamados ‘buracos negros’ existem e algo deveria ser efeito em relação a isso”. Para Marmentini, a falta de comunicação é compensada pelos recursos das aeronaves.

d24ham

Continental e United recebem AUTORIZAÇÃO para a fusão


O aeroporto internacional de Newark é um dos três que servem a maior metrópole americana e está a 20 km de NY

A criação da maior empresa aérea do mundo está avançando. Os últimos entraves para a fusão entre United Airlines e Continental foram desbloqueados nos Estados Unidos com a decisão do Departamento de Justiça que completou sua investigação. O novo grupo aéreo líder mundial que reunirá a terceira e a quarta maiores atuais, terá um volume de negócios acumulados de US$ 29 bilhões e atenderá a 147 milhões de passageiros em mais de 370 destinos e 59 paises.

Logo após o comunicado, as duas empresas aéreas confirmaram em nota conjunta que pretender completar o processo de fusão antes do dia primeiro de outubro.

O setor judicial americano temia que a fusão poderia colocar desvantagens na operação geral do setor aéreo. A decisão do Departamento de Justiça explica que as empresas vão transferir parte de seus slots no aeroporto de Newark (Nova York) para a Southest e assim foi retirada a investiação antimonopolio. O novo grupo contará com 90 mil empregados e vai operar nos dez principais aeroportos de conexões internacionais (hubs).

AE

China forma equipe especial para investigar acidente com avião da Embraer


PEQUIM - A China está formando uma força-tarefa especial que reúne funcionários de seis agências governamentais diferentes para investigar o acidente aéreo envolvendo um avião da Embraer que ocorreu na semana passada, matando 42 pessoas. As informações são do veículo estatal China Daily.

A equipe, que inclui profissionais das administrações de segurança do trabalho e de aviação civil, vão investigar a causa do acidente, ocorrido na província de Heilongjiang. O objetivo é estabelecer a responsabilidade pelo acidente e assessorar o governo sobre como reforçar o setor aéreo para evitar futuros desastres, de acordo com o vice-diretor do conselho de segurança do trabalho, Liang Jiakun, citado pela reportagem.

"A investigação envolve cada aspecto da aeronave - seu fabricante, operador, piloto, tripulação, registro de manutenção, controle de tráfego aéreo e autoridades do aeroporto", afirmou o vice-diretor da administração de aviação civil, Li Jian.

Na terça-feira, 24 de agosto, o avião modelo ERJ-190, fabricado pela brasileira Embraer e operado pela Henan Airlines, sofreu o acidente no momento em que tentava aterrisSar, em meio a forte neblina, no aeroporto de Lindu, perto da cidade de Yichun, próxima à fronteira com a Rússia. Cinquenta e quatro pessoas sobreviveram.

Uma investigação inicial e relatos de sobreviventes indicam que o avião varou a pista e bateu, partindo a cabine e causando uma explosão, segundo informações da mídia estatal.

Autoridades da província de Henan, na região central da China, pediram à companhia aérea que mude seu nome, para evitar que sua imagem seja afetada ao ser relacionada ao acidente. Anteriormente, a companhia era conhecida como Kunpeng Airlines.

O acidente foi o de maior proporção na China em aproximadamente seis anos e autoridades já ordenaram checagens da crescente frota da aviação civil do país, que já conta com 1,3 mil aeronaves. As informações são da Dow Jones.

estadão

Força Militar: Arquivos sigilosos


Rio - Um passo importante, dado de forma discreta esta semana, deu partida na abertura para sociedade civil dos arquivos da Aeronáutica guardados sob o selo de “sigilosos”. Portaria 579/GC3, assinada pelo comandante da Força Aérea, brigadeiro Juniti Saito, criou grupo para avaliação interna de Documentos Sigilosos no Comando da Aeronáutica. Proposta é liberar parte para consulta pública e para pesquisa.

O grupo da FAB vai ficar responsável por “analisar e avaliar periodicamente a documentação sigilosa produzida e acumulada”. Vai “propor, à autoridade hierarquicamente superior competente para dispor sobre o assunto, renovação dos prazos para manutenção do sigilo ou alterar ou cancelar a classificação sigilosa”. Melhor: determinará o “destino final da documentação tornada ostensiva, selecionando documentos para guarda permanente”; e autorizará “o acesso a documentos” antes considerados “sigilosos”.

Com isso, a FAB se adequa ao Decreto 4.453 de 2002 da Presidência da República.

o dia

Legacy 450 & Legacy 500 ganham renomado Prêmio Idea/Brasil Design 2010


A Embraer recebeu o mesmo reconhecimento em 2008, com os jatos da família Phenom e o Lineage 1000.

São José dos Campos – Os mais novos jatos executivos da Embraer, o Legacy 450 e o Legacy 500, respectivamente das categorias midlight e midsize, seguem os passos dos jatos executivos Phenom 100, entry level, e Phenom 300, light, bem como o ultra-large Lineage 1000, ganhando o prêmio IDEA/Brasil. O programa IDEA® (International Design Excellence Awards) é a principal competição internacional que premia a excelência em design de produtos, ecodesign, embalagens, estratégias, pesquisa e conceitos.

“A importância do design para a aviação executiva não deve nunca ser subestimada e, por essa razão, nós da Embraer sentimo-nos especialmente honrados pelo prêmio IDEA/Brasil, um reconhecimento da indústria do design”, disse Humberto Pereira, diretor de engenharia da Embraer – Aviação Executiva. “A Empresa continua trazendo produtos inovadores e diferenciados ao mercado, assim refletindo sua filosofia de engenharia e design.”

O IDEA/Brasil é a etapa que precede a edição nos EUA do IDEA Award, uma das mais importantes e conceituadas competições de design no mundo. A edição nacional é considerada a porta de entrada de projetos brasileiros no mercado internacional. A edição norte- americana do prêmio foi criada em 1980 pela Industrial Designers Society of America (IDSA) com o propósito de reconhecer e premiar o que há de melhor em produtos, embalagens, e conceitos de design industrial criados por profissionais de todo o mundo, bem como os protótipos preparados por estudantes.

Os jatos executivos Legacy 450 e Legacy 500 -O Legacy 450 e o Legacy 500, das categorias midlight e midsize, estabeleceram novos paradigmas em suas respectivas categorias. Os interiores foram projetados em parceria com a BMW Group DesignworksUSA e oferece espaço e estilo inigualáveis. Estas aeronaves terão a maior cabine e o melhor isolamento acústico das suas classes. Piso plano, altura de cabine de 1,82 metro, ótima pressurização e toalete a vácuo são outras características de destaque que complementam o desempenho superior e os baixos custos operacionais dos jatos.

O avançado sistema aviônico da Rockwell Collins – Pro Line Fusion™ – oferecerá um amplo alerta situacional com interface altamente intuitiva. Os motores de última geração HTF7500E, fabricados pela Honeywell, incorporam as mais recentes tecnologias para atender aos requisitos de desempenho com aprimorada eficiência em termos de consumo de combustível, facilidade de manutenção, baixos custos operacionais e reduzido nível de emissão de ruídos e poluentes, diminuindo o impacto ambiental. Os jatos serão os mais rápidos das suas categorias e os únicos equipados com o moderno sistema eletrônico de comandos de vôos fly-by-wire, tecnologia de última geração que aumenta a segurança das operações e o conforto dos passageiros, além de reduzir a carga de trabalho dos pilotos e o consumo de combustível.

O Legacy 450 é projetado para transportar até nove passageiros e terá alcance de 4.260 km (2.300 milhas náuticas) com quatro passageiros ou 4.070 km (2.200 milhas náuticas) com oito passageiros, ambos incluindo reservas de combustível NBAA IFR. O jato poderá voar sem escalas do Rio de Janeiro para Bariloche, na Argentina.

O Legacy 500 levará até 12 passageiros e é projetado para ter alcance de 5.560 km (3.000 milhas náuticas) com quatro passageiros ou 5.190 km (2.800 milhas náuticas) com oito passageiros, ambos incluindo reservas de combustível NBAA IFR. Estas características permitirão aos clientes voar do Rio de Janeiro para Chicago, nos EUA, com uma única parada em Caracas, na Venezuela. [www.EmbraerExecutiveJets.com.br].

Perfil- A Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. - NYSE: ERJ; BM&FBovespa: EMBR3) é uma Empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 120 assentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Com sede em São José dos Campos, no Estado de São KC-390 Interior Legacy 600 Phenom 100 Super Tucano Embraer 195 Paulo, a Empresa mantém escritórios, instalações industriais e oficinas de serviços ao cliente no Brasil, China, Estados Unidos, França, Portugal e Singapura. Fundada em 1969, a Embraer projeta, desenvolve, fabrica e vende aeronaves para os segmentos de aviação comercial, aviação executiva e defesa. A Empresa também fornece suporte e serviços de pós-vendas a clientes em todo o mundo. Em 30 de junho de 2010, a Embraer contava com 16.781 empregados – número que não inclui funcionários das subsidiárias não-integrais – e possuía uma carteira de pedidos firmes a entregar de US$ 15,2 bilhões. [www.embraer.com.br].

fator brasil

Richard Branson: Vai uma brincadeira aí nos negócios?



27/08/2010 - Os quatro "Ps" do marketing - produto, preço, praça e promoção - são sempre citados como fundamentais para qualquer empresa. Essa lista deixa de fora, no entanto, um ingrediente que sempre considerei importantíssimo: Diversão, com "D" maiúsculo. No início da Virgin Atlantic, em 1984, contávamos com um pessoal de primeira linha e uma porção de boas ideias. Infelizmente, não tínhamos muito dinheiro. Nossa frota era pequena - se é que podemos chamar um único avião de frota - e o dinheiro da publicidade era mínimo. Não havia muito o que fazer em relação à nossa frota de uma nota só. Mas tínhamos de nos esforçar ao máximo para extrair grandes resultados do parco orçamento disponível para o marketing. Por força das circunstâncias, tornei-me uma espécie de vítima voluntária de toda espécie de aventura hostil e insana para promover a jovem Virgin Atlantic. Não dava para comprar um anúncio no The New York Times, mas, sempre que meu barco afundava ou eu sobrevivia a um acidente de balão, lá estava o logo da Virgin no jornal.

Com o tempo, começamos também a usar o humor para veicular anúncios divertidos para atrair a atenção do público - o que causou certa estranheza no universo solene das companhias aéreas. A estratégia deu certo e trouxe um bocado de visibilidade. Não demorou muito para que a Virgin Atlantic se tornasse sinônimo de uma empresa com personalidade audaciosa, bem-sucedida e, principalmente, dotada de uma estratégia inovadora em relação à aviação comercial.

As equipes de marketing de Londres e de Nova York normalmente reagiam com rapidez às notícias do dia e, em 24 horas, colocavam anúncios com mensagens táticas nos principais mercados. Um dia depois que John Sununu, na época chefe de gabinete da Casa Branca, foi punido por usar dinheiro público para pagar uma limusine nas viagens pessoais que havia feito, a Virgin veiculou - apenas uma vez - um anúncio dizendo que, se ele tivesse viajado pela nossa empresa, a limusine teria saído de graça! Quando o general Manuel Noriega, ex-homem-forte do Panamá, foi extraditado para Miami para ser julgado, pegamos uma foto enorme dele e pusemos a seguinte legenda: "Somente um homem conseguiu voar para Miami num voo mais barato do que o da Virgin Atlantic!"

As peças publicitárias eram sempre abusadas. Os anúncios deram à empresa uma personalidade distinta em seus primeiros anos, o que foi fundamental para seu sucesso e seu crescimento. Nossos funcionários também gostavam do humor e do tom de brincadeira das propagandas. Eles se sentiam orgulhosos de fazer parte de uma empresa que trazia diversão. Às vezes, os anúncios eram bastante agressivos, principalmente quando provocávamos nossos adversários preferidos, como a British Airways. Uma de nossas investidas contra ela aconteceu no dia da inauguração da London Eye, a roda gigante de Londres, no final da década de 90. A empresa patrocinadora da atração, a British Airways, pretendia fazer daquilo um grande acontecimento. No momento em que a roda deveria ser içada, porém, os engenheiros não conseguiram erguê-la. Aproveitamos a ocasião para jogar lenha na fogueira. Arrumamos bem depressa um pequeno dirigível, que sobrevoou o céu de Londres com uma faixa onde se lia: "A B.A. não consegue levantar". Fomos atrevidos, mas nós é que aparecemos nas manchetes naquela noite, e não nosso concorrente.

Logo o mesmo espírito começou a se espalhar por tudo o que fazíamos, e não ficou apenas restrito a nossos anúncios. Era imprescindível que houvesse uma atmosfera agradável tanto para os tripulantes quanto para os passageiros a 30 000 pés de altura. Pequenos toques deixavam claro que você estava num avião da Virgin. Na parte de baixo do saleiro e do recipiente de pimenta, que tinham o formato de miniaeronaves, mandamos estampar: "Roubado da Virgin Atlantic". Na faca de manteiga, pusemos a seguinte frase: "Stainless steal" (em inglês, steal significa "roubar". Aqui a empresa fez um trocadilho com stainless steel, isto é, "aço inoxidável"). Mandamos instalar um bar na primeira classe para que as pessoas pudessem conversar e se conhecer melhor - afinal de contas, viajar deveria ser uma coisa prazerosa. Para entreter os passageiros, fomos os primeiros a instalar aparelhos de TV nas poltronas. Servíamos sorvete no meio da viagem. Fizemos todo o possível para deixar as pessoas à vontade, para que desfrutassem realmente do voo.

Nos títulos de meus livros, a brincadeira continua - como em "Perdendo minha virgindade" ou "Dane-se, vamos fazer aquilo". Mas as editoras vetaram o título de meu último livro, "Agora vai levantar", sobre a história da aviação, e o substituíram por "Em busca dos céus". Veremos se venderá bem... No decorrer dos anos, lancei outras empresas vestindo fantasias para divertir nosso pessoal, nossos sócios e a imprensa. Já pulei de prédios altos, me pendurei em pontes, entrei com tanques na Times Square - tudo para chamar a atenção e reforçar o senso de humor.

Tente levar a si mesmo e sua empresa de forma menos carrancuda. Você ficará surpreso ao ver quanta gente vai encará-lo com mais seriedade a partir desse momento.
-------------------------------------
Por Richard Branson , para Exame
Texto originalmente publicado na revista EXAME de 05 de maio de 2010

Richard Branson é o fundador do grupo Virgin. Seus investimentos vão da música à aviação, vestuário, bio-combustíveis e até viagens aeroespaciais. Richard Branson é o 245º homem mais rico do mundo, segundo a revista Forbes; a sua fortuna, em 2008, foi avaliada em 2,8 bilhões USD.
o marketizador

ITA pretende dobrar vagas em cinco anos


Considerada uma das escolas de nível superior mais tradicionais e rígidas do País, o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) completa 60 anos com planos de se expandir pela primeira vez. O objetivo do instituto é dobrar o número de vagas na graduação nos próximos cinco anos, com aumentos anuais de 20% - o que totalizaria 1,2 mil alunos.

O instituto não pretende criar novos cursos. Atualmente, 586 alunos estão matriculados em seis graduações: Engenharia Aeronáutica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica Aeronáutica, Engenharia Civil Aeronáutica, Engenharia de Computação e Engenharia Aeroespacial. "Mas há a intenção de alguns professores de implantar Engenharia Física e Engenharia de Materiais", afirma o reitor do ITA, brigadeiro Reginaldo dos Santos. De acordo com ele, é possível também que se pense em uma pós-graduação na área de humanas e em matemática.

Localizado em São José dos Campos, a 90 quilômetros de São Paulo, o ITA foi criado por uma lei assinada pelo então presidente Getúlio Vargas como uma instituição sob jurisdição do Ministério da Defesa, e não do Ministério da Educação, como as universidades brasileiras.

Para ampliar o ITA, o instituto estima que os custos totais sejam de R$ 130 milhões: R$ 100 milhões para as obras e mais R$ 30 milhões para mobiliário, laboratórios e pessoal. No momento, o projeto está em fase de apresentação formal ao Ministério da Defesa e deve ser levado também ao MEC e ao empresariado, para buscar parcerias.

A possibilidade de o ITA aderir ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que agora é utilizado no processo seletivo das instituições federais de ensino superior, é um tema polêmico. Para este ano, a proposta está descartada por questões de prazo. Há duas semanas, em visita a São José dos Campos, o ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que o MEC está mantendo uma relação mais estreita com o ITA. "Estamos procurando uma aproximação para tentar, entre o público que faz o Enem, escolher os estudantes mais bem colocados para ingressar como primeira ou segunda etapa no processo seletivo do instituto", disse.
O Estado de S. Paulo.

Airbus mantém metas; Boeing adia entrega do Dreamliner


A Airbus mantém a meta de 2013 como ano em que deve entrar ao serviço o novo avião de grande porte, o A350.

No entanto, segundo algumas informações publicadas na imprensa, este aparelho vai ser construído durante os anos de 2013, 2014 e 2015, a um ritmo mais baixo que o anteriormente previsto. A Airbus não quis comentar.

Já no que toca a outros aparelhos, como os da família A320, muito populares nos voos regionais, a Airbus diz que vai aumentar o ritmo de produção, que deve voltar aos níveis anteriores à crise de 2008.

Quanto à hiper-rival Boeing, as notícias são pouco animadoras. A construtora norte-americana anunciou um novo adiamento de várias semanas na entrega do primeiro exemplar do 787 Dreamliner, que se prende com o fornecimento de motores Rolls-Royce.

O primeiro cliente é a japonesa All Nippon Airways, que deve receber o avião só em 2011.

euronews

Prefeitura inicia instalação de avião doado pela FAB



A Prefeitura de Americana iniciou ontem a instalação de um exemplar do primeiro jato nacional, o AT-26 Xavante, na Praça Tiradentes. O caça de treinamento pesa 2,5 toneladas (sem motor), mede 12 metros de envergadura e 9,5 metros de comprimento e ficará em exposição permanente no local. O modelo doado pela FAB (Força Aérea Brasileira) no ano passado, e construído entre os anos de 1970 e 1981, saiu de uso em 2006, sendo substituído pelo caça bombardeiro AMX, produzido pelo Brasil em parceria com a Itália.

O avião é uma das aeronaves mais importantes para o desenvolvimento da indústria militar no país, e no total foram fabricados 182 exemplares no Brasil e outros 761 pelo mundo. Até sua instalação na praça, o AT-26 Xavante ficou armazenado no prédio do NAIA (Núcleo de Atendimento Integrado de Americana). Na época da doação, a prefeitura conseguiu que a Aeronáutica assumisse o transporte do avião, que veio do Parque Aeronáutico do Recife, em Pernambuco.

o liberalnet

Cinco ou seis coisas sobre o A380, o maior avião comercial da história


PARIS - Para começo de conversa, é preciso dizer que o embarque num A380 não foi planejado. Tal qual um "turista acidental", só me dei conta de que estava diante do gigante dos ares quando, já no check-in, estranhei aquela quantidade de gente tirando fotos de um avião. E aqui vai uma constatação: o A380, e isso deve acontecer em qualquer aeroporto do mundo, rouba mesmo a cena, e faz os olhinhos de quem curte aviação brilharem. Impossível não notar o fascínio das pessoas diante dessa poderosa máquina construída pela Airbus, que carrega o aposto de "maior avião comercial da História" e faz outras aeronaves parecerem brinquedinho.

Admito: fiquei ali tentando entender o que passava pela cabeça daquelas pessoas todas com câmeras em punho e acabei não fazendo foto alguma. Mas também pode ter sido só para ser diferente, e não mais um na multidão que esperava para entrar no voo AF 1980, que parte às 10h05m de Paris para Londres. A Air France, que usa o A380 em seus voos para Johannesburgo, está extraordinariamente operando o grandão nesse trechinho europeu. Começou no dia 12 de junho e vai até o dia 30. Aqui vão cinco (o.k., seis) impressões dele.

1) Como não escolho voos por tipo de aeronave, mas por critérios como horário e duração, não tinha mesmo a menor ideia de que um A380 entraria no meu roteiro. O destino final era a capital inglesa e, como teria tempo de sobra para curtir Paris antes da volta ao Brasil, tudo o que eu mais queria era passar rapidinho pelo Charles de Gaulle, desembarcar em Heathrow e depois almoçar num restaurante reservado há semanas (se me permitem, uma dica: o Maze - Gordon Ramsay, no 10-13 Grosvenor Square; www.gor donramsay.com/maze/).

E aqui mais uma certeza: nada é rapidinho em se tratando de um A380. Com aqueles dois andares e capacidade para carregar uma população que vai de cerca de 550 a 800 passageiros, imagine como é o embarque numa coisa dessas. Não é suposição: levou mais tempo para acomodar todo mundo do que decolar e aterrissar em Londres.

2) Se o A380 tem poltronas-camas tão luxuosas como as que a gente cansou de ver nas fotos promocionais da Airbus, não vi. Estava na classe econômica, e o que me foi permitido observar na cabine principal foi aquele mar de poltronas, numa disposição que, se não me engano, era três-quatro-três. No upper deck, dizem que a coisa é diferente. Falando especificamente da poltrona, ela pode ser um pouquinho mais confortável do que em outros Boeings e Airbuses da vida, mas acho que tive essa sensação apenas porque tudo era, de fato, novinho.

3) Depois de instalado em meu assento, preciso dizer, parodiando vítima de acidente, que "foi tudo muito rápido". Mal tive tempo de experimentar todas as possibilidades daquele monitor individual e do controle remoto que, logo de cara, deixaram-me curiosíssimo. Telinha particular na sua frente não chega a ser novidade, mas a do A380 tem ótima definição e um cardápio que vai de filmes, seriados e games às imagens capturadas por câmeras instaladas em três pontos da aeronave: no bico, na parte inferior da "barriga" e na cauda. Até "Brothers and sisters" perde diante da possibilidade de assistir ao que se passa lá fora, mesmo quando as nuvens embaçam tudo. Na aterrissagem, então, torci para a "programação" não sair do ar.

4) Seja na aterrissagem ou na decolagem, não senti o peso de um bicho tão grande. Até achei que o processo todo foi "suave", se é que a gente pode chamar assim.

5) O desembarque também é lento, mas não se compara ao embarque. E, ao final da jornada, outra surpresa, esta para deixar os amigos morrendo de inveja: um certificado da Air France dizendo que tem a honra de atestar que seu dono voou num A380.

Uma funcionária, com uma plaquinha, orientava os passageiros que voltariam dali a pouco para Paris, e só estavam viajando para conhecer o A380. Acho que eles só queriam mesmo o tal certificado.

6) Ah, sim, a companhia parece tratar tão bem sua nova aquisição que quer poupá-la. Para que desperdiçar espaço e energia com bobagens, como bagagem? Pois é, a mala não chegou, só veio em outro voo, mais tarde. Vai que aqueles contêineres arranham o A380?

boa viagem

Kenya Airways ameaça anular encomenda de nove aviões Boeing



Nairobi, Quénia (PANA) -
A companhia aérea queniana, "Kenya Airways", ameaçou anular a sua encomenda de nove aviões de tipo "Boieng Dreameliners" devido ao atraso da entrega, noticiou o jornal local "Sunday Nation".

Segundo o jornal, que cita o site Internet da Kenya Airways, a companhia poderá virar-se para a construtora europeia Airbus, rival da Boeing, uma empresa norte-americana.

Citado no site Internet, o diretor-geral da Kenya Airways, Titus Naikuni, declara que a sua companhia ameaçou anular a encomenda logo que ela soube que a Boeing iria adiar a entrega dos aviões, alegando problemas de fabrico.

O Quénia fez a encomenda dos Dreamliners desde 2006 e aguardava pela entrega dos dois primeiros aviões em Setembro próximo.

O Boeing Dreamliner, igualmente conhecido sob o nome de Boeing 787, é um avião com fraco consumo de combustível.
panapress

Mexicana de Aviação suspende operações por tempo indeterminado

Mexicana de Aviação suspende operações por tempo indeterminado


México, 28 ago (EFE).- A Mexicana de Aviação, uma das principais companhias aéreas do país, suspendeu hoje por tempo indeterminado seus voos, assim como as empresas domésticas Click e Link, após 89 anos de operações, afetada por sérios problemas financeiros.

A companhia aérea suspendeu de maneira gradual os voos neste sábado e o último, o 886 com rota México-Toronto, partiu às 14h18 no horário local (19h18 no horário de Brasília).

Segundo a empresa e as autoridades, a suspensão permitiria iniciar formalmente a análise do processo de moratória ou possível quebra solicitada pela própria empresa no dia 4 de agosto.

O ministro mexicano de Comunicação e Transportes, Juan Molinar Horcasitas, disse que os passageiros não serão prejudicados, já que outras companhias nacionais e internacionais ficariam responsáveis pelos traslados.

Na próxima semana, um funcionário das Justiça iniciará a avaliação da situação financeira da companhia para que um juiz determine se concede ou não a moratória solicitada.

epa

Ultraleve cai em Óbidos e faz 2 mortos

Ultraleve cai em Óbidos e faz 2 mortos

O dono do 'Sky Ranger' tinha-o adquirido há poucos meses, mas não estava credenciado para voar.

Fernando Pereira, de 60 anos, era proprietário do ultraleve Sky Ranger que caiu ontem em Óbidos. António Ferrel, de 50 anos, era piloto e foi convidado por ele para dirigir a sua recente aquisição, num voo local. As coisas não aconteceram como planeado e, cerca das 19.20, foi dado o alerta da queda de uma aeronave no Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leira. Ambos tiveram morte imediata.

As causas do acidente ainda estão por investigar, "só se sabe que a queda aconteceu logo após a descolagem da pista do Aero Clube Lagoa de Óbidos", disse Paulo Santos, presidente da direcção daquela instituição.

O dono do avião era sócio do Aero Clube e terá, alegadamente, adquirido há poucos meses o aparelho. Como não estava credenciado para voar, pediu ao piloto - que não pertencia àquele clube - para fazer um voo experimental. "Eles alteraram as características de fábrica e iam experimentar as modificações que fizeram", disse fonte ligada ao Aero Clube, alertando: "Muitas vezes, as pessoas tentam modificar o que é feito na fábrica e depois as experiências acabam por correr mal. Foi exactamente isso que aconteceu neste caso."

Esta informação, porém, não foi confirmada pelo presidente da direcção do Aero Clube: "Sei que eles iam fazer um voo local, mas não consigo precisar se teriam sido feitas modificações às características de origem da aeronave. Aquilo que posso adiantar é que o piloto estava credenciado para voar," disse, desvalorizando a questão.

Paulo Santos sublinhou, por outro lado, em declarações ao DN, que desde o primeiro momento foram contactadas as autoridades competentes. "Já falámos inclusive com o gabinete de inspecções do INAC (Instituto Nacional da Aviação Civil), que fará, durante o dia de amanhã [hoje], uma visita ao local", acrescentou.

O acidente de ontem, ao fim da tarde, foi o primeiro em 20 anos de história do Aero Clube da Lagoa de Óbidos e começou quando o ultraleve descolava da pista. "Este Aero Clube tem já alguma história, mas esta foi a primeira vez que uma coisa desta natureza aconteceu aqui", referiu Paulo Santos.

Segundo fonte da Protecção Civil de Leiria, o ocupante e o piloto tiveram morte imediata. O alerta foi dado poucos minutos depois do acidente e, para o local, foram deslocados meios da GNR e uma viatura médica de emergência rápida (VMER). Também os Bombeiros Voluntários de Óbidos estiveram presentes, com nove homens, apoiados por três viaturas.

dn portugal